Stoa :: Walter Tsuyoshi Sano :: Blog :: 007. Da Nota Fiscal Paulista (NFp)

outubro 08, 2008

default user icon
Peço NFp desde o início do programa; até hoje, somente treze notas foram registradas no sistema. Dizem que o consumidor tem de esperar até meados do mês seguinte à compra, para então conferir se houve registro da NFp; em não havendo, uma reclamação pode ser feita no próprio site da Receita Federal. Em outras palavras, o responsável pela fiscalização do funcionamento da NFp não é o Estado, mas o [não remunerado] consumidor.

Faço compras quase diariamente --por vezes, mais de uma vez num mesmo dia-- e não tenho como controlar, fiscalizar e reclamar sobre cada NFp que solicito. Devido às minhas obrigações pessoais e acadêmico-profissionais, não tenho condições de realocar parte do meu tempo para exercer uma função que cabe ao Estado.

Acabo de ouvir (2008.07.01, pouco antes das 10h) na BandNews FM (96,9MHz, em São Paulo) que o Diretor Adjunto de Fiscalização da Secretaria da Fazenda de São Paulo não tem idéia de por que muitas notas não são registradas. Ele afirma, ainda, que o volume de registros aumentou quando da entrada (em abril/2008) dos supermercados no programa. Meu testemunho contradiz esta afirmação, pois eu sempre pedia NFp nos supermercados e hipermercados em que fazia compras, mas nenhuma das compras que fiz desde abril foi até agora registrada --vale ressalvar a louvável exceção do Empório Perdigão, próximo ao Portão 3 da Cidade Universitária.

Pedia; não peço mais. Desisto.

 

-originalmente postado alhures em 2008.07.01

© 2019 Todos os direitos reservados

Postado por Walter Tsuyoshi Sano

Comentários

  1. Leandro Gomes escreveu:

    Eu peço, demora um pouco mas aparece, não que valha muito a pena, tenho uns R$20/30 em créditos até agora.

    LegoLeandro Gomes ‒ quarta, 08 outubro 2008, 22:54 -03 # Link |

Você deve entrar no sistema para escrever um comentário.

Termo de Responsabilidade

Todo o conteúdo desta página é de inteira responsabilidade do usuário. O Stoa, assim como a Universidade de São Paulo, não necessariamente corroboram as opiniões aqui contidas.