Stoa :: Blog :: Tudo

Filtrar esta página para conter somente certos tipos de itens:

Filtrado: mostrando mensagens sem comentários (Remover o filtro)

Novembro 08, 2012

user icon
Postado por Mythrellas

It's a cold night and I'm starting to freeze in my lonely world

Only kisses from you can save the day
And melt the ice around my heart
Only kisses from you
Can stop me from feeling blue
Conversations romance revelations
Life is a beautiful game
Under the sun a new day has begun and I wake up
Wake up with the one that I love
I begin again working till the bitter end
My time is just a fast burning candle
Black is the day when there's no more secret words to say
But the music will play - Hey
There's a moonlight and I dream in the shadow
Rainbows flash when I'm thinking of you I know it's true
You are like fire my sweet desire
Only kisses from you can stop me from feeling blue - yeah

We begin again trying till the very end

Life is a hard case to handle
Black is the day when the melody has gone away
No more music to play

Cold night and I'm feeling the breeze in this lonely world

Only kisses from you can save the day and melt the ice around my heart

Only kisses from you
Cold night - yeah - hey
There's a moonlight
Only kisses from you
Only kisses from you
Only kisses from you can stop me feeling blue

Este post é Domínio Público.

Postado por Mythrellas | 0 comentário

Novembro 05, 2012

user icon

            Em vigor desde maio de 2011, o Protocolo do Serviço Especializado em Abordagem Social do município do Rio de Janeiro prevê o recolhimento e internação compulsória de menores de idade em situação de rua, independentemente de uso de drogas. Conforme documentado pela Assembleia Legislativa do estado do Rio de Janeiro, a Secretaria Municipal de Assistência Social, instituidora do Protocolo, firmou convênio, através de licença de licitação com a Casa Espírita Tesloo, associação civil de caráter científico, filosófico, beneficente, educacional, cultural, de assistência e promoção social. Esta casa gerencia estabelecimentos que juntos abrigam 160 crianças e adolescentes.

            Há de se salientar, de imediato, grave inconsistência já apresentada no parágrafo anterior: a celebração de convênio. Este é um instrumento utilizado entre duas pessoas de direito público, apenas. Nos termos da Lei8.666/93, são “acordos, ajustes e outros instrumentos congêneres celebrados por órgãos e entidades da Administração”. É impossível, portanto, firmar convênio com a Tesloo, sendo esta uma entidade privada.

            É gritante a omissão de informações sobre tal “convênio” e sobre a própria entidade: no website da associação, em meio a inúmeros posts sobre a doutrina espírita, constam apenas registro civil e CNPJ. Na seção “colaboradores”, ao lado de imagens de diversas empresas privadas          , uma do Conselho Municipal de Assistência Social e outra da prefeitura municipal. Não há divulgação de estatuto, prestação de contas, nem mesmo menção aos abrigos que por ela são geridos com a utilização de recursos provenientes de repasses de recursos públicos.

            Informações acerca do valor recebido pela entidade (sete milhões, quinhentos e cinquenta e seis mil reais) e a quantidade de jovens atendidos foram consultadas no “Relatório de visitas aos ‘abrigos especializados’ para crianças e adolescentes”. Trata-se da documentação de visitas de inspeção realizadas pela Comissão de Defesa dos Direitos Humanos e da Cidadania da Assembleia Legislativa do estado do Rio de Janeiro, a quatro abrigos de acolhimento institucional (todas geridas pela Tesloo), realizadas em 11 de maio de 2012. Publicado no mês subsequente às visitas, o relatório sugere infraestrutura inadequada, contenção química indiscriminada e descontentamento dos internos. Em sua conclusão, fala de uma perspectiva de controle social punitivo – que, presente nestas instituições, é reflexo do paradigma ainda existente.

            A completa falta de informação associada à precariedade dos abrigos revela um cenário obscuro no qual entidades sem fins lucrativos se utilizam de verbas públicas para a simples reclusão (muitas vezes, marcada pela truculência) de crianças e adolescentes. Estes dois elementos demonstram claramente um duplo descaso da sociedade: um com a dependência química infantojuvenil e outro com a responsabilização do terceiro setor.

Palavras-chave: crack, direitos humanos, internação compulsória, terceiro setor

Este post é Domínio Público.

Postado por Tamara Correia de Andrade | 0 comentário

Novembro 04, 2012

user icon
Este texto é parte de um artigo que eu vi em uma revista especializada. Acho que interessa a alguns que ouviram a mesma preocupação na área de aeroportos de São Paulo. Assim eu finalizo a minha chamada a um problema ocorrido a anos atrás.

Teoria da Conspiração?

Só se quiserem, porque até o povão (a população) já percebe...



Problemas Causados por Transmissores de FM

 

Recentemente, aeroportos de grandes cidades como São Paulo tiveram sérios problemas de interferências de emissoras clandestinas de FM que, afetando a operação dos sistemas de navegação, fizeram com que pousos e manobras importantes de aproximação de aeronaves fossem abortadas. Uma ação drástica contra essas emissoras está sendo planejada pelas autoridades, pois o que está em jogo é a segurança do tráfego aéreo. É melhor prevenir um acidente grave agora do que somente tomar as medidas cabíveis depois que acontecer algo.

 

Newton C. Braga

 

O problema

Com o falso rótulo de “emissoras comunitárias”, muitas pessoas e entidades têm posto no ar emissoras de FM de potências muito acima daquilo que a legislação inicial existente sobre o assunto permitia. Assim, os 5 W de potência máxima não são respeitados bem como a altura máxima das torres. Temos visto transmissores de até 500 W (!) com torres que chegam a 40 metros, na rota de aproximacão de aeronaves no Aeroporto de Guarulhos!

Mas, não é somente a potência que causa problemas. Os transmissores usados não têm qualquer controle de qualidade, normalmente são montagens caseiras precárias que acabam por ter seu sinal espalhando por um espectro que se estende muito além da faixa de FM.

É exatamente aí que temos o ponto crítico. A faixa destinada às comunicações entre torre e aeronaves e o sistema de balizamento dos aeroportos opera na faixa que vai dos 108 MHz a 136 MHz, ou seja, justamente acima da faixa de FM. Dessa forma, um transmissor de FM descalibrado, e não precisa ser muito potente, pode ter sinais espúrios na faixa de aviação, interferindo dos equipamentos de aproximação e comunicação das aeronaves, conforme mostra a figura 1.

 



 



E, para que um transmissor emita sinais espúrios e harmônicas não é preciso muito. Basta que os circuitos das etapas osciladora e de amplificação não sejam bem ajustados para que isso ocorra. A inexistência de filtros de saída que eliminem harmônicas e espúrios também causa problemas, e o próprio sistema de antenas e cabos mau dimensionados também é origem de problemas.

O resto do artigo é só clicar abaixo no link:

http://www.sabereletronica.com.br/secoes/leitura/1827

 

Abraços

Benedito Ubiratã

 


Palavras-chave: Newton C. Braga, www.sabereletronica.com.br

Esta mensagem está sob a licença CreativeCommons Atribuição.

Postado por Benedito Ubiratã da Silva | 0 comentário

Novembro 03, 2012

user icon

Megafone.net é uma plataforma na Internet criada de uma idéia simplesmente interessante: possibilitar que comunidades criem canais de comunicação com o público no espaço digital. Através de telefones móveis, os celulares, aparelhados com recursos multi-mídias, a rede www.megafone.net vem interligando um conjunto de comunidades ao redor do mundo. As pessoas que participam do projeto encontram por meio do site uma maneira de defenderem suas comunidades diante da grande mídia, que muitas vezes criam uma imagem negativa destas não lhes dando a oportunidade de voz. Munidos então de celulares pelo criador do projeto, o artista plástico catalão, Antoni Abab, os grupos comunitários utilizam-os como forma de se expressarem e reivindicar seus direitos. O artista incentiva os participantes, emissores, formados dentro das comunidades, a usar a Internet à publicizar o seu dia-a-dia e seus interesses comunitários em canais na Web. Os grupos hoje formam uma grande rede de comunidades, interligadas e emanadas de uma vocação comunicativa.

Este post é Domínio Público.

Postado por Eliezer Muniz dos Santos | 0 comentário

Novembro 01, 2012

user icon

Caros alunos do 1º ano do Beá,

Disponibilizo no arquivo .pdf abaixo o conteúdo programático da 1ª etapa (destinada apenas a alunos que estão concluindo o 1º ano do Ensimo Médio) do vestibular seriado da FAAP. Extraí estas informações do Manual do Candidato que me foi entregue. Escrevi as informações exatamente como constam no referido manual.

Espero que este arquivo lhes apresente alguma serventia!

Obrigado pela atenção e desculpem-me pela demora em divulgar tal documento!

Um grande abraço!

Cordialmente,

Bruno Maurício Batista de Albuquerque.

Vestibular seriado - FAAP (1ª etapa).pdf

Postado por Bruno Mauricio Batista de Albuquerque | 0 comentário

user icon

Houve esta dúvida lançada por alguem - que não se identificou quem era, sobre permuta entre universidades diferentes!

No evento do Congresso de Funcionários do ano passado - em que eu estive apresentando esta comunidade ao público, grande parte daqueles que se manifestaram sobre esta nossa iniciativa de abrir a possibilidade de o funcionário ser transferido para outra Unidade, acharam excelente a idéia, inclusive de haver esta extensão para outras Universidades paulistas.

É claro que ao que eu saiba não existe - a não ser por "ex-ofício" e geralmente, neste caso, estas transferencias já fazem parte, ou são inerentes à atividade profissional do servidor, por exemplo, de militares federais, e outros semelhantes.

Mas com certeza que, num futuro próximo, com o desenvolvimento da informatização, isto não será impecilho - havendo uma justificativa de direito...

Um abraço a todos!

Sady

Palavras-chave: permuta, servidor, universidades

Este post é Domínio Público.

Postado por Sady Carlos em Permuta de Servidores entre Unidades da USP | 0 comentário

Outubro 31, 2012

user icon

Tenho interesse em permuta IO Ubatuba para ESALQ Piracicaba.

Tec Administrativo - horario de trabalho: seg a sexta das 8 as 17h

simoes_mar65@hotmail.com

 

Atte

Cyda

Postado por Maria Aparecida Simoes em Permuta de Servidores entre Unidades da USP | 0 comentário

Outubro 29, 2012

user icon

Entrevista realizada na data de 24/10/2012 no Jornal da Cidade exibido as 19:00 na emissora TV Marília. Fui convidado para explicar no âmbito geral como será minha palestra e os benefícios dos Sistemas de Informação Geográficos os agrônomos em especial na 24° SECAM da UNIMAR. — em Marília, São Paulo.

http://www.youtube.com/watch?v=B_iAzPd4ouk

ou

DiegoSECAM-1.avi

 

 

 


Este post é Domínio Público.

Postado por Diego Fiori de Carvalho | 0 comentário

user icon
Postado por Daros

Não se pode dizer que se ama a justiça e ainda assim votar num partido de direita econômica.

Um conceito muito importante, na Bíblia, é o de Tsedacá¹ (justiça social), que - basicamente - se refere a distribuir renda. Por vezes é usado para referir-se ao abastado que divide sua riqueza com os pobres. Neste caso, a atitude não é uma simples caridade, mas uma verdadeira justiça; porque nada nos pertence realmente, mas deve ser dividido entre todos. "E, respondendo [João Batista], disse [à multidão]: Quem tiver duas túnicas, reparta com o que não tem, e quem tiver alimentos, faça da mesma maneira" (Lucas 3:11).

Mas, por definição, a "direita" econômica é a posição política dos que pleiteiam manter as diferenças sociais entre ricos e pobres. Mas é maldito o que perverte o direito do pobre, porque está escrito: "Maldito aquele que perverter o direito do estrangeiro, do órfão e da viúva. E todo o povo dirá: Amém" (Deuteronômio 27:19).

A Bíblia proíbe que uma dívida se estenda por mais de 6 anos (sendo perdoada no sétimo ou antes, caso caia-se no ano do Jubileu, a cada 50 anos; cf. Ex. 23 e muitos outros). Também proíbe que se cobre a dívida ou o penhor do pobre ou que se venda alguém como escravo, e ainda ordena que se deixe boa parte da colheita para os pobres, estrangeiros, órfãos e viúvas, e proíbe que se explore o empregado (Dt 24 e muitos outros trechos). Institui o dia do sábado para que o empregado descanse de seu trabalho para o patrão (Ex 20; 23 e outros).

Castigo é prometido a quem perverter o direito dos pobres e oprimir o necessitado: "Porque o seu redentor é poderoso; e pleiteará a causa deles contra ti" (Provérbios 23:11).

Penso, portanto, que é flagrantemente contrário à Bíblia apoiar pensamentos políticos de direita. E não faz sentido argumentar que a religião nada tem a ver com política. Porque a fé verdadeira permeia o comportamento da pessoa em todas as esferas da sua vida. E sabemos, tando judeus quanto cristãos, que todas as leis da Torah e dos Profetas (toda a Bíblia) se resumem a "Amar a D'us sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo", como ensinam atualmente os rabinos e como Jesus ensinou. Pois "a lei é santa, e o mandamento santo, justo e bom" (Romanos 7:12).


¹Interessante que essa mesma palavra, que é usada para "caridade", significa "justiça". Ou seja: quando você divide seu dinheiro com alguém, não está - num português claro - "fazendo mais que a sua obrigação". Porque o que a justiça divina estabelece é que aquele dinheiro não pertence só a você. O fato de os recursos, muitas vezes, estarem concentrados em poucas mãos é um acidente devido a injustiças sociais. A justiça divina requer que tudo seja repartido.

Assim era na comunidade dos primeiros cristãos, liderados pelos Apóstolos: "Da multidão dos que creram, uma era a mente e um o coração. Ninguém considerava unicamente sua coisa alguma que possuísse, mas compartilhavam tudo o que tinham. Com grande poder os apóstolos continuavam a testemunhar da ressurreição do Senhor Jesus, e grandiosa graça estava sobre todos eles. Não havia pessoas necessitadas entre eles, pois os que possuíam terras ou casas as vendiam, traziam o dinheiro da venda e o colocavam aos pés dos apóstolos, que o distribuíam segundo a necessidade de cada um" (Atos 4:32-35)

http://pontosupercritico.blogspot.com.br/

Palavras-chave: Bíblia, Direita, Esquerda, Justiça, Tsedacá

Este post é Domínio Público.

Postado por Daros | 0 comentário

user icon

Um Vírus Chamado Medo [vídeo]

Nota: O vídeo foi gentilmente transcrito em português por Juliane Reali, da On Demand Traduções a pedido do HypeScience. O cineasta Ben Fama Jr., criador do documentário, incluiu as legendas a nosso pedido.

“O medo corta mais profundamente do que a espada”

Syrio Forel, personagem em A Guerra dos Tronos de George R. R. Martin

Quando viviam em cavernas e tinham que caçar os próprios alimentos, nossos ancestrais temiam ser atacados por animais selvagens, ou por tribos rivais, ou serem atingidos por raios. Este medo foi evolutivamente útil para mantê-los vivos. Hoje, apesar do amparo de tecnologias, ainda temos medo: da morte, da dor, da solidão, do sofrimento emocional, da rejeição e daquilo que desconhecemos.

Neste curto (mas impactante) documentário, o cineasta Ben Fama Jr. reúne especialistas – entre eles o célebre biólogo Richard Dawkins – para falar sobre como o medo acompanhou a humanidade desde os seus primórdios. Além das possíveis origens do medo, eles falam sobre como esse sentimento foi (e é) usado como ferramenta para manter pessoas sob domínio –- seja por parte de líderes políticos, religiosos ou midiáticos.

Uma trilha sonora envolvente, somada a uma bela direção de arte e a depoimentos com linguagem clara “prendem” o espectador ao longo do vídeo. [Ben Fama Jr., YouTube]

 

http://hypescience.com/video-um-virus-chamado-medo/?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed%3A+feedburner%2Fxgpv+%28HypeScience%29


Postado por João Carlos Holland de Barcellos em Meta-Ética-Científica | 0 comentário

user icon
Postado por Helder Gonzales

Um vídeo demonstrando os novos captadores da minha guitarra antiga. Lindy Fralin Vintage Hot no braço, Dimarzio Area 67 no meio e Dimarzio Virtual Vintage Blues na ponte. Guita Tagima Strato de 1999. Amp Vox ACTV4. Um pequeno cubo de apenas 4W, mas que faz um belo barulho por ser valvulado. There it is:

Palavras-chave: ACTV4, amplificador, Area 67, Blues, brilhante, captadores, Dimarzio, Dire Straits, estralado, Fender, guitar., Guitarra, Jimmy Hendrix, John Frusciante, Lindy Fralin, magro, Mark Knopfler, Música, noiseless, Peal Jam, pickups, Red Hot Chili Peppers, som, Strat, Strato., Stratocaster, Tagima, The Doors, timbre, trocar, valvulado, Vintage Hot, Virtual Vintage, Vox

© 2019 Todos os direitos reservados

Postado por Helder Gonzales | 0 comentário

user icon
Postado por Marcelo Li Koga

Durante o Restaurant Week (RW), eu e o pessoal do LTI resolvemos conhecer um restaurante e o escolhido foi o Monet. Agora relato como foi a experiência.

Um dos meus colegas tentou ligar lá pra reservar mas eles não atendiam, então falei pra reservarmos online (através do Restorando.com.br). O próprio site do Restaurant Week fornece essa opção. Segue parte do diálogo:

Colega: Não...esse negócio de reserva online não vai dar certo.
Eu: Vai sim! Tem que dar certo! Restaurant Week é um grande evento e no próprio site tem a opção de reservar!
Colega: Não vai funcionar. Aposto que vamos chegar lá e ficar esperando.
Eu: Tem que ser muita incompetência se não funcionar! E hoje é um dos últimos dias do evento, eles já estão acostumados com as reservas online! Vamos acreditar no serviço web!

Acabou que eu reservei online, 8 lugares e o site me confirmou a reserva para as 13h.

Chegando lá, qual não foi a surpresa quando a atendente disse que não havia reserva. Incrível. Isso me lembrou uma cena muito boa de Seinfeld, que até tentei imitar. Realmente a reserva online foi igual a nada. Ficamos lá esperando por mais de 30 minutos com a atendente não fazendo o mínimo esforço pra resolver algo. Até que nós mesmos sugerimos uma solução, que fez com que sentássemos em 2 mesas separadas.

Os garçons eram muito atrapalhados, a comida era média (tartare de entrada bom, carne bem ruinzinha e sobremesa ok) e o preço seria o mesmo com ou sem RW. Ou seja, mais um restaurante se aproveitando da fama do evento para atrair consumidores, sem oferecer a proposta real do RW, que é um preço reduzido.

Veredito: não voltar.

 

 

Palavras-chave: restaurante monet, restorando, seinfeld

Postado por Marcelo Li Koga | 0 comentário

Outubro 28, 2012

user icon
Postado por Equipe Stoa

Neste domingo, dia 28 de outubro, o Stoa (assim como outros serviços da USP) ficou indisponível das 17h até 21h devido a um problema no datacenter da USP


Este post é Domínio Público.

Postado por Equipe Stoa | 0 comentário

Outubro 27, 2012

user icon

Outubro 25, 2012

user icon

Crédito:www.public-domain-image.com

Esta mensagem está sob a licença CreativeCommons Atribuição, Não-Comercial.

Postado por Derik Gouvea Galante | 0 comentário

Outubro 24, 2012

user icon

 

 

Máfia chinesa, um “Estado dentro do Estado”

24 outubro 2012
El País Madrid

"Olha, olha, vejam só quem está a lavar dinheiro..."

A detenção do "padrinho" da máfia chinesa em Espanha, em meados de outubro, levantou o véu sobre as práticas ilegais no seio dessa comunidade e reflete o poder, a complexidade e a coesão internacional dos grupos criminosos chineses.

Heriberto Araújo | Juan Pablo Cardenal

para ler o resto da notícia click:

 

http://www.presseurop.eu/pt/content/article/2930321-mafia-chinesa-um-estado-dentro-do-estado

 

Boa semana

Benedito Ubiratã da Silva

 

Palavras-chave: Espanha, Heriberto Araújo, http://www.presseurop.eu, Juan Pablo Cardenal

Esta mensagem está sob a licença CreativeCommons Atribuição.

Postado por Benedito Ubiratã da Silva | 0 comentário

user icon
Postado por Neuci Bicov

 

CIAGRI CEDIR.bmp

O Cedir CIAGRI esta instalado no Campus de Piracicaba e atende, dentro das normas ambientais ao descarte, reuso e encaminhamento correto de resíduos de informática da Universidade e de pessoas físicas da região.

Implantando também a logistica reversa de materiais e insumos aos fabricantes conforme a Lei 12305/10.

A preocupação ambiental, o reuso e o encaminhamento corretos são a motivação da equipe do Cedir Ciagri que tem atuado em parceira com a unidade do Cedir SP.

Mais informações consulte o email: cedir@ciagri.usp.br
CENTRO DE INFORMÁTICA DO CAMPUS
Diretor do CIAGRI – Prof. Dr. Luiz Carlos Estraviz Rodriguez (lcer@usp.br)
ServInfor – Ana Claudia Camargo Ruffini (ana@ciagri.usp.br)
SecSupMan - Marcelo Zacarias da Silva (marcelo@ciagri.usp.br)
TécInfor - Marcio Martins do Amaral (marcio@ciagri.usp.br)

Este post é Domínio Público.

Postado por Neuci Bicov | 0 comentário

user icon
Postado por Daros

Ilustres membros da Academia Brasileira de Ciências (ABC),

Uma notícia de maio deste ano, divulgada na página do Jornal da Ciência¹ (JC), acaba de chegar a meu conhecimento, tendo-me deixado chocado. Não sei se o autor da mesma expressou-se mal, se eu entendi de maneira equivocada ou se minha interpretação foi correta. Se for este o caso, resta-me pouco mais que apenas lamentar que a ABC tenha assumido tal postura.

A notícia inicia com a seguinte delaração: "Acadêmicos reforçam preocupação com o aumento de informações sobre o criacionismo e o chamado design inteligente" (grifos meus).

Em seguida, afirma que "(...) a Academia Brasileira de Ciências (ABC) publicou, em março, uma carta repudiando a divulgação de conceitos criacionistas".

Tenho firme esperança de que as palavras do autor desse texto tenham sido apenas infelizes. Do contrário, sou obrigado a entender que a ABC está combatendo a simples divulgação de informações sobre uma ideia que discorda da ciência paradigmática.

Pergunta-se muito sobre qual a diferença entre ciência e religião. Na minha humilde opinião, uma das melhores respostas que se podem dar é a de que a primeira é o espaço da dúvida enquanto a segunda é o espaço da certeza.

Sabemos o quão má tornou-se a imagem atual da religião, frequentemente associada a fanatismos, extremismos, perseguições e terroristas. Qualquer detentor de senso crítico deve se perguntar em que grau essa imagem não é estereotipada e em que grau expressa uma realidade. Mas não é esse o ponto que desejo apontar aqui. Minha preocupação é no sentido de que a ABC tenha dado uma declaração que coloque a Ciência em uma situação muito similar à dos famigerados tribunais da Santa Inquisição medieval.

Lembremos do Index, a lista dos livros proibidos. Lendo essa notícia do JC, o que logo me vêm à mente é a perturbadora imagem de uma fogueira onde são lançados livros e outros escritos criacionistas. Quase que obrigatória é outra imagem, ainda mais estarrecedora, a seguir: a dos próprios criacionistas sendo beneficiados pelas chamas purificadoras, com o perdão da ironia. Mas, afinal, essa imagem não é em si mesma uma medonha ironia histórica, guardadas as devidas proporções?

Felizmente a nossa atual Constituição Federal e a Declaração Universal dos Direitos Humanos não simpatizam com a ideia de torturas e fogueiras. Esses mesmos documentos, a propósito, declaram como um dos direitos inalienáveis e mais sagrados do homem aquele que se refere à liberdade de pensamento e de expressão.

Sendo levado pela minha total concordância quanto a esse direito e pelas lúcidas colocações dos que se debruçaram sobre a Ciência como objeto de pesquisa - acadêmicos das áreas de História, Filosofia e Sociologia da Ciência - não posso deixar de preocupar-me com a possibilidade de que haja acadêmicos que pretendam assumir a sucessão dos Tribunais do Santo Ofício no século XXI.

Aguns poderão argumentar que o caso é totalmente diferente, porque a Ciência detém a verdade. Mas eu me perguntaria qual foi o ditador ou inquisidor que não pensava o mesmo sobre si. Também me recordaria do fato de que teorias científicas de muito sucesso chegaram a ser substituídas por outras - fato que, aliás, originou grande questionamento epistemológico no século passado. Esse interesse esteve particularmente presente em pensadores com sólida formação em Física, como Paul Feyerabend ou Thomas S. Kuhn, os quais viriam a ser clássicos autores de disciplinas referentes à Teoria do Conhecimento Científico.

Contudo, ainda que a ciência fosse detentora certa da Verdade, tal fato não justificaria a "eliminação da concorrência". Dar-se-ia justamente o oposto. O físico Richard Feynman, laureado com o prêmio Nobel, embora não fosse profundo conhecedor das disciplinas "metacientíficas", defendia que a Ciência não deveria temer questionamentos².

Se me permitem estender ainda um pouco essa minha declaração, gostaria de esclarecer que sou cristão convertido há menos de um ano. Isso coloco para contextualizar o seguinte: Nós, cristãos, cremos nas profecias bíblicas. Dentre essas, uma tem especial atenção dos crentes: a de que haverá uma época³, às vésperas do "Fim dos Tempos", em que os cristãos voltarão a ser perseguidos - mas de forma ainda pior que a dada nos primeiros séculos de Cristianismo. É comum que as pessoas estranhem uma tal profecia; afinal, nosso mundo preza tanto a liberdade de crença, pensamento e expressão, não?

Pois é... Essa indagação perde o sentido quando nos deparamos com uma notícia como essa do JC, que mostra que uma tão abominável desolação não é lá tão improvável no mundo contemporâneo.

Mas, como disse no início, tenho esperança de que tudo isso não passe de um mal entendido.

Cordialmente,
Leandro


¹http://www.jornaldaciencia.org.br/Detalhe.jsp?id=82259
²http://laserstars.org/bio/Feynman.html
³Se num futuro próximo ou distante é um ponto em que não há consenso entre os exegetas. Há mesmo quem interprete tal profecia como não literal.

Palavras-chave: Academia Brasileira de Ciências, Ciência, Criacionismo, , Inquisição, Religião

Este post é Domínio Público.

Postado por Daros | 0 comentário

Outubro 23, 2012

user icon
Postado por Helder Gonzales

Seguindo a onda de gravar minhas músicas antigas...

© 2019 Todos os direitos reservados

Postado por Helder Gonzales | 0 comentário

user icon

modelo atômico

original no site http://commons.wikimedia.org/wiki/File:%C3%81tomo.jpg?uselang=pt-br

Esta mensagem está sob a licença CreativeCommons Atribuição.

Postado por Rogerio Kioji Neiva Igarashi | 0 comentário

<< Anterior