Stoa :: Blog :: Tudo

Filtrar esta página para conter somente certos tipos de itens:

Novembro 15, 2012

user icon
Postado por Matheus Tunes

The Vegetarian World Forum

No. 3 Vol. IX - Autumn 1955 p.64:

 

A VEGETARIAN WORLD

Lee Pritzker

Hitherto life has been motivated by sensual satisfaction. In the vegetarian era intellectual and emotional gratifications will be enhanced. The mathematicians Isaac Newton and Albert Einstein found life in the Universe far more enthralling and satisfying than the most expert gourmet. Education will continue throughout life and will bring out the great talents and beauties latent in all persons. Here are a few of the outstanding characteristics of the vegetarian man of the future:

  1. He or she will be far more efficient mentally
  2. His or her emotions will be richer as a result of good nutrition and specific training. The emotions are capable of enormous development and are a big cause of happiness or unhappiness.
  3. The speech of the next higher man will be beautiful, clear and coloured with feelings of understanding, sympathy and sincerity.
  4. This higher evolved human will be endowed with aesthetic talents far beyond present average levels. Almost everyone will be a gifted painter, musician, singer, orator, actor, author, etc.
  5. Man will be devoid of hate, anger and irritation.
  6. He or she will be more charming, hansomer, and infinitely healthier than to-day's average.
  7. The new human will possess fine social gifts skilled in the art of inspiring and delightful conversation, have congenial manners and an instinctive urge for mutual aid rather than personal gain.

    A completely vegetarian world will provide :

    1. Social security for every person on earth.
    2. The abolition of war for ever.
    3. A two-sex legislative body for every country. At each election, municipal and regional state or national the voter will be compelled to mark two X's, one for a female candidate, the other for a male candidate. That alone will be a tremendous step towards abolishing war. Women must cease to be indifferent to politics, they must share equally with men a duty of governing the world.
    4. Higher education will include maximum brain and emotional development for all with emphasis on the growth of the aesthetic faculties. Aesthetic development nurtures the democratic instincts, strengthens the moral faculties and aids in preserving good health. Millions of future citizens will refuse meat because it is loathsome to the eyes.

 

Palavras-chave: Bandeijão, Veganismo, Vegetarianismo

Postado por Matheus Tunes | 1 comentário

Novembro 08, 2012

user icon
Postado por Mythrellas

It's a cold night and I'm starting to freeze in my lonely world

Only kisses from you can save the day
And melt the ice around my heart
Only kisses from you
Can stop me from feeling blue
Conversations romance revelations
Life is a beautiful game
Under the sun a new day has begun and I wake up
Wake up with the one that I love
I begin again working till the bitter end
My time is just a fast burning candle
Black is the day when there's no more secret words to say
But the music will play - Hey
There's a moonlight and I dream in the shadow
Rainbows flash when I'm thinking of you I know it's true
You are like fire my sweet desire
Only kisses from you can stop me from feeling blue - yeah

We begin again trying till the very end

Life is a hard case to handle
Black is the day when the melody has gone away
No more music to play

Cold night and I'm feeling the breeze in this lonely world

Only kisses from you can save the day and melt the ice around my heart

Only kisses from you
Cold night - yeah - hey
There's a moonlight
Only kisses from you
Only kisses from you
Only kisses from you can stop me feeling blue

Este post é Domínio Público.

Postado por Mythrellas | 0 comentário

Novembro 05, 2012

user icon

            Em vigor desde maio de 2011, o Protocolo do Serviço Especializado em Abordagem Social do município do Rio de Janeiro prevê o recolhimento e internação compulsória de menores de idade em situação de rua, independentemente de uso de drogas. Conforme documentado pela Assembleia Legislativa do estado do Rio de Janeiro, a Secretaria Municipal de Assistência Social, instituidora do Protocolo, firmou convênio, através de licença de licitação com a Casa Espírita Tesloo, associação civil de caráter científico, filosófico, beneficente, educacional, cultural, de assistência e promoção social. Esta casa gerencia estabelecimentos que juntos abrigam 160 crianças e adolescentes.

            Há de se salientar, de imediato, grave inconsistência já apresentada no parágrafo anterior: a celebração de convênio. Este é um instrumento utilizado entre duas pessoas de direito público, apenas. Nos termos da Lei8.666/93, são “acordos, ajustes e outros instrumentos congêneres celebrados por órgãos e entidades da Administração”. É impossível, portanto, firmar convênio com a Tesloo, sendo esta uma entidade privada.

            É gritante a omissão de informações sobre tal “convênio” e sobre a própria entidade: no website da associação, em meio a inúmeros posts sobre a doutrina espírita, constam apenas registro civil e CNPJ. Na seção “colaboradores”, ao lado de imagens de diversas empresas privadas          , uma do Conselho Municipal de Assistência Social e outra da prefeitura municipal. Não há divulgação de estatuto, prestação de contas, nem mesmo menção aos abrigos que por ela são geridos com a utilização de recursos provenientes de repasses de recursos públicos.

            Informações acerca do valor recebido pela entidade (sete milhões, quinhentos e cinquenta e seis mil reais) e a quantidade de jovens atendidos foram consultadas no “Relatório de visitas aos ‘abrigos especializados’ para crianças e adolescentes”. Trata-se da documentação de visitas de inspeção realizadas pela Comissão de Defesa dos Direitos Humanos e da Cidadania da Assembleia Legislativa do estado do Rio de Janeiro, a quatro abrigos de acolhimento institucional (todas geridas pela Tesloo), realizadas em 11 de maio de 2012. Publicado no mês subsequente às visitas, o relatório sugere infraestrutura inadequada, contenção química indiscriminada e descontentamento dos internos. Em sua conclusão, fala de uma perspectiva de controle social punitivo – que, presente nestas instituições, é reflexo do paradigma ainda existente.

            A completa falta de informação associada à precariedade dos abrigos revela um cenário obscuro no qual entidades sem fins lucrativos se utilizam de verbas públicas para a simples reclusão (muitas vezes, marcada pela truculência) de crianças e adolescentes. Estes dois elementos demonstram claramente um duplo descaso da sociedade: um com a dependência química infantojuvenil e outro com a responsabilização do terceiro setor.

Palavras-chave: crack, direitos humanos, internação compulsória, terceiro setor

Este post é Domínio Público.

Postado por Tamara Correia de Andrade | 0 comentário

Novembro 04, 2012

user icon
Postado por Equipe Stoa

[Atualizado 14/11: alguns esclarecimentos e mudanças no cronograma]

Após um ano e meio de deliberações, debates e desenvolvimento, estamos prontos para migrar a Rede Social Stoa para um novo plataforma. Sob liderença de Paulo Mereiles e Fabio Kon do CCSL a equipe de desenvolvedores do Colivre implementou dezenas de melhorias e adaptações para a USP no Noosfero, o software livre e brasileiro para redes sociais.

Além de contar com tecnologia da Web moderna, algumas outras novidades incluem:

  • agora é possível convidar pessoas sem número USP a participara da rede;
  • chat entre contatos;
  • um interface de personalização do perfil amigável;
  • mais tipos de conteúdo: vários tipos de documentos, blogs (mais do que um por perfil), fóruns, galerias.
  • melhores ferramentas de gestão para administradores de grupos

O plano de migração é o seguinte:

  1. Na quarta dia 15, às 14:00: impedir novos cadastros, posts ou upload de arquivos no Stoa antigo.
  2. Começar o script da migração de conteúdo. Isto moverá posts, arquivos e alguns elementos do perfil  do stoa.usp.br/nome-do-perfil para social.stoa.usp.br/nome-do-perfil. O script deverá demorar 2 a 3 dias para completar a migração dos 50 mil perfis.
  3. Habilitar cadastros novos no novo sistema.

O login e senha de usuários existentes não mudarão (esperamos implementar o login via número USP a tempo). 

Após o dia 15 o conteúdo no Stoa antigo (stoa.usp.br/*) ainda ficará acessível e editável por um período (sobretudo para fins de fazer cópias manuais), mas a idéia é tirar o serviço do ar no início de 2013 (quando teremos certeza que tudo está tudo copiado corretamente para social.stoa.usp.br).

Para os usuários do Moodle do Stoa não vai mudar nada: continuarão se logando no Moodle do Stoa com o login e senha da Rede Social.

 

Para sugestões (qualquer passo do plano pode ser modificado) ou dúvidas, comente aqui ou entre em contato via suporte@stoa.usp.br

Ewout ter Haar

Palavras-chave: noticia

Este post é Domínio Público.

Postado por Equipe Stoa | 2 comentários

user icon
Este texto é parte de um artigo que eu vi em uma revista especializada. Acho que interessa a alguns que ouviram a mesma preocupação na área de aeroportos de São Paulo. Assim eu finalizo a minha chamada a um problema ocorrido a anos atrás.

Teoria da Conspiração?

Só se quiserem, porque até o povão (a população) já percebe...



Problemas Causados por Transmissores de FM

 

Recentemente, aeroportos de grandes cidades como São Paulo tiveram sérios problemas de interferências de emissoras clandestinas de FM que, afetando a operação dos sistemas de navegação, fizeram com que pousos e manobras importantes de aproximação de aeronaves fossem abortadas. Uma ação drástica contra essas emissoras está sendo planejada pelas autoridades, pois o que está em jogo é a segurança do tráfego aéreo. É melhor prevenir um acidente grave agora do que somente tomar as medidas cabíveis depois que acontecer algo.

 

Newton C. Braga

 

O problema

Com o falso rótulo de “emissoras comunitárias”, muitas pessoas e entidades têm posto no ar emissoras de FM de potências muito acima daquilo que a legislação inicial existente sobre o assunto permitia. Assim, os 5 W de potência máxima não são respeitados bem como a altura máxima das torres. Temos visto transmissores de até 500 W (!) com torres que chegam a 40 metros, na rota de aproximacão de aeronaves no Aeroporto de Guarulhos!

Mas, não é somente a potência que causa problemas. Os transmissores usados não têm qualquer controle de qualidade, normalmente são montagens caseiras precárias que acabam por ter seu sinal espalhando por um espectro que se estende muito além da faixa de FM.

É exatamente aí que temos o ponto crítico. A faixa destinada às comunicações entre torre e aeronaves e o sistema de balizamento dos aeroportos opera na faixa que vai dos 108 MHz a 136 MHz, ou seja, justamente acima da faixa de FM. Dessa forma, um transmissor de FM descalibrado, e não precisa ser muito potente, pode ter sinais espúrios na faixa de aviação, interferindo dos equipamentos de aproximação e comunicação das aeronaves, conforme mostra a figura 1.

 



 



E, para que um transmissor emita sinais espúrios e harmônicas não é preciso muito. Basta que os circuitos das etapas osciladora e de amplificação não sejam bem ajustados para que isso ocorra. A inexistência de filtros de saída que eliminem harmônicas e espúrios também causa problemas, e o próprio sistema de antenas e cabos mau dimensionados também é origem de problemas.

O resto do artigo é só clicar abaixo no link:

http://www.sabereletronica.com.br/secoes/leitura/1827

 

Abraços

Benedito Ubiratã

 


Palavras-chave: Newton C. Braga, www.sabereletronica.com.br

Esta mensagem está sob a licença CreativeCommons Atribuição.

Postado por Benedito Ubiratã da Silva | 0 comentário

Novembro 03, 2012

user icon

Megafone.net é uma plataforma na Internet criada de uma idéia simplesmente interessante: possibilitar que comunidades criem canais de comunicação com o público no espaço digital. Através de telefones móveis, os celulares, aparelhados com recursos multi-mídias, a rede www.megafone.net vem interligando um conjunto de comunidades ao redor do mundo. As pessoas que participam do projeto encontram por meio do site uma maneira de defenderem suas comunidades diante da grande mídia, que muitas vezes criam uma imagem negativa destas não lhes dando a oportunidade de voz. Munidos então de celulares pelo criador do projeto, o artista plástico catalão, Antoni Abab, os grupos comunitários utilizam-os como forma de se expressarem e reivindicar seus direitos. O artista incentiva os participantes, emissores, formados dentro das comunidades, a usar a Internet à publicizar o seu dia-a-dia e seus interesses comunitários em canais na Web. Os grupos hoje formam uma grande rede de comunidades, interligadas e emanadas de uma vocação comunicativa.

Este post é Domínio Público.

Postado por Eliezer Muniz dos Santos | 0 comentário

Novembro 02, 2012

user icon
Postado por Helder Gonzales

La pregunta
Amor, una pregunta
te ha destrozado.
Yo he regresado a ti
desde la incertidumbre con espinas.
Te quiero recta como
la espada o el camino.
Pero te empeñas
en guardar un recodo
de sombra que no quiero.
Amor mío,
compréndeme,
te quiero toda,
de ojos a pies, a uñas,
por dentro,
toda la claridad, la que guardabas.
Soy yo, amor mío,
quien golpea tu puerta.
No es el fantasma, no es
el que antes se detuvo
en tu ventana.
Yo echo la puerta abajo:
yo entro en toda tu vida:
vengo a vivir en tu alma:
tú no puedes conmigo.
Tienes que abrir puerta a puerta,
tienes que obedecerme,
tienes que abrir los ojos
para que busque en ellos,
tienes que ver cómo ando
con pasos pesados
por todos los caminos
que, ciegos, me esperaban.
No me temas,
soy tuyo,
pero
no soy el pasajero ni el mendigo,
soy tu dueño,
el que tú esperabas,
y ahora entro
en tu vida,
para no salir más,
amor, amor, amor,
para quedarme.

Pablo Neruda

 

Palavras-chave: Amor, La pregunta, Neruda, Pablo Neruda, Poesia

© 2017 Todos os direitos reservados

Postado por Helder Gonzales | 1 comentário

Novembro 01, 2012

user icon

Caros alunos do 1º ano do Beá,

Disponibilizo no arquivo .pdf abaixo o conteúdo programático da 1ª etapa (destinada apenas a alunos que estão concluindo o 1º ano do Ensimo Médio) do vestibular seriado da FAAP. Extraí estas informações do Manual do Candidato que me foi entregue. Escrevi as informações exatamente como constam no referido manual.

Espero que este arquivo lhes apresente alguma serventia!

Obrigado pela atenção e desculpem-me pela demora em divulgar tal documento!

Um grande abraço!

Cordialmente,

Bruno Maurício Batista de Albuquerque.

Vestibular seriado - FAAP (1ª etapa).pdf

Postado por Bruno Mauricio Batista de Albuquerque | 0 comentário

user icon
Postado por Helder Gonzales

"Con el anhelo dirigido hacia ti
yo estaba sólo, en un rincón del café
cuando de pronto oí unas alas batir,
como si un peso comenzara a ceder,
se va,
se va,
se fue..." - Jorge Drexler

Às quintas à noite, ele fazia aula de tênis e ela, de teatro.

Namoro à distância, muito mais fácil hoje do que antigamente.

Imaginem vocês, quando o ápice do contato com o amado apartado era receber uma carta! Dizem que a carta tem seu charme especial, porque é como se ela carregasse certa energia consigo. Ter materialidade faz toda a diferença. Você sabe que aquele objeto esteve nas mãos de sua paixão antes de chegar às suas. É como se a carta fosse um pedacinho do outro que viajou para matar um pouco da saudade.

Mas eles não. São do tempo da conectividade. Das redes sociais. Do celular, do Whatsapp, do Facebook, das vídeo-chamadas. Falavam-se diariamente, mais do que isso, várias vezes ao dia.

A bolinha vermelha com um número sobre o ícone verde de um telefone dentro de um balão de diálogo - eis o alento dos namorados do século XXI. Quanto maior o número, mais reconfortante. Na correria do dia-a-dia, entre um compromisso e outro, basta puxar o telefone do bolso, baixar o olhar, deslizar a seta para direita e conferir se há mensagens não lidas. Se há, ufa, que alívio! Ela pensou em mim.

A aula dele começava às 20h30, a dela, às 19h. O intervalo dela era às 21h, mas a aula dele só acabava às 21h30. Isso era certeza de notificações no whatsapp nas noites de quinta.

Normalmente, se falavam antes de dormir. Ela se deitava mais cedo, pois tinha que despertar às 6h para não perder a hora da faculdade. Às 6h, ele ainda estava no quinto sono.

Desde que iniciaram o teatro e o tênis, o samba começara a atravessar. A aula dela acabava às 23h, mas ele ainda ficava pra jogar uma partida com o amigo e saiam pra jantar. Chegava em casa à meia noite. Acabavam não se ligando.

Ele praticando o backhand, o celular começa a tocar. Não dá pra parar aula, ainda mais porque é em dupla. O jeito é deixar tocar e retornar depois.

Findo o treino, cansado, se dirige ao banco na lateral da quadra. Em cima da capa amarela da raquete, a carteira, o celular e as chaves do carro. Três chamadas não atendidas. Namorada.

Estranho.

_ Babe, tudo bem? Tô no tênis. Vi que você me ligou.

_ Oi, tudo bem. É que estou no teatro, e o professor pediu pra eu fazer uma cena mais quente com um menino e eu não consegui. Travei, não sei. Nelson Rodrigues, sabe. E ele me agarrou e e... ah, não sei. Resolvi te ligar na hora. Depois pedi pra fazer a cena de novo, com outra pessoa. O professor falou que eu tinha que ser profissional, mas me senti estranha. Falei, "vou ligar logo pro namorado".

Ele sabia que ela tinha experiência no teatro, estava acostumada com essas situações.

Aliás, ainda quando acabara de conhecê-la, viu no Youtube o trailer de um filme dela. Cenas sensuais. Sentiu um calorzinho por dentro, ciúme mesmo. Se censurou. Era da profissão dela, oras. E, quer saber? Era legal! Quem não quer a gata da tela ao seu lado? Depois pediu para ver o filme todo com ela e se amarrou, não sentiu mais ciúme.

Mas dessa vez algo foi diferente e ela ligou para contar.

Ele soube imediatamente. Era questão de tempo. Nunca mais as coisas seriam as mesmas.

Pensou em Drexler. Se imaginou em um café uruguaio, de terno e camisa listrada, sem gravata, com o copo na mão, encostado na quina das paredes, ouvindo subitamente o rangir da marquise de madeira do mezanino, observando-a de longe, próxima ao balcão, com um colete de pele, de costas, voltada para a porta, de saída.

Lembrou do Rubem Alves: "Amar é ter um pássaro pousado no dedo. Quem tem um pássaro pousado no dedo sabe que a qualquer momento ele pode voar".

Sentiu as asas dela querendo bater.

Desligou o telefone resignado. Apanhou a raquete. Coçou atrás da nuca suada e se dirigiu para a linha de base. Bateu a bolinha no chão. Fitou o amigo do outro lado da quadra.

_ Eu começo!

Respirou fundo, lançou a bola e bateu. Rede.

Soltou os braços, corrigiu a postura dos pés, lançou e bateu de novo.

Dupla falta.

***

"O segundo que antecede o beijo
A palavra que destrói o amor
Quando tudo ainda estava inteiro
No instante em que desmoronou
Palavras duras em voz de veludo
E tudo muda, adeus velho mundo
Há um segundo tudo estava em paz" - Herbert Vianna


 

© 2017 Todos os direitos reservados

Postado por Helder Gonzales | 1 comentário

user icon

30.10.12

A "Inquisição" se instala na Câmara de Vereadores de Piracicaba

A Câmara de Vereadores de Piracicaba se supera cada vez mais em suas atitudes autoritárias, anti-democráticas e arbitrárias. Quando cito toda a Câmara, é porque todos ali são coniventes e apoiam todas as ações da casa, via presidente João Manoel, contra os cidadãos que apenas exercem o direito de acompanhar e eventualmente criticar o que eles fazem por lá. 

Pois bem, depois que as manifestações do movimento Reaja Piracicaba, contra o aumento vergonhoso que essa atual legislatura da casa concedeu a próxima legislatura (onde a maioria, infelizmente, foi reeleita) de 66% em seus salários, eles começaram a se incomodar. Daí começaram a exigir documentação e identificação para acompanhar as seções dentro da Câmara e até em uma sessão tentaram coibir a entrada dos manifestantes colocando os próprios funcionários para ocupar a maioria das cadeiras. Foi vergonhoso essa última atitude citada e demonstrou como os "nobres" edis não estão acostumados com a democracia. 

Agora, se não bastasse tudo isso, as "Vossas Senhorias" também parecem não tolerar quem não é cristão e durante a oração em plenário, quem não obedecer é retirado, mesmo que seja a força. Isso ocorreu ontem, segunda-feira (29/10/12), onde um cidadão foi retirado a força por policiais só porque não quis se levantar durante a leitura de um trecho da bíblia. A iniciativa partiu do presidente da Câmara, João Manoel (o mesmo que tachou manifestantes de drogados e vagabundos), que ordenou que o rapaz fosse retirado. E se o homem fosse de outra religião? Seria um caso também de intolerância religiosa! Absurdo!


Parece que os vereadores, principalmente o presidente da casa, se esquecem que o estado é laico e que a questão da retirada a força do cidadão também parece ter outros motivos. O diretor jurídico da Câmara quis justificar ainda dizendo que era constitucional, pois o regimento interno prevê essa leitura bíblica. Não sou advogado, mas sei que não interessa se o regimento interno diz isso, pois a Constituição Federal se sobrepõe e garante a separação entre estado e instituições religiosas. Logo, o regimento está em desacordo com a própria Constituição.

Logicamente que depois do incidente, tentaram usar outra desculpa ridícula ao dizer que o rapaz retirado estava fazendo "baderna" e "tumultuando" a seção. Tudo para tentar justificar o injustificável. 

A questão é que qualquer pessoa pode ficar do jeito que quiser, desde que não atente contra o pudor, durante a leitura de um trecho bíblico em um lugar público. Mas os novos inquisidores de Piracicaba não quiseram nem saber e colocaram um cidadão a força para fora por não "respeitar" a leitura. Acho que nem em uma igreja durante missa ou culto deve haver esse tipo de comportamento de padres e pastores. A não ser, é claro, os mais radicais. 

Portanto, a Câmara não é uma igreja e nem deve se parecer com uma, pois a Constituição é clara nesse quesito e o comportamento dos nobres edis foi totalmente errado, estúpido e intolerante.  

 

http://ecosubversivo.blogspot.com.br/2012/10/a-inquisicao-se-instala-na-cama

Palavras-chave: Estado Laico, Idade Média, Inquisição, Intolerãncia, Religião, Superstição

Postado por João Carlos Holland de Barcellos em Ateus e Ateísmo | 1 comentário

user icon

Houve esta dúvida lançada por alguem - que não se identificou quem era, sobre permuta entre universidades diferentes!

No evento do Congresso de Funcionários do ano passado - em que eu estive apresentando esta comunidade ao público, grande parte daqueles que se manifestaram sobre esta nossa iniciativa de abrir a possibilidade de o funcionário ser transferido para outra Unidade, acharam excelente a idéia, inclusive de haver esta extensão para outras Universidades paulistas.

É claro que ao que eu saiba não existe - a não ser por "ex-ofício" e geralmente, neste caso, estas transferencias já fazem parte, ou são inerentes à atividade profissional do servidor, por exemplo, de militares federais, e outros semelhantes.

Mas com certeza que, num futuro próximo, com o desenvolvimento da informatização, isto não será impecilho - havendo uma justificativa de direito...

Um abraço a todos!

Sady

Palavras-chave: permuta, servidor, universidades

Este post é Domínio Público.

Postado por Sady Carlos em Permuta de Servidores entre Unidades da USP | 0 comentário

Outubro 31, 2012

user icon

Tenho interesse em permuta IO Ubatuba para ESALQ Piracicaba.

Tec Administrativo - horario de trabalho: seg a sexta das 8 as 17h

simoes_mar65@hotmail.com

 

Atte

Cyda

Postado por Maria Aparecida Simoes em Permuta de Servidores entre Unidades da USP | 0 comentário

Outubro 29, 2012

user icon

Entrevista realizada na data de 24/10/2012 no Jornal da Cidade exibido as 19:00 na emissora TV Marília. Fui convidado para explicar no âmbito geral como será minha palestra e os benefícios dos Sistemas de Informação Geográficos os agrônomos em especial na 24° SECAM da UNIMAR. — em Marília, São Paulo.

http://www.youtube.com/watch?v=B_iAzPd4ouk

ou

DiegoSECAM-1.avi

 

 

 


Este post é Domínio Público.

Postado por Diego Fiori de Carvalho | 0 comentário

user icon
Postado por Daros

Não se pode dizer que se ama a justiça e ainda assim votar num partido de direita econômica.

Um conceito muito importante, na Bíblia, é o de Tsedacá¹ (justiça social), que - basicamente - se refere a distribuir renda. Por vezes é usado para referir-se ao abastado que divide sua riqueza com os pobres. Neste caso, a atitude não é uma simples caridade, mas uma verdadeira justiça; porque nada nos pertence realmente, mas deve ser dividido entre todos. "E, respondendo [João Batista], disse [à multidão]: Quem tiver duas túnicas, reparta com o que não tem, e quem tiver alimentos, faça da mesma maneira" (Lucas 3:11).

Mas, por definição, a "direita" econômica é a posição política dos que pleiteiam manter as diferenças sociais entre ricos e pobres. Mas é maldito o que perverte o direito do pobre, porque está escrito: "Maldito aquele que perverter o direito do estrangeiro, do órfão e da viúva. E todo o povo dirá: Amém" (Deuteronômio 27:19).

A Bíblia proíbe que uma dívida se estenda por mais de 6 anos (sendo perdoada no sétimo ou antes, caso caia-se no ano do Jubileu, a cada 50 anos; cf. Ex. 23 e muitos outros). Também proíbe que se cobre a dívida ou o penhor do pobre ou que se venda alguém como escravo, e ainda ordena que se deixe boa parte da colheita para os pobres, estrangeiros, órfãos e viúvas, e proíbe que se explore o empregado (Dt 24 e muitos outros trechos). Institui o dia do sábado para que o empregado descanse de seu trabalho para o patrão (Ex 20; 23 e outros).

Castigo é prometido a quem perverter o direito dos pobres e oprimir o necessitado: "Porque o seu redentor é poderoso; e pleiteará a causa deles contra ti" (Provérbios 23:11).

Penso, portanto, que é flagrantemente contrário à Bíblia apoiar pensamentos políticos de direita. E não faz sentido argumentar que a religião nada tem a ver com política. Porque a fé verdadeira permeia o comportamento da pessoa em todas as esferas da sua vida. E sabemos, tando judeus quanto cristãos, que todas as leis da Torah e dos Profetas (toda a Bíblia) se resumem a "Amar a D'us sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo", como ensinam atualmente os rabinos e como Jesus ensinou. Pois "a lei é santa, e o mandamento santo, justo e bom" (Romanos 7:12).


¹Interessante que essa mesma palavra, que é usada para "caridade", significa "justiça". Ou seja: quando você divide seu dinheiro com alguém, não está - num português claro - "fazendo mais que a sua obrigação". Porque o que a justiça divina estabelece é que aquele dinheiro não pertence só a você. O fato de os recursos, muitas vezes, estarem concentrados em poucas mãos é um acidente devido a injustiças sociais. A justiça divina requer que tudo seja repartido.

Assim era na comunidade dos primeiros cristãos, liderados pelos Apóstolos: "Da multidão dos que creram, uma era a mente e um o coração. Ninguém considerava unicamente sua coisa alguma que possuísse, mas compartilhavam tudo o que tinham. Com grande poder os apóstolos continuavam a testemunhar da ressurreição do Senhor Jesus, e grandiosa graça estava sobre todos eles. Não havia pessoas necessitadas entre eles, pois os que possuíam terras ou casas as vendiam, traziam o dinheiro da venda e o colocavam aos pés dos apóstolos, que o distribuíam segundo a necessidade de cada um" (Atos 4:32-35)

http://pontosupercritico.blogspot.com.br/

Palavras-chave: Bíblia, Direita, Esquerda, Justiça, Tsedacá

Este post é Domínio Público.

Postado por Daros | 0 comentário

user icon

Um Vírus Chamado Medo [vídeo]

Nota: O vídeo foi gentilmente transcrito em português por Juliane Reali, da On Demand Traduções a pedido do HypeScience. O cineasta Ben Fama Jr., criador do documentário, incluiu as legendas a nosso pedido.

“O medo corta mais profundamente do que a espada”

Syrio Forel, personagem em A Guerra dos Tronos de George R. R. Martin

Quando viviam em cavernas e tinham que caçar os próprios alimentos, nossos ancestrais temiam ser atacados por animais selvagens, ou por tribos rivais, ou serem atingidos por raios. Este medo foi evolutivamente útil para mantê-los vivos. Hoje, apesar do amparo de tecnologias, ainda temos medo: da morte, da dor, da solidão, do sofrimento emocional, da rejeição e daquilo que desconhecemos.

Neste curto (mas impactante) documentário, o cineasta Ben Fama Jr. reúne especialistas – entre eles o célebre biólogo Richard Dawkins – para falar sobre como o medo acompanhou a humanidade desde os seus primórdios. Além das possíveis origens do medo, eles falam sobre como esse sentimento foi (e é) usado como ferramenta para manter pessoas sob domínio –- seja por parte de líderes políticos, religiosos ou midiáticos.

Uma trilha sonora envolvente, somada a uma bela direção de arte e a depoimentos com linguagem clara “prendem” o espectador ao longo do vídeo. [Ben Fama Jr., YouTube]

 

http://hypescience.com/video-um-virus-chamado-medo/?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed%3A+feedburner%2Fxgpv+%28HypeScience%29


Postado por João Carlos Holland de Barcellos em Meta-Ética-Científica | 0 comentário

user icon
Postado por Helder Gonzales

Um vídeo demonstrando os novos captadores da minha guitarra antiga. Lindy Fralin Vintage Hot no braço, Dimarzio Area 67 no meio e Dimarzio Virtual Vintage Blues na ponte. Guita Tagima Strato de 1999. Amp Vox ACTV4. Um pequeno cubo de apenas 4W, mas que faz um belo barulho por ser valvulado. There it is:

Palavras-chave: ACTV4, amplificador, Area 67, Blues, brilhante, captadores, Dimarzio, Dire Straits, estralado, Fender, guitar., Guitarra, Jimmy Hendrix, John Frusciante, Lindy Fralin, magro, Mark Knopfler, Música, noiseless, Peal Jam, pickups, Red Hot Chili Peppers, som, Strat, Strato., Stratocaster, Tagima, The Doors, timbre, trocar, valvulado, Vintage Hot, Virtual Vintage, Vox

© 2017 Todos os direitos reservados

Postado por Helder Gonzales | 0 comentário

user icon
Postado por Marcelo Li Koga

Durante o Restaurant Week (RW), eu e o pessoal do LTI resolvemos conhecer um restaurante e o escolhido foi o Monet. Agora relato como foi a experiência.

Um dos meus colegas tentou ligar lá pra reservar mas eles não atendiam, então falei pra reservarmos online (através do Restorando.com.br). O próprio site do Restaurant Week fornece essa opção. Segue parte do diálogo:

Colega: Não...esse negócio de reserva online não vai dar certo.
Eu: Vai sim! Tem que dar certo! Restaurant Week é um grande evento e no próprio site tem a opção de reservar!
Colega: Não vai funcionar. Aposto que vamos chegar lá e ficar esperando.
Eu: Tem que ser muita incompetência se não funcionar! E hoje é um dos últimos dias do evento, eles já estão acostumados com as reservas online! Vamos acreditar no serviço web!

Acabou que eu reservei online, 8 lugares e o site me confirmou a reserva para as 13h.

Chegando lá, qual não foi a surpresa quando a atendente disse que não havia reserva. Incrível. Isso me lembrou uma cena muito boa de Seinfeld, que até tentei imitar. Realmente a reserva online foi igual a nada. Ficamos lá esperando por mais de 30 minutos com a atendente não fazendo o mínimo esforço pra resolver algo. Até que nós mesmos sugerimos uma solução, que fez com que sentássemos em 2 mesas separadas.

Os garçons eram muito atrapalhados, a comida era média (tartare de entrada bom, carne bem ruinzinha e sobremesa ok) e o preço seria o mesmo com ou sem RW. Ou seja, mais um restaurante se aproveitando da fama do evento para atrair consumidores, sem oferecer a proposta real do RW, que é um preço reduzido.

Veredito: não voltar.

 

 

Palavras-chave: restaurante monet, restorando, seinfeld

Postado por Marcelo Li Koga | 0 comentário

Outubro 28, 2012

user icon
Postado por Equipe Stoa

Neste domingo, dia 28 de outubro, o Stoa (assim como outros serviços da USP) ficou indisponível das 17h até 21h devido a um problema no datacenter da USP


Este post é Domínio Público.

Postado por Equipe Stoa | 0 comentário

Outubro 27, 2012

user icon

Outubro 25, 2012

user icon

Frans de Waal: Comportamento moral em animais

http://www.ted.com/talks/frans_de_waal_do_animals_have_mor


Palavras-chave: Animais, Darwinismo, Empatia, Etica, Etologia, Moral, Reciprocidade

Postado por João Carlos Holland de Barcellos em Meta-Ética-Científica | 2 comentários

<< Anterior