Stoa :: Samantha Martins :: Blog :: Série grandes (NOT) cientistas (NOT): Adauto Lourenço

novembro 26, 2009

default user icon
Postado por Samantha Martins

 

Para entender este título, é necessário saber quem é Adauto Lourenço. Talvez alguns de vocês não conheçam, então vou apresentar. Adauto Lourenço é um dos maiores divulgadores do criacionismo no Brasil. È como um Carl Sagan, só que ao contrário e brasileiro (okay, comparação péssima). A grande polêmica é que o título que o Adauto Lourenço ostentava. Sim, era Dr. Adauto Lourenço.

Nós que estamos ligados ao meio acadêmico, sabemos o quanto é penoso conseguir um título de doutor. Exige muita dedicação, abdicações, paciência, etc. Portanto, ouvir que um advogado é doutor causa um certo horror, mesmo que seja pela tal tradição. Imagine então ouvir uma mentira.

Ao que parece, é este o caso do Adauto Lourenço. Ele não é doutor coisíssima nenhuma, pelo que pude entender em minhas pesquisas. Não sei se essa lenda de que ele é doutor foi fomentada por ele próprio ou por algum pastor (por simples ignorância ou por desonestidade).

A Wikipedia possui material sobre o Adauto Lourenço. Nesse verbete, e neste site que vende seu material (se você quiser gastar dinheiro com essas coisas, doe seu dinheiro para mim), temos o seguinte currículo:

 

Adauto J. B. Lourenço é B.Sc em Física pela Bob Jones University, EUA e M Sc. Formou-se em Física pela Clemson University nos EUA, foi pesquisador do Max Planck Institut na Alemanha e do Oak Ridge National Laboratory nos EUA e professor da Universidade de Americana no estado de São Paulo. Trabalhou na Nasa e hoje faz palestras pelo Brasil e Estados Unidos, defendendo a teoria criacionista.

 

Bob Jones University: é uma universidade privada, de ideologia protestante fundamentalista. Clica aqui e leia mais. Provavelmente, quem procura essa instituição sabe disso e também pratica essa ideologia. O que é claramente o caso do Adauto Lourenço, que vive de Criacionismo: apresentação de palestras e venda de material sobre o assunto.

Eu mesma já vi uma palestra do Adauto Lourenço. Isso foi em uma época em que eu freqüentava a igreja com minha família. Não preciso nem dizer o que eu achei: pseudociência pura. Ele tem lábia, consegue convencer as pessoas. Na época eu ainda era estudante de graduação, e não quis causar nenhum mal estar dentro da igreja. Se fosse hoje em dia...

Algumas pérolas ouvidas durante a palestra (em todo momento ele quer afirmar que na verdade não é criacionismo, é design inteligente e é ciência!):

-  A arca de Noé e todo relato de Gênesis é real (não precisa nem comentar)

-  Homens e dinossauros conviveram juntos (Jesus, me chicoteia!)

- Apenas ovos de dinossauros e dinossauros filhotes entraram na arca de Noé, por isso coube.

E a melhor de todas as pérolas, na minha opinião? Está preparado??? Segura na minha mão e vem comigo...

- A velocidade da luz é INSTANTÂNEA. Sim, isso explica porque segundo os “cientistas do mal”, temos objetos no universo há mais de 13 bilhões de anos luz de distância. Na verdade, não significa que a imagem vista é de 13 bilhões de anos atrás, pois a velocidade da luz é INSTANTÂNEA!

Essa aí foi de passar mal, hein? Quem tiver interesse, procure os vídeos dele no Youtube. E deixo aqui o verbete da desciclopédia, muito mais interessante.

 

© 2019 Todos os direitos reservados

Postado por Samantha Martins

Comentários

  1. Antonio Candido escreveu:

    Nunca tinha ouvido falar do indivíduo até agora, então você está divulgando o mesmo (não seria mais efetivo ignorar por completo do que combater?). No Brasil basta ter banca que já chamam de doutor. Os advogados em particular (bachareis) fazem questão de serem tratados por doutor. Não entendo muito bem porque os evangélicos (algumas denominações pelo menos) se apegam ao criacionismo. Os católicos já resolveram a contento os conflitos de uma interpretação literal da bíblia e a ciência (os conflitos atuais são mais de ordem moral: aborto, eutanásia, AIDS, homossexualismo, etc). Quanto à credulidade das pessoas a um discurso bem empostado, mesmo que todo furado, não me surpreende em nada. Na verdade esta parece ser a regra. Mesmo pessoas de alto grau de escolaridade possuem pouquíssimo senso crítico. Até o discurso científico, quando feito, é absorvido da mesma forma acrítica, pois não há uma cultura de questionamento ou de contraditório. A palavra é aceita como verdadeira, principalmente se vinda de uma autoridade.

    Antonio C. C. GuimarãesAntonio Candido ‒ quinta, 26 novembro 2009, 14:40 -02 # Link |

  2. Lucas lucas. escreveu:

    Dr.Adauto Lourenço....

    Sou frequentante de uma igreja Evangélica..Pois vou com minha familia....

    Mais confesso que sou muito questionativo a respeito dos relatos biblicos....

    O que o Adauto Lourenço diz em suas palestras é bem dificel de acreditar..

    Em uma delas ele diz que a terra só tem 6 milhoes de ano em vez de 4,6 BILHOES

    de ano.

    Fora a ignorancia q usa em comentar em uma de sua palestras que, no dia do julgamento final

    estara lá o aluno e seu professor de Biologia...E o aluno dirá ao professor de Biologia...É eu te avisei !!

     

    É inacreditavel...Porém confesso uma coisa...Esse Adauto, tem uma Lábia muitoo convicente,

    se a pessoa não tiver uma boa formação pessoa, ira acreditar logo de 1°...

    default user iconLucas lucas. ‒ segunda, 21 dezembro 2009, 21:48 -02 # Link |

  3. Visitante escreveu:

    Acho interessante esses comentários! Como sabemos que a terra tem bilhões de anos? Por que com certeza acreditamos nas pessoas que nos ensinaram, ou seja, tivemos fé.

    O que o Prof. MSC Dr. Adauto lourenço nos mostra em suas palestras é que: como muitos acham "balela" a teoria da criação baseado em Gênesis da mesma forma podemos achar "balela" da teoria da evolução, pois nenhuma nem outra foram comprovadas cientificamentes, com uma grande diferença a teoria da criação parte realmente de um princípio diferente da evolução.

    Particulamente, prefiro acreditar que um bolo delicioso tenha sido feito por uma dona de casa do que o bolo ter aperecido através de uma explosão dentro de um armário.

    Deus é o Criador do Universo!   

    default user iconVisitante ‒ sábado, 02 janeiro 2010, 20:24 -02 # Link |

  4. Visitante escreveu:

    ah ta! Os cientistas que você confia sabem tanto sobre idade da Terra que cometem erros básicos http://alogicadosabino.wordpress.com/2010/02/01/e-oficial-decaimento-radioac

    default user iconVisitante ‒ segunda, 01 fevereiro 2010, 10:11 -02 # Link |

  5. escreveu:

    Caro Visitante:

    A afirmacao "Acho interessante esses comentários! Como sabemos que a terra tem bilhões de anos? Por que com certeza acreditamos nas pessoas que nos ensinaram, ou seja, tivemos fé." da o tem exato do nivel de desconhecimento e aflta de bom senso que permeia discussoes como esta. Nao existe fe em algo que possui evidencias abundantes que a suportem. As "coisas" as quais me refiro neste contexto sao teorias cientificas com a Evolucao e o que se conhece como Big-bang. As evidencias, queiram ou nao os fanaticos religiosos (ou os nao religiosos tambem, e tudo a mesma coisa, nao passam de fanaticos), sao abundantes e independem em absoluto de qualquer fe ou credo, religiao ou coisa do genero. O unico requisito e abrir um livro, revista ou artigo cientifico com vontade de estudar e principalmente com isencao - aqui cabe uma observacao... a leitura de biblia aplicando-se estos mesmos principios dificilmente vai converter algum cidadao possuidor de um minimo de senso critico. Voltando a questao de fe e ciencia, pode ser que hajam correcoes, e e nisto que consiste a ciencia e o metodo cientifico. Nao foi a fe que nos proporcionou a tecnologia que estamos utilizando neste exato instante, mas muuuuito estudo, sacrificios de inumeros homens e mulheres que contribuiram para o estado atual da tecnologia. E este e um interessante ponto. Porque as "pessoas de fe" nao abrem mao das conquistas tecnologicas proporcionadas pela ciencia? Pode-se argumentar que o uso indevido da tecnologia colocou o planeta em risco e ameaca nossa propria sobrevivencia como especie, mas nao se pode culpar uma ferramenta pelo uso que se da a ela (se fossemos partir deste principio, avioes e predios seriam coisas ruins pelo 11 de Setembro, e por ai vai). Ciencia e tecnologia nao existem por causa da nossa fe, mas APESAR da fe. Com deuses a coisa e um pouco diferente.

    Abracos,

    default user icon ‒ terça, 09 fevereiro 2010, 21:35 -02 # Link |

  6. Paulo escreveu:

    Visitante (5º tópico), gostaria de falar em isenção. Quem ler o Gênesis de modo isento, perceberá que não há qualquer problema com a ciência que se estuda seriamente. A Bíblia diz que no princípio Deus criou a luz (o que seria o que os cientista chamam de Big Bang?). Daí prá frente, continue lendo.

    Enfim, já vi várias palestras do Prof. Adauto Lourenço e procuro sempre ter uma visão crítica. Por outro lado, sempre me causou incômodo a teoria da evolução, mesmo quando eu achava que ela deveria ser real. Coisas do tipo que um peixe cria patas e depois evolui para um mamífero, etc.

    Você disse se basear em "teorias" científicas. Qual a definição de "teoria"? É algo que se defende e se tenta provar a todo tempo. As teorias existem para ser derrubadas. E a teoria evolucionista se derruba a si própria. Perceba: "o mais adaptado sobrevive", no que concordo em gênero, número e grau. Mas se um peixe sobre uma mutação (evolui) e aparecem nele quatro patas, eu pergunto: "Quem é mais adaptado? Os que sempre tiveram nadadeiras e vivem onde o meio os atende ou esta anomalia mutante?"

    Enfim, você é livre para crer no que deseja e tem todo o direito disso. Mas não se esqueça de que grandes cientistas de nossa história eram cristãos e nem por isso fanáticos ou alienados, como muitos gostam de assim falar. Entre estes cristãos cito alguns, Isaac Newton, Michael Faraday, Johannes Kepler, Robert Boyle, etc, etc, etc.

    default user iconPaulo ‒ quarta, 10 fevereiro 2010, 12:00 -02 # Link |

  7. Gilgamesh escreveu:

    Esse Adauto é mais um finório.

    Criacionismo é fábula. Nada comprova o criacionismo. É apenas uma questão de fé, nada mais. Nota-se que os que tentam provar o criacionismo, como o pseudocientista Adauto, não conseguem provar coisa alguma realmente e apelam para provas forjadas e argumentos falaciosos. Quando falam, enrolam, enrolam e enrolam... ficam fazendo rodeios para iludir incautos... muito blá-blá-blá e nenhuma prova científica concreta e inquestionável. É óbvio que esses camaradas são pagos por essas instituições religiosas para dar algum respaldo científico às mitologias bíblicas. Um meio de dizer que a Bíblia é infalível e concentra todo o conhecimento do mundo (algo que eles mesmos, os ditos ministros de Deus, pregam). A Bíblia é a base do comércio religioso. A Bíblia é a grande ferramenta do aprisionamento consciencial, que possibilita o domínio de massa através do medo, bitolando pessoas, transformando seres humanos em cavalgaduras com antolhos. Afinal, eles têm que manter viva a galinha dos ovos de ouro.

    A teoria do Big-Bang e o evolucionismo não contestam e nem provam a existência de Deus, ou seja, a finalidade de ambas não é isso. Essa linha de pensamento que afirma que tanto o Big-Bang quanto o evolucionismo contestam a existência de Deus é algo muito pessoal, não tem nada de científico, e encontra suas raízes no fundamentalismo religioso.

    Cuidado! Esse tipo de gente representa retrocesso; retorno ao obscurantismo medieval; regresso à Idade das Trevas.

    default user iconGilgamesh ‒ segunda, 22 março 2010, 18:10 -03 # Link |

  8. mayara_ escreveu:

    Pessoal,

    assistam esse vídeo http://www.youtube.com/watch?v=r1M5gY-xfmQ&feature=player_embedded#

    Assistam também as continuações dele.

    Nesse vídeo, a teoria da evolução é combatida pelos maiores pesquisadores em evolução do mundo.

    Esses cientistas também eram defensores do evolucionismo, mas chegaram a conclusões inesperadas.

    Assistam!!!!!!

    Vale a pena!!!

    default user iconmayara_ ‒ segunda, 29 março 2010, 23:31 -03 # Link |

  9. escreveu:

    Paulo

    Sou o visitante autor do post nro 5 - e tambem me chamo Paulo. Definitivamente voce deve ler mais. O que a teoria da evolucao afirma nao e simplesmente um "peixe criar patas e depois evolui para mamifero". Adicione a isto milhoes de anos, evidencias abundantes na genetica, biologia molecular e etc... e voce vera que muitas teorias cientificas ate vao de encontro a um tipo de bom senso muito grosseiro, mas se existem evidencias que as comprovem nao ha o que se discutir. Tome por exemplo a curvatura do espaco nos arredores de estrelas prevista por Einstein na sua teoria geral da relatividade, comprovada durante um eclipse do sol. E sim, ha muito cientistas serios que sao religiosos, mas voce se esquece de um detalhe... Voce nao vera NENHUM deles (os serios, claro) defendendo os absurdos que este ... err.. "doutor" Adauto Lourenco afirma. E mais.. Eu nao disse que me baseio em teorias cientificas para nada. A NOSSA vida, inclusive a sua, se deve a ciencia. Simples assim. Me diga aonde esta a ciencia da  biblia. Me diga de que forma e em que qualquer religiao (qualquer uma mesmo) contribuiu para dobrar a expectativa de vida humana. E e OBVIO que "grandes cientistas da nossa epoca eram religiosos e nem por isso fanaticos ou alienados". E tambem nao eram desonestos. Voce DEVE ler um pouco mais. O primeiro esoboco da Teoria do Big Bang foi apresentado formalmente, por exemplo, por um padre belga de nome George Lemaitre, em uma demonstracao espetacular de honestidade intelectual. Seu grande merito foi, juntamente com o matematico russo Alexandr Friedmann, propor uma interpretacao matematica da Teoria da Releatividade Geral de Einstein sem a famosa constante cosmologica, que foi uma artificio introduzido por Einstein para adequar a teoria a um universo eterno e estatico, que era o pensamento cientifico vigente da epoca. Isto foi reconhecido anos mais tarde pelo proprio Einstein como seu maior erro - ah, Einstein nao era religioso, pelo menos nao a ponto de acreditar em arcas de noe e cobras falantes, embora isto nao mude nada. E quanto a sua brilhante afirmacao do que e a evolucao, por favor, voce DEVE ler um pouco mais. Use alguma argumentacao mais inteligente ou que faca um pouco mais sentido. Existe um livro otimo do astronomo real Sir Martin Rees com o titulo "Apenas Seis Numeros" no qual sao feitas algumas especulacoes interessantes sobre os valores de certas constantes da natureza. O proprio autor descarta qualquer conotacao religiosa em sua argumentacao, mas voce poderia por exemplo questionar de onde vem estes valores, e estudar o assunto a fundo. Mas nao zombe da ciencia. Pode nao ser o melhor que temos, mas e O que temos, e neste sentido e a nossa maior bencao, e a verdadeira linguagem universal. Conhecimento. Pense um pouco sobre isso. E por ultimo, nao creio em nada - com certeza nao afirmo nada deste genero no  meu texto. Os fatos nao estao nem ai para se "cremos ou nao neles". Mas deuses so existem porque se acredita neles. Se voce acha que teorias cientificas nao se sustentam, de acordo com o seu brilhante comentario sovre evolucao, apresente suas evidencias (cientificas, claro, porque o assunto e ciencia), mas nao me venha com fe.

    default user icon ‒ domingo, 18 abril 2010, 02:58 -03 # Link |

  10. Visitante escreveu:

    8. Mayara

    Cite os "maiores pesquisadores em evolucao" do mundo. Como e que pode? O caras sao o maiores pesquisadores em um assunto que eles mesmos combatem? Elabore um pouco mais, por favor, nao se esquecendo de mencionar porque estas pessoas sao "os maiores pesquisadores em evolucao".

    default user iconVisitante ‒ domingo, 18 abril 2010, 03:01 -03 # Link |

  11. Visitante escreveu:

    O Dr. Ph.D. BSc. MSc. Exmo. MM. Adauto Lourenço, *provou* que a Luz é instantânea.  Infelizmente em virtude dos "cientistas do mau", ninguém publicou.

    O que ele fez foi o seguinte.  Arranjou 300 mil kilômetros de fio de cobre, e colocou direto na tomada elétrica.  Na outra ponta, colocou uma lâmpada, marca OSRAM de 60V.

    Quando ele ligou o interruptor, a luz não demorou nem 1 segundo para ascender, o que PROVA que a Luz é instantânea.

    Fácil assim.

    Outra coisa é a questão do C14, que o MM Doutor combateu.  Ela é totalmente falha, tanto é que, o Exmo Dr. Sr. Adalto, combate veementemente, mesmo não sabendo nem como se calcula integral.  Mas isto não é importante, porque mesmo eu perguntando para ele, como era feito os cálculos do C14, ele me respondeu de uma forma simplicista.

    Mas é claro, porque com o conhecimento e o Prêmio Nobel (que foi extirpado de nosso Homem), ele deveria falar coisas simples.

    Eh isto .

     

    Grato

     

     

     

     

    default user iconVisitante ‒ domingo, 21 novembro 2010, 10:31 -02 # Link |

  12. Visitante escreveu:

    Ei gente, ei, psiu!, pelo amor de Deus. Vamos fazer as pazes! Toda esta discussão não leva a nada!

    Ah! porque eu sou evolucionista darwiniano!

    Ah! porque eu sou criacionista fundamentalista!

    Não adianta, repito! Não adianta!

    Todos nós, vindos do macaco, ou do barro da terra, somos seres humanos!

    Tanto um, quanto o outro, não pode provar suas teorias em laborátorios ou comprimílas em ensaios de experimentações. Muito menos em púlpitos de igreja!

    E, se criacionismo pela fé, é comercio barato da "galinha dos ovos de ouro". Porque suas crenças são propagadas pela fé. Quem garante que teorias evolucionistas que também não passam de apelos a uma fé transformista também não seja?  

    Fé. É o resultado da interpretaçao de textos bíblicos, ou não. Que na maioria das vezes vai contra a ciência.

    Ciência. Não é o resultado. É o meio de formulações e averiguações de teorias, para "possível"  comprovação. Só que até agora, o que realmente ficou comprovado? (Continua) Paz!, Paz! Paz!...               

    default user iconVisitante ‒ quinta, 09 dezembro 2010, 19:16 -02 # Link |

  13. Visitante escreveu:

    http://www.inovacaotecnologica.com.br/index.php

     

     

     

    default user iconVisitante ‒ segunda, 13 dezembro 2010, 11:17 -02 # Link |

  14. escreveu:

    Vc´s que se acham  ''sábios " são muitos mais tolos do que quem se acha ignorante  como eu . me responda qual é o mais lógico , vc acreditar no casual , ou acreditar no proposital ? tudo isso que temos e vemos são para vcs obra de pura sorte ?          

    20  Porque as suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder, como a sua divindade, se entendem, e claramente se vêem pelas coisas que estão criadas, para que eles fiquem inescusáveis;(indesculpáveis)
    21  Porquanto, tendo conhecido a Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças, antes em seus discursos se desvaneceram, e o seu coração insensato se obscureceu.
    22  Dizendo-se sábios, tornaram-se loucos. ( Romanos 1 )

    default user icon ‒ sábado, 02 abril 2011, 22:27 -03 # Link |

  15. Jessica escreveu:

    Ontem assisti uma palestra deste homem, e se ele quisesse usar da labia, não teria dito para as pessoas que estavam ouvindo-o comprovarem o que ele disse por outros meios, pesquisarem se é ou não verdade.

    Não estou afirmando que concordo ou discordo com o que ele mencionou, porém o que vi em sua palestra foi uma explanação de como muitos veem o criacionismo, sejam estes religiosos ou ateus.

    Discordo de tal frase ''quem procura essa instituição sabe disso e também pratica essa ideologia. '', pois não é porque estudo no lugar X que quero e penso como X.Se essa afirmatyiva fosse valida, ateus que estudam teologia, contrariam seus ''titulos'' de ateu, já que para os mesmos, deuses não importam(alias, não sei por que muitos destes que se dizem ateus se preocupam com deuses e com religiosos e ainda assim afirmam que os mesmos não fazem diferença em suas vidas. Se não fazem diferença, por que a preocupação?)

     

    Outra frase que se contradiz é esta ''Criacionismo é fábula. Nada comprova o criacionismo.'' Nada comprova que tal conclusão é correta também.

    Aliás, tal conclusão afirmativa requer a prova...lembrem-se que o onus recai sobre quem afirma algo, seja esta uma segunda ou primeira afirmação.

    default user iconJessica ‒ segunda, 18 abril 2011, 12:31 -03 # Link |

  16. Mateus escreveu:

    Eu não vou comentar tanto, só passei nesse site pra dá uma olhada nesse texto. Quero dizer que já assistir as palestras do professor Adauto Lourenço, e assistir várias vezes as mesmas palestras. Como ainda estou me graduando em química, não posso dizer que ele tem uma lábia ou outra crítica dura, se eu não tenho nas minhas mãos nenhuma prova que eu investiguei, ou ao menos procurei estudar um pouco, para discutir sobre esse assunto...só lembrando a muitos, que além dele ser formado em uma boa faculdade (claro, que isso não diz nada), mas ele já trabalhou no projeto genoma, trabalhou na Max Plack, e e muitos outros...acho quem quer criticar chegue pelo menos no nível de informação e conhecimento que ele tem, ai sim você que critica e poderá falar com toda verdade...cara, não tem como, a Palavra de Deus se cumpre em todas as áreas da vida

    default user iconMateus ‒ terça, 26 abril 2011, 12:53 -03 # Link |

  17. Visitante escreveu:

    Os caras (evolucionistas) criam a teoria do BiG Bang publicam varios livros de que tudo veio do acaso, ganham muito dinheiro e conseguem enganar milhões de pessoas numa mentira, porque se fosse verdade, veriamos macaquinhos virando humanos nos dias de hoje.............dai surge alguem inteligente que pesquisou e viu que a evolução é uma fabula e as pessoas devido ao seu pré conceito acham que estão falando de religião, sendo que na verdade so querem te fazer refletir e rever os seus conceitos, ou seja, fazer voce pensar e nao depender de "cientistas humanos" que podem estar errados nas suas teorias!!!!

     Deus deu uma coisa ao homem interessante, "A MENTE" para voces pensarem e não se apegar a teorias, a vida é muito complexa para ter vindo do acado e na Lei da Biogenese diz que "Vida gera Vida" ,nada vem do acaso; e como isso é provado independente da biblia ou da fé, so vc ver no seu dia a dia vida gerando vida !!! nunca vemos não vida gerando vida ou coisas surgindo do acaso......

     ou seja, se vc nao cre na biblia e não tem fé em Deus, as proprias coisas criadas respondem todas nossas perguntas e não precisamos ser enganados com teorias so pq as pessoas que fizeram as teorias são cientistas,isso sim é ser manipulado.........................ou estar alienado nas mentiras................

    default user iconVisitante ‒ quarta, 03 agosto 2011, 21:05 -03 # Link |

  18. Samantha escreveu:

    Caro Visitante (o último). Obrigada por chegar até meu blog.

    Agora vamos falar de seu comentário.

    "Os caras (evolucionistas) criam a teoria do BiG Bang publicam varios livros de que tudo veio do acaso, ganham muito dinheiro e conseguem enganar milhões de pessoas numa mentira, porque se fosse verdade, veriamos macaquinhos virando humanos nos dias de hoje ..."

    Você está confundindo muitas coisas nesse parágrafo. Ninguém 'cria' uma teoria. Aliás, criar do nada é coisa de criacionista. Riso. As teorias científicas são baseadas em observações meticulosas. É necesário pensar para compreender um determinado fenômeno. É necessário ter evidências. E é com todo material de evidências, observaçoes e experimentos é que se elabora uma teoria. Leia um pouco aqui: http://pt.wikipedia.org/wiki/Teoria

    Outra coisa, você confundiu Teoria Sintética da Evolução com a teoria cosmológica do Big Bang. São teorias distintas, estudadas por diferentes áreas da ciência. Uma não depende diretamente da outra.

    Sobre "se fosse verdade, veriamos macaquinhos virando humanos nos dias de hoje", eu não consigo nem acreditar que você escreveu isso. Pelo comentário, você demonstrou ser uma pessoa que escreve bem e eu imagino que leia bastante. Talvez não está lendo as coisas certas. Talvez esteja ouvindo apenas aquilo que você quer. Talvez esteja restringindo seu horizonte. Vou repetir mais uma vez (pois já o fiz em várias ocasiões, para criacionistas como você): o homem NÃO VEIO DO MACACO. Se você aprendeu isso na escola, diga o endereço de sua escola para que eu possa denunciá-la. O ponto é que o homem e os macacos* possuem um ancestral comum. Se você viu essa figura: http://www.passeiweb.com/saiba_mais/voce_sabia/imagens/darwin_ev e chegou a conclusão de que 'o homem veio do macaco' você chegou a conclusão errada! Por favor, estude, leia sobre o que você está falando para não dizer coisas assim! Se você quer ser contra a teoria da evolução (e acho que é um direito seu), pelo menos compreenda-a adequadamente.

    Sobre o restante de seu texto, não vou nem comentar muito, já que você começou a falar sobre religião, sobre Deus, etc. Você está admitindo que existe uma Verdade (Bíblia/Deus) e apenas seguindo-a encontrarei as respostas. Será que pensando assim não é você que está sendo manipulado? Você está restringindo sua visão, está utilizando as referências da Bíblia como ciência, provavelmente baseando-se naquilo que alguém (pastor?) te disse um dia. Será que o manipulado não é você?

    E acredite: no dia que você entender que as respostas para a sua conduta MORAL são encontradas na Bíblia (se assim você desejar crer) e as respostas para a CIÊNCIA são encontradas em artigos científicos e bons livros, você vai ser uma pessoa mais bem resolvida com sua fé.

     

    -----

    *não sei se posso generalizar assim, mas por macacos eu entendo chimpanzés, gorilas, orangotangos, mico, etc. Caros colegas biólogos, me corrijam se eu disse algo errado.

     

    Samantha MartinsSamantha ‒ quinta, 04 agosto 2011, 08:35 -03 # Link |

  19. Samantha escreveu:

    Mateus, o ponto é: não é necessário ter pós-doc ou várias graduações para compreender que o que o Adauto fala em suas palestrar é pseudociência. É necessário sim ter pensamento crítico.

    Será que, ao assistir a palestra dele, você já não chega no espírito de "estou na igreja e tudo o que for dito aqui é para o meu bem". Permita-se questionar as coisas, você vai se surpreender consigo mesmo.

    Aliás, esse é o ponto: as palestras do Adauto são realizadas em igrejas. As mentes das pessoas já associam igreja a "algo bom, verdadeiro". Pelo menos essa é a impressão que eu tenho. Imagino que se as palestras fossem em um outro local, talvez pessoas debatessem, discordassem, etc.

    Fico feliz que na Igreja você tenha encontrado respostas para sua vida. Mas não estenda isso a ciência. Sei que é óbvio, mas vale a pena repetir: a bíblia não é um livro de ciências.

     

    Samantha MartinsSamantha ‒ quinta, 04 agosto 2011, 09:25 -03 # Link |

  20. Paulo Filimone (Africa-MZ) escreveu:

     

     

    Gosto muita da ciencia por isso estudo ela, como Newton, Leibniz, Pascal, etc. Aprecio as maravilhas que vejo, porque acima de tudo revelam a Gloria do Todo-Poderoso, quem e' verdadeiro pesquisador-que nao se baseia em querer defender alguma ideia, mas pesquisa verdadeiramente para adquirir conhecimento sabe disso.

     

    Mas deixo-vos esta mensagem.

     

    Romanos 1:18-21

    18 Pois do céu é revelada a ira de Deus contra toda a impiedade e injustiça dos homens que detêm a verdade em injustiça.
    19 Porquanto, o que de Deus se pode conhecer, neles se manifesta, porque Deus lho manifestou.
    20 Pois os seus atributos invisíveis, o seu eterno poder e divindade, são claramente vistos desde a criação do mundo, sendo percebidos mediante as coisas criadas, de modo que eles são inescusáveis;
    21 porquanto, tendo conhecido a Deus, contudo não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças, antes nas suas especulações se desvaneceram, e o seu coração insensato se obscureceu.

     

    A verdade esta na nossa frente, simplesmente observa pa tua mao a mexer-se e veras a Gloria do Todo-Poderoso.

     

    Vejo que a luta de muitos nao esta na ciencia ou religiao. O problema esta entre voce e Deus.

     

    O PAI tem dado a conhecer muito sobre ele, mas as pessoas sao muito ignorantes e relutantes, para de lutar contra DEUS, abre o teu coracao e entendimento e deixe ele entrar.

     

    Pois naquele dia nao havera desculpas para ninguem. O Inferno espera muitos de nos, se nao descemos agora para la, e' por pura misericordia de Deus, mas o tempo na terra nao e' pra sempre e tu nao sabes quando seras chamado. Seja humilde e aceite o que esta bem a tua frente antes que seja tarde demais.

     

    JESUS E' O CAMINHO A VERDADE E A VIDA.

    me perdoem pela falta de acentuacao.

    PAZ.

    default user iconPaulo Filimone (Africa-MZ) ‒ sexta, 05 agosto 2011, 15:23 -03 # Link |

  21. Guilherme escreveu:

    Meus queridos, vocês precisam pesquisar um pouco mais para falar sobre o Prof. Adauto Lourenço. Ele realmente não é doutor, mas é mestre, o qual é um título também difícil e que exige muito esforço para conseguir, o que provavelmente nossa autora sabe porque ela é mestre em meteorologia. Além disso, ja assisti várias palestras dele e ele não se nomeia doutor, mas simplesmente professor. Então realmente pode ter sido algum pastor, mas eu sei que ele não foi. E também, ele é membro da Sigma-Pi-Sigma, que é uma sociedade bem renomeada. Segue abaixo o link com o currículo dele na plataforma Lattes:

    http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4430358

    Achei muito bom você fazerem todas essas críticas, porque realmente é isso que devemos fazer. Temos que ver tudo com um olhar crítico, para que nós possamos chegar a uma conclusão lógica.

    Mas ao ler esse artigo, pude perceber alguns erros:

    1- O Prof. Adauto em nenhuma das palestras dele que eu assisti, ele falou que a velocidade da luz é instantânea, pelo contrário, ele sempre falou que a gente nunca sabe se realmente alguma estrela está viva ainda, e além disso, qualquer aluno de 1º colegial sabe isso.

    2- Como vocês podem acreditar que o planeta Terra foi criado simplesmente pelo acaso? Não estou falando de Deus agora. Mas como acreditar nisso? Se a Terra tivesse uma porcentagem um pouquinho maior de oxigênio na atmosfera, nós teríamos muitas, mas muitas mesmo queimadas. Como acreditar que tudo isso foi pelo acaso?

    3- Outra coisa. Se realmente existiu a evolução por que nunca encontraram um fóssil que fosse de transição entre esses grupos: peixes, anfíbios, répteis, aves e mamíferos. Só encontraram fósseis que fosse de algum desses grupos, mas nunca de transição entre esses grupos. E nem vem querer falar do Archaeopteryx, porque já foi derrubado também pela Nature, segue link abaixo:

    http://www.nature.com/news/2011/110727/full/news.2011.443.htm

    Minha sugestão é: Parem de questionar a obra de Deus, porque com ou sem a ciência, a Palavra de Deus SEMPRE vai continuar uma verdade.


    default user iconGuilherme ‒ terça, 06 setembro 2011, 10:59 -03 # Link |

  22. escreveu:

    Samantha, parece-me que você tem preconceito contra universidades privadas? Universidades protestantes ? Tão coitada é para você  a Universidade privada de Havard de origem protestante !? Favor estudar mais sobre universidades protestantes antes de dar suas pitacas...Nunca ouviu falar da Mackenzie/SP?

     

    Solicito que prove nestas discussóes que o Sr Adauto Lourenço disse alguma vez ser Doutor, caso contrário fica feio mentir, não é!

     

     

     

    default user icon ‒ quarta, 14 setembro 2011, 21:15 -03 # Link |

  23. Francisco escreveu:

    Universidade Presbiteriana Mackenzie = aquela que no ensino fundamental ensina o criacionismo nas aulas de ciências?( para quem não leu a respeito na época, tem uns posts em http://www.paulopes.com.br/2010/02/professor-de-ciencia-no-mackenz). Realmente, conceituadíssima na área de pesquisa acadêmica...

    Fulano possui o título de "mestre". Até aí, o Yoda também.

    Fulano não se diz "doutor", mas permite que o tratem como tal...

    Fulano tem "Curriculo na plataforma Lattes". Até aí, há uns anos atrás fizeram um para o Galvão Bueno (uma trollagem "mestre",  na época).

    Falando sério, o conteúdo do tal "currículo" é risível. Não consta nem o título de sua dissertação, para que possa ser consultada.

    Quer se tornar mebro da Sigma-Pi-Sigma? http://www.sigmapisigma.org/admin/induction_checklist.pdf

    Enfim, caras... dinossauros e homem convivendo juntos? (http://www.youtube.com/watch?v=5C1Wt11TurE)

    Nem comento o fato de que as pessoas que se dizem "interessadas na ciência" só reconhecem os grandes nomes da Física Clássica - se optam ignorar Heisenberg, Bohr, Einstein,  Schrödinger, Feynman, Gell-Man e cia ltda, se realmente optam por renegar a veracidade de seus trabalhos, é gentileza abandonar o conforto da vida moderna e ir viver em alguma caverna nas montanhas sem luz elétrica, internet, GPS, telefones (celulares ou não), vacinas, carros, medicamentos....

    macassisFrancisco ‒ quinta, 22 setembro 2011, 11:37 -03 # Link |

  24. rosely_sald_hotmail.com escreveu:

    Reflitam  no  "cientificismo” introdutório deste  Blog e seus respectivos comentários:

    1-"....È como um Carl Sagan, só que ao contrário e brasileiro (okay, comparação péssima)",

     Comparação péssima e ainda mais  partindo de pessoas com traços de preconceitos ao comparar o "americano" Carl Sagan como uma "raça superior", “mais inteligente”,  sei lá o quê  com um “ brasileiro”, não é mesmo? Pior de tudo è que  esse” pré-conceito”  parte de  pessoa que diz ser mestre e funcionária da USP!

     

    .2- "A grande polêmica é que Nós que estamos ligados ao meio acadêmico, sabemos o quanto é penoso conseguir um título de doutor".

     Alguns questionamentos: a) A bloguira Samantha  é docente da USP, isto é, vem exercendo realmente a docência, publicando artigos originais em revistas científicas nacionais/internacionais como uma  pesquisadora da USP extremamente ligada ao meio acadêmico? b) Quando disse que é penoso conseguir título de doutor é por que já conseguiu o seu título de doutora ou está fazendo doutorado? Não possui apenas o título de mestre, pois no momento que acha ser” penoso” fazer doutorado deixa transparecer que já está trilhando o doutorado? Quis apenas impressionar?

    Caso esteja realmente inserida no meio acadêmico, por que a ausência do seu currículo no  plataforma lattes? Cientificamente não é importante o Plataforma Lattes? E os seus pares porque possuem currículos  divulgados no CNPQ?

     

    3-"Portanto, o título que o Adauto Lourenço ostentava. Sim, era Dr. Adauto Lourenço"

    Mostre-nos uma PROVA “científica”  onde o Prof. Adauto Lourenço ostenta ser Doutor? Não vale opiniões ou “achismo”, tudo tem que ser científico! Não è apaixonada pela “ciência”?

    .

    4-"....ouvir que um advogado é doutor causa um certo horror, mesmo que seja pela tal tradição". 

    Como "acadêmia" que afirma ser,  detesta tradições, devendo pelo óbvio odiar a tradição brasileira em chamar Edson Arantes como  o "REI PELÉ", pois poderá confundir como monarca! É assim mesmo que pensa? È oportuno lembrar que nunca foi "horror" confundir advogado com "doutor", pois advogado também pode  ter título acadêmico de doutor. Caso seja minuciosa  e contra as tradições, favor insistir junto  a OAB para que seja retirado a palavra nas petições " Excelentíssimo Senhor Doutor Juiz de Direito da Vara “tal” ou nunca ouviu essa expressão? E os médicos que tradicionalmente são chamados de “doutores”?

     .5-" Não sei se essa lenda de que ele é doutor foi fomentada por ele próprio ou por algum pastor (por simples ignorância ou por desonestidade)".

    Ignorância e desonestidade é opinar usando a expressão "não sei..." Como “apaixonada” pela ciência”,  por que não procurou confirmar “cientificamente” seus argumentos?  Lembre-se, quem gosta de ciência não oferece âncoras para   para fofocas!

     

    6-"A Wikipedia possui material sobre o Adauto LourençoBob Jones University: é uma universidade privada, de ideologia protestante fundamentalista"

    Alguns absurdos: a) Como "científica"  é hilariante retirar referências da Wikipédia; b) È preconceituosa em relação às universidades privadas. Certamente deve detestar a UNIVERSIDADE DO MACKENZIE/SP, pois a mesma é privada e fundamentalista! Conhece a história de SORBONE? HAVARD?Como estão as escolas públicas, infelizmente, brasileiras? PUC é sem ideologia?

    .7- "Provavelmente, quem procura essa instituição sabe disso e também pratica essa ideologia". 

    Quem te disse que todos que estudam em  instituições religiosa ou com fundamentos religiosos são criacionistas? Quem estuda na USP, UNB, UFRG etc são todos evolucionista??? Argumentação científica pobre!

     

    8-"Na época eu ainda era estudante de graduação, e não quis causar nenhum mal estar dentro da igreja. Se fosse hoje em dia.."

    Já era bem "grandinha" e já omitia opiniões, não é mesmo? Considerava suas opiniões superiores aos demais?

    9-."Eu mesma já vi uma palestra do Adauto Lourenço"

    Apenas uma palestra foi o suficiente para lhe causar todo esse mal-estar?.

     

    10- "A arca de Noé e todo relato de Gênesis é real (não precisa nem comentar)"

     Digo: A grande "explosão" foi suficiente para criar leis ciêntificas? Grande credulidade! Diga-me:  quais as origens das leis científicas? O que veio primeiro: As leis ciêntíficas? O caótico? Como surgiu o caos?

    11-" Homens e dinossauros conviveram juntos (Jesus, me chicoteia!)"

    Amebas e giardias por milhões e milhões de anos se transformam em sapos??? ( Darwin, “ mister M”) 

    12- "Apenas ovos de dinossauros e dinossauros filhotes entraram na arca de Noé, por isso coube".

    O olho humano é produto do acaso???? Cadê as leis cientìficas para explicarem tal evolução???? Quem colocou os olhos conectados com  o cérebro? MILHÕES e milhões de anos??? Qual a prova científica? Quanta fé........( È influenciada pelo “Fantástico” aos domingos” em suas pressuposições científicas????)

     13-"E a melhor de todas as pérolas, na minha opinião? Está preparado??? Segura na minha mão e vem comigo...

    - A velocidade da luz é INSTANTÂNEA. 

    O pai da mentira gostou dessa também, pois jamais o Prof. Adauto afirma que a Luz possui velocidade instantânea!!!Faltou prestar mais atenção nas suas palestras!

     

    LEMBRETES: È DOCENTE DA USP? FAZ PUBLICAÇÕES CIENTÍFICAS? TEM PLATAFORMA LATTES? GOSTA APENAS DE LER CARL SAGAN COMO "CIENTÍFICA" QUE É? OU É MAIS UMA BLOGUEIRA DO CIENTIFICISMO PRECONCEITUOSO? GOSTA DA “REVISTA SUPERINTERESSANTE”?

    default user iconrosely_sald_hotmail.com ‒ segunda, 26 setembro 2011, 09:14 -03 # Link |

  25. Francisco escreveu:

    o C.Lattes dela esta aqui. e só isso, junto a uma releitura do texto do blog, ja desconsidera o comentário acima.

    macassisFrancisco ‒ segunda, 26 setembro 2011, 11:53 -03 # Link |

  26. escreveu:

    Sou o comentarista do número 12. E lá falei que tanto religião quanto a ciência evolucionista lança mão do argumento fé para suas teorias. Trago abaixo dois autores que elucidam melhor esta posição.     

    "A evolução pode ser considerada como uma espécie de religião mágica. A magia é simplesmente um efeito sem causa, ou pelo menos sem uma causa competente. ”Acaso”. “tempo”, e natureza” são os pequenos deuses mantidos nos templos evolucionistas. Esses deuses não podem, porém, explicar a origem da vida.eles são impotentes, desse modo, a evolução fica sem uma causa eficaz e é, portanto, apenas uma explicação mágica para a existência da vida...a evolução exige bastante fé:

    Uma fé nas proteínas-L (levo-moléculas) que desafiam a formação por acaso;

    Fé na formação de códigos de DNA que, se fossem gerados espontaneamente, iriam resultar apenas em pandemônio;

    Fé num ambiente primitivo que na realidade iria devorar ferozmente quaisquer precursores químicos da vida;

    Fé em experiências (*sobre a origem da vida) que nada provam senão a necessidade de umas inteligência no principio;

    Fé num oceano primitivo que não tornasse mais espessos, mas diluísse irremediavelmente os produtos químicos;

    Fé nas leis naturais, inclusive nas leis da termodinâmica e biogênese que na verdade negam a possibilidade da geração espontânea da vida;

    Fé em revelações científicas futuras que, quando compreendidas, sempre parecem apresentar mais dilemas para os evolucionistas;

    Fé nas probabilidades que contam traiçoeiramente duas histórias – uma  negando a evolução, a outra confirmando o Criador;

    Fé em transformações que permanecem fixas; fé nas mutações e nas seleção natural que não passam de uma dupla negativa da evolução;

    Fé nos fosseis que embaraçosamente revelam fixação no tempo, e ausência regular de formas de transição; ...

    Fé num tempo que só promove a degradação na ausência de uma mente;

    E fé no reducionismo que acaba por reduzir os argumentos materialistas a zero e reforçar a necessidade de invocar um Criador sobrenatural. John Ankerberg e John Weldon apud WYSONG, 1999, ( Os Fatos Sobre CRIAÇÃO E EVOLUÇÃO. pg. 43,44)

    default user icon ‒ terça, 27 setembro 2011, 08:25 -03 # Link |

  27. Samantha escreveu:

    Olá

    Escrevi este post há algum tempo e me admiro que ainda façam comentários esporádicos por aqui.

    Infelizmente, não tenho condições de responder a todos. Uma pena que algumas pessoas que comentam aqui não sabem argumentar e acabam partindo para ad hominem.

    Aqui em MEU BLOG eu exponho MEU PONTO DE VISTA. Eu assisti uma palestra do Adauto Lourenço há muitos anos, fiz pesquisas e participei de foruns de criacionismo e evolucionismo. Formulei MEU PONTO DE VISTA e vim aqui, dividi-lo com vocês. Se alguém aqui é contrário ao meu ponto de vista é livre para expor o seu, mas sem ataques pessoais!

    " que você tem preconceito contra universidades privadas? Universidades protestantes ? Tão coitada é para você  a Universidade privada de Havard de origem protestante !? Favor estudar mais sobre universidades protestantes antes de dar suas pitacas...Nunca ouviu falar da Mackenzie/SP?"

    Não, caro Celso. Sugiro inclusive que você volte a ler meu texto e mostre o trecho de onde você tirou isso. Eu tenho preconceito (e na verdade nem classificaria assim) com pessoas que tem preguiça de pensar ou de interpretar um texto. Ou de respeitar o ponto de vista do próximo.

    Rosely, eu não aceito seu RELIGIOSISMO , assim como você não aceita meu CIENTIFICISMO. Em uma argumentação com pretensão de ser científica, você vem e me fala em PAI DA MENTIRA. Por favor, não faz sentido! E é nisso que muitos de vocês criacionistas se perdem, pois querem antes de tudo que TODAS AS PESSOAS sigam a sua crença. Ou seja, acredite nisso, tenha fé nisso. Em ciência é completamente diferente, ja que evidências são necessárias.

    E favor, não confunda Teoria da Evolução com Acaso. Esse exemplo do olho humano, aliás, é repetido a exaustão nas igrejas. "Nossa, o olho é tão perfeito que só pode ser obra de Deus". Onde está a falha desta argumetação? Você está transferindo o problema. Ao invés de compreender os mecanismos evolutivos que fizeram com que o olho humano fosse um mecanismo tão eficiente, você diz que é 'difícil' (ou muito complexo) e logo só pode ser Deus. Isso chama-se non sequitur. Um evento (o olho complexo) não é consequência da existência de Deus. Deus existe? Alguém viu a Deus? E é nesse momento que vocês apelam para a religião, deixando o debate científico de lado. Compreendem o problema?

    Vejam bem, não há problema em ser criacionista, desde que compreenda-se que trata-se de fé e não de ciência. Ponto. Como não é ciência, não pode ser ensinado nas escolas. Não, não pode. Porque se fosse ensinado nas escolas, teriamos que ensinar também os mitos da criação de outras religiões, já que a escola é teoricamente um espaço democrático com crianças de diversas origens, certo?

    Não há problema em ser criacionista, mas há problema em desonestidade acadêmica. E há vários sites que mostram melhor do que o que mostrei esse grande problema, que não é apenas exclusividade do Adauto, mas de tantos outros. Sugiro que leiam o texto que escrevi sobre o Dr. Snelling (http://stoa.usp.br/samanthansm/weblog/6760.html). No caso do Dr. Snelling, a desonestidade se dá porque a pesquisa dele depende de elementos da evolução da Terra (não estou falando da Teoria da Evolução) porém ele defende em sites criacionistas que a Terra tem aí uns 6000 anos. Desonesto, muito desonesto para mim.

    Veja, é preciso deixar claro que estou questionando a desonestidade ACADÊMICA de Adauto ou Dr. Snelling. Eu não os conheço em suas vidas privadas, não sei o que fazem e não sei como agem. Portanto, quero deixar isso bem claro.

    E não vou ficar horas explicando porque o criacionismo é uma falácia. Vários outros sites o fazem melhor do que eu faria, tenham certeza disso. A internet está farta de materiais dos dois lados. O que acho estranho e gostaria de saber é: como vocês tomam antibióticos? http://www.jornalismoeducativo.com.br/materias/as_novas_regras_na_venda_de_an Leiam isso.

    Várias sutilezas a nossa volta estão relacionadas com a ciência. Desde nossa roupa até nossos computadores, passando por carros, automóveis, etc. Esse exemplo dos antibióticos, é para mostrar como uma coisa simples está relacionada com algo que vocês rejeitam. Pensem nisso. Certas 'ideologias' que as pessoas seguem as tornam hipócritas. Mas esse é apenas meu ponto de vista.

    Samantha MartinsSamantha ‒ sexta, 30 setembro 2011, 16:05 -03 # Link |

  28. Samantha escreveu:

    E apenas complementando, falando sobre o comentário do Francisco:

    "Nem comento o fato de que as pessoas que se dizem "interessadas na ciência" só reconhecem os grandes nomes da Física Clássica - se optam ignorar Heisenberg, Bohr, Einstein,  Schrödinger, Feynman, Gell-Man e cia ltda, se realmente optam por renegar a veracidade de seus trabalhos, é gentileza abandonar o conforto da vida moderna e ir viver em alguma caverna nas montanhas sem luz elétrica, internet, GPS, telefones (celulares ou não), vacinas, carros, medicamentos...."

    O que eu disse no final de meu último comentário, tem total relação com este parágrafo. Pensem nisso.

     


    Samantha MartinsSamantha ‒ sexta, 30 setembro 2011, 16:07 -03 # Link |

  29. escreveu:

    ESTOU ESTUDANDO UMA DISCIPLINA CHAMADA IA(Inteligencia Arificial).

    Percebo k podemos programar uma maquina que possa emitar/reproduzir tudo k um humano pode fazer, mas nao acredito k alguma vez ela podera ter consciencia de si mesmo.

     

    MAS COMO EU, NAO GOSTO DE ME LIMITAR ME PUS A IMAGINAR:

     

    IMAGINE K EM ALGUM MOMENTO NO FUTURO O HOMEM DESAPARECESSE DA FACE DO UNIVERSO, MAS DEIXA O SEU LEGADO UMA MAQUINA INTELIGENTE K TENHA CONSCIENCIA DE SI.

     

    E DEREPENTE UM DELES CONSIDERA-SE K ERA OBRA DO ACASO OU EVOLUCAO.

    O K VOCE ACHA.

     

    PLEASE NAO QUERO DESCUTIR CIENCIA-RELIGIAO APENAS ME DE SUA OPINIAO.

     

    default user icon ‒ terça, 11 outubro 2011, 16:22 -03 # Link |

  30. escreveu:

    Você (Samantha), se equivoca em muitas coisas. Porém, quero manifestar um ponto de vista sobre três coisas que você fala, e que de certa forma vai lhe fazer refletir. 1ª Não este não é "SEU BLOG", como você enfatiza. Você pode até ter controle sobre ele, por ter sido você que o criou. Porém, não tens domínio total pois muitos aqui falam e dão opiniôes contrárias a você. 2ª Tanto a sua, como as outras "OPINIÕES" não são "PROPRIEDADES" exclusivas de ninguém, muito menos sua. Haja vista o conhecimento ser compartilhado. Ou seja tudo o que temos de conhecimentos é uma carga de somatórias adquiridas ao, longo de várias experiencias e estudos de outros. Portanto seus paradgimas e conhecimentos é uma herança adquirida, de forma compartilhada, e não exclusiva "SUA" como diz você. E, 3ª Imaginação da sua cabeça ninguém é obrigado a aceitar. Lembre-se, existe muita diferença entre "expor" e "impor" uma ideia. Por isso "exponho" para você e para todos esta reflexão, já que "TODOS" podem acessá-la. Beijos!              

    default user icon ‒ quinta, 20 outubro 2011, 12:33 -02 # Link |

  31. Samantha escreveu:

    "Você (Samantha), se equivoca em muitas coisas."

    Bom, isso é bastante óbvio né? Eu, você, meu vizinho. Todos nos equivocamos. Me diga em que, especificamente.

    "... e que de certa forma vai lhe fazer refletir". 

    Será?

    Sobre o primeiro ponto: sim, é MEU blog sim. Assim como você, meu vizinho, meu chefe e qualquer pessoa podem criar um blog. Existem dezenas de ferramentas gratuitas. Você pode criar seu blog sobre qualquer assunto, inclusive pode dedicar um blog inteiro para falar de criacionismo, Adauto Lourenço, Von Daniken, qualquer coisa. Sim, do mesmo modo que EU recebo em MEU blog mensagens amistosas e não tão amistosas, você também receberá. É parte da vida, cada um tem um ponto de vista. Esse ponto de vista pode ser refutado, no entando. O que não posso é te ofender. E é meio óbvio que concordamos que conhecimento deve ser compartilhado, leia todas postagens de meu blog e surpreenda-se.

    Sobre o segundo ponto: Sim, eu tenho MINHA OPINIÃO sobre muitos assuntos. Acontece que algumas pessoas concordam com ela. Muitas não concordam inteiramente. Outras discordam totalmente. É a vida. Só que deixa eu te explicar uma coisa: não existe pessoa IGUAL a outra. Eu penso de uma maneira. E mesmo que uma pessoa pense de forma muito semelhante que eu em diversos pontos nós nunca, nunca vamos concordar 100%. E é assim que tem que ser no mundo. Cada um com a SUA opinião, respeitando as demais. Em meu blog, eu exponho MEU PONTO DE VISTA e (in)felizmente ele é diferente do ponto de vista de várias pessoas.

    Sobre o terceiro ponto (e o pior): ataque a argumentação e não o argumentador. De onde eu tirei IMAGINAÇÃO de minha cabeça, nesse post? Não se trata de um conto de ficção científica e nem estou contando aquela história do peixe que engoliu o homem. Você pode não concordar com meu ponto de vista, mas chamá-lo de imaginação? Criacionismo para mim é que é imaginação e tenho muitos argumentos para dizer isso para você, mas provavelmente você não os ouvirá.

    E esse post está fechado para comentários. Não vou responder mais nada. Nunca imaginei que atrairia tantas pessoas dispostas a discutir amigavelmente, outras não tão amigavelmente assim, mas faz parte. Se quer ler sobre criacionismo, procure sites que defendem tal coisa. Se sente-se incomodado com meu post, feche a janela do navegador e vá fazer outra coisa. Vlw.

     


     


    Samantha MartinsSamantha ‒ segunda, 24 outubro 2011, 21:21 -02 # Link |

  32. escreveu:

    Os maiores ciêntistas de todos os tempos criam em ser que criou todas as coisas.

    Renilson

    default user icon ‒ segunda, 07 novembro 2011, 23:29 -02 # Link |

  33. escreveu:

    É bom a senhora ou senhorita saber que os maiores cientistas de todos os tempos criam em um ser que fez todas as coisas e milhares de cientistas atuais creem também.

    Renilson

    default user icon ‒ segunda, 07 novembro 2011, 23:33 -02 # Link |

  34. Visitante escreveu:

    Penso que aqui as discussões se fundem em uma espécie de espiral que leva pro infinito. Aquilo que hoje é sólido e concreto amanhã será retrógrado e parte de um passado "necessário" para chegarmos onde estivermos. Tipo, para todo o argumento plausível haverá sempre outro ainda mais convincente e a tréplica e quádruplica etc. Me parece bom pensar em todas essas coisas e discutir, mas não penso que através da nossa razão chegaremos mesmo muito longe. A limitação do ser humano é muito evidente. É o mesmo que mata, morre, vem e vai, afirma e volta atrás repetidas vezez. O mesmo que hoje crê na expansão do universo pode negá-la amanhã ou depois... enfim, continuamos todos crendo. Uns na "ciência humana", que as vezes não passa de um espetáculo hollywoodiano como 1969, outro num Deus criador. Eu creio em Jesus Cristo, que sustenta o universo inteiro na palma de sua mão.

    default user iconVisitante ‒ quinta, 17 novembro 2011, 15:33 -02 # Link |

  35. susie. escreveu:

    Ricardo Marques disse:

    4 de julho de 2010 10:29Reply

    Ricardo Marques - PARTE I

    Ao contrário de Adauto, que é físico e acusado de se graduar numa universidade fundamentalista e criacionista, sou biólogo, graduado e pós-graduado numa universidade federal brasileira cujo corpo docente era 100% evolucionista.
     

    Acho que tenho uma formação científica razoável, bem como formação e prática como pesquisador. Descrevi novas espécies e novos gêneros de vertebrados; escrevi e lecionei zoologia, biologia celular e molecular e evolução; descrevi novo gênero e nova espécie de réptil do Cretáceo e trabalhei com rastros fósseis de dinossauros brasileiros; além disso, sou estudioso de História e Filosofia da Ciência há mais de 20 anos. Não me considero religioso e sou extremamente desconfiado de religiosos e religiões, mas creio em Deus, e o suficiente para valorizar coerência, honestidade e respeito humano acima de interesses, dogmas e preconceitos.

    Isso, associado à minha experiência com o mundo acadêmico (leia-se: com o "establishment" que domina e dita as regras no mundo científico), ao longo de quase 3 décadas, me fez ter a honestidade de refletir genuinamente a respeito da credibilidade das alegações que pensamos sustentar tanto a "teoria da evolução" quanto o que chamam de "criacionismo", assim como sobre os propósitos, interesses, manipulações e ideologias que, sabemos todos, estão enraizados na "ciência".
     

    A conclusão de alguém simples como eu não tem sido diferente da que muitos pensadores de referência já chegaram antes: a "ciência" como a conhecemos, ao contrário do que muitos de meus colegas afirmam, é fortemente dogmática, reducionista, manipuladora e construída em cima de jogos de interesses, carreiras, currículos, vaidade patológica, pesada carga de preconceito e intolerância e, ousaria dizer, ignorância (decorrente da falta de integridade para analisar com real honestidade e rigor certos fatos e evidências sem viés ideológico) e uma acentuada tendência ideológica anti-religiosa - todo esse conjunto, evidentemente, distorce leituras, interpretações e conclusões.
     

    Em resumo: parcela considerável dos cientistas sofre das mesmas mazelas de que acusam os religiosos, e cometem os mesmos erros, cujo resultado acaba sendo um distanciamento cada vez maior da verdade, mantendo-nos na obscuridade, qualquer que seja o lado da questão.
     

    Quando me refiro a ignorância, menciono, por exemplo, as falas presentes nessa página de Internet, onde alguns, em vez de discutirem os fatos e a essência do debate evolucionismo x criacionismo, passam a falar apenas de pessoas - tentar ganhar discussões tentando denegrir pessoas, sejam elas quem forem e de qual lado estejam, é antiga e conhecida tática de gente medíocre, além de demonstração de incapacidade técnica e científica para entrar em debate. A discussão deveria seguir outro plano, não concordam?
     

    De minha parte, e apesar de minha simplicidade e do muito que não sei, pude concluir, ao menos parcialmente, que há, sim, muito de engano, má interpretação e evidências fabricadas tanto na ideologia evolucionista, quanto na criacionista, e isso com o fim de, de qualquer jeito, tentar forçar ideologias a se tornarem "ciência".
     

    Sim, colegas, eu disse isso: não sou um criacionista fundamentalista, mas também não tenho como, honestamente, continuar a ser um evolucionista fundamentalista como eu era.
     

    É isso mesmo: a maioria dos evolucionistas é tão fundamentalista quanto os criacionistas a quem tanto criticam. E, crio coragem para dizer: assim como há bastante coisa na evolução cujas "evidências" não passam de invencionice (mas também há outras que merecem crédito ou, pelo menos, análise mais profunda), no dito criacionismo há certas evidências que merecem séria consideração por parte pelo menos da rara parcela de cientistas que preservam a honestidade e a coerência em suas carreiras e trabalhos

    Dentre estes, cito aqueles que, sendo em grande parte biólogos, geneticistas, etc., assinam a lista "Dissents from Darwin" - uma lista na Internet com mais de 300 nomes da alta ciência, de instituições científicas acima de qualquer suspeita, cujos nomes não seriam postos à prova se não estivessem convictos de suas posturas, sendo todos eles declarantes de que, diante das evidências, o darwinismo, diferente do que imaginavam até recentemente, não é capaz de explicar a origem das espécies. 


    Para eles, se houve evolução, não foi pela genial teoria da seleção natural (esta, comprovada em campo, revela-se capaz de produzir apenas a microevolução, e não a macroevolução), teria que ter sido por outro caminho, ainda desconhecido; para eles, e muitos não são criacionistas, na ausência da seleção natural como explicação, o criacionismo passa a ter que ser considerado como alternativa, ainda que muitos aceitem isso por coerência e honestidade, mesmo desgostando da alternativa; para eles, passa a ser considerado o risco de o entendimento que se tem da estratigrafia, da cronologia da coluna geológica e da formação e idade dos fósseis pode, sim, ser produto de interpretações forçadas para poder adaptar a realidade observável à necessidade que a seleção natural tem, para ser considerada válida à macroevolução, de uma terra muito mais antiga do que talvez realmente seja (nada mais que uma "lente", um "modo de olhar" conveniente à teoria da origem das espécies por seleção natural). 

    Observem que isso que aqui apresento não são afirmações, mas apenas questionamentos - dúvidas que o dogmatismo do establishment evolucionista não permite que venham à tona, nem que sejam sequer discutidos com o necessário rigor e honestidade, demonstrando o temor que temos de que esses fatos venham revelar a fragilidade dos "fundamentos" evolucionistas. 

    Notem que nada disso põe por terra a teoria da evolução, nem confirmam - nem negam - crenças criacionistas; o que fazem é nivelar os fatos, e trazer a discussão para um patamar mais honesto, digno e coerente, para que possa ser chamado, aí sim, de verdadeira Ciência. 

    Talvez jamais cheguemos a uma resposta, a uma conclusão definitiva, a um consenso - mas, pelo menos, podemos nos aproximar, por um pouco que seja, de algo mais digno e íntegro do que tem caracterizado o debate sobre esse assunto.

    Quanto ao Adauto, já li e ouvi algumas coisa dele, assim como li e ouvi muita coisa de muitos defensores de ambos os lados do debate. Confesso: não me interessa a formação do Adauto, onde se graduou, se tem mestrado, se trabalhou na FAPESP, se tem currículo Lattes... Ele podia ser até um analfabeto, mas darei ouvidos (com cautela) a ele e a quantos mais surgirem, criacionistas ou evolucionistas, desde que aquilo que digam mereça atenção e consideração. 

    E, dentre o que Adauto e outros dizem, não concordo com algumas coisas, mas preciso ser honesto para admitir que várias outras merecem, sim, ser consideradas, analisadas e, se possível, respondidas. 

    Os grandes nomes da verdadeira Ciência estão agindo assim, enquanto a discussão mesquinha, degradante, tem se limitado a psedocientistas medíocres. Ou então a certos filósofos da ciência, que escrevem e falam muito bem, mas nunca fizeram ciência mesmo na prática. Um exemplo é o beligerante, grosseiro, exageradamente dogmático e arrogante Richard Dawkins, que sempre viveu de financiamentos escusos de certos ideólogos milionários - até sua cátedra em Oxford foi comprada pelo dinheiro destes, para que ele pudesse levar adiante uma saga patológica anti-religiosa na qual grande parte da elite dominante do planeta tem interesse e, portanto, financia. 

    Meu pedido a todos é que sejamos mais tolerantes, honestos, coerentes e menos dogmáticos e preconceituosos. Em sendo assim, a coisas caminhariam de modo bem mais civilizado. E, quem sabe, talvez a verdade aparecesse.

    default user iconsusie. ‒ quinta, 15 dezembro 2011, 19:29 -02 # Link |

  36. susie. escreveu:

     

    Achei o comentário abaixo muito oportuno. No envio anterior, a fonte era muito pequena, pelo qual  desculpo-me. Fiquei surpresa ao ver os nomes dos que assinam a dissidência do pensamento naturalista-evolucionista de Darwin. Recomendo que vejam, pois não sei como dizer que tantos, tão capacitados, estão equivocados...

     

    Ricardo Marques disse:

    4 de julho de 2010 10:29

    Ricardo Marques - PARTE I

    Ao contrário de Adauto, que é físico e acusado de se graduar numa universidade fundamentalista e criacionista, sou biólogo, graduado e pós-graduado numa universidade federal brasileira cujo corpo docente era 100% evolucionista. 

    Acho que tenho uma formação científica razoável, bem como formação e prática como pesquisador. Descrevi novas espécies e novos gêneros de vertebrados; escrevi e lecionei zoologia, biologia celular e molecular e evolução; descrevi novo gênero e nova espécie de réptil do Cretáceo e trabalhei com rastros fósseis de dinossauros brasileiros; além disso, sou estudioso de História e Filosofia da Ciência há mais de 20 anos. Não me considero religioso e sou extremamente desconfiado de religiosos e religiões, mas creio em Deus, e o suficiente para valorizar coerência, honestidade e respeito humano acima de interesses, dogmas e preconceitos.

    Isso, associado à minha experiência com o mundo acadêmico (leia-se: com o "establishment" que domina e dita as regras no mundo científico), ao longo de quase 3 décadas, me fez ter a honestidade de refletir genuinamente a respeito da credibilidade das alegações que pensamos sustentar tanto a "teoria da evolução" quanto o que chamam de "criacionismo", assim como sobre os propósitos, interesses, manipulações e ideologias que, sabemos todos, estão enraizados na "ciência". 

    A conclusão de alguém simples como eu não tem sido diferente da que muitos pensadores de referência já chegaram antes: a "ciência" como a conhecemos, ao contrário do que muitos de meus colegas afirmam, é fortemente dogmática, reducionista, manipuladora e construída em cima de jogos de interesses, carreiras, currículos, vaidade patológica, pesada carga de preconceito e intolerância e, ousaria dizer, ignorância (decorrente da falta de integridade para analisar com real honestidade e rigor certos fatos e evidências sem viés ideológico) e uma acentuada tendência ideológica anti-religiosa - todo esse conjunto, evidentemente, distorce leituras, interpretações e conclusões. 

    Em resumo: parcela considerável dos cientistas sofre das mesmas mazelas de que acusam os religiosos, e cometem os mesmos erros, cujo resultado acaba sendo um distanciamento cada vez maior da verdade, mantendo-nos na obscuridade, qualquer que seja o lado da questão. 

    Quando me refiro a ignorância, menciono, por exemplo, as falas presentes nessa página de Internet, onde alguns, em vez de discutirem os fatos e a essência do debate evolucionismo x criacionismo, passam a falar apenas de pessoas - tentar ganhar discussões tentando denegrir pessoas, sejam elas quem forem e de qual lado estejam, é antiga e conhecida tática de gente medíocre, além de demonstração de incapacidade técnica e científica para entrar em debate. A discussão deveria seguir outro plano, não concordam? 

    De minha parte, e apesar de minha simplicidade e do muito que não sei, pude concluir, ao menos parcialmente, que há, sim, muito de engano, má interpretação e evidências fabricadas tanto na ideologia evolucionista, quanto na criacionista, e isso com o fim de, de qualquer jeito, tentar forçar ideologias a se tornarem "ciência". 

    Sim, colegas, eu disse isso: não sou um criacionista fundamentalista, mas também não tenho como, honestamente, continuar a ser um evolucionista fundamentalista como eu era. 

    É isso mesmo: a maioria dos evolucionistas é tão fundamentalista quanto os criacionistas a quem tanto criticam. E, crio coragem para dizer: assim como há bastante coisa na evolução cujas "evidências" não passam de invencionice (mas também há outras que merecem crédito ou, pelo menos, análise mais profunda), no dito criacionismo há certas evidências que merecem séria consideração por parte pelo menos da rara parcela de cientistas que preservam a honestidade e a coerência em suas carreiras e trabalhos.

    CONTINUA...)

    Ricardo Marques - PARTE II

    Dentre estes, cito aqueles que, sendo em grande parte biólogos, geneticistas, etc., assinam a lista "Dissents from Darwin" - uma lista na Internet com mais de 300 nomes da alta ciência, de instituições científicas acima de qualquer suspeita, cujos nomes não seriam postos à prova se não estivessem convictos de suas posturas, sendo todos eles declarantes de que, diante das evidências, o darwinismo, diferente do que imaginavam até recentemente, não é capaz de explicar a origem das espécies. 

    Para eles, se houve evolução, não foi pela genial teoria da seleção natural (esta, comprovada em campo, revela-se capaz de produzir apenas a microevolução, e não a macroevolução), teria que ter sido por outro caminho, ainda desconhecido; para eles, e muitos não são criacionistas, na ausência da seleção natural como explicação, o criacionismo passa a ter que ser considerado como alternativa, ainda que muitos aceitem isso por coerência e honestidade, mesmo desgostando da alternativa; para eles, passa a ser considerado o risco de o entendimento que se tem da estratigrafia, da cronologia da coluna geológica e da formação e idade dos fósseis pode, sim, ser produto de interpretações forçadas para poder adaptar a realidade observável à necessidade que a seleção natural tem, para ser considerada válida à macroevolução, de uma terra muito mais antiga do que talvez realmente seja (nada mais que uma "lente", um "modo de olhar" conveniente à teoria da origem das espécies por seleção natural). 

    Observem que isso que aqui apresento não são afirmações, mas apenas questionamentos - dúvidas que o dogmatismo do establishment evolucionista não permite que venham à tona, nem que sejam sequer discutidos com o necessário rigor e honestidade, demonstrando o temor que temos de que esses fatos venham revelar a fragilidade dos "fundamentos" evolucionistas. 

    Notem que nada disso põe por terra a teoria da evolução, nem confirmam - nem negam - crenças criacionistas; o que fazem é nivelar os fatos, e trazer a discussão para um patamar mais honesto, digno e coerente, para que possa ser chamado, aí sim, de verdadeira Ciência. 

    Talvez jamais cheguemos a uma resposta, a uma conclusão definitiva, a um consenso - mas, pelo menos, podemos nos aproximar, por um pouco que seja, de algo mais digno e íntegro do que tem caracterizado o debate sobre esse assunto.

    Quanto ao Adauto, já li e ouvi algumas coisa dele, assim como li e ouvi muita coisa de muitos defensores de ambos os lados do debate. Confesso: não me interessa a formação do Adauto, onde se graduou, se tem mestrado, se trabalhou na FAPESP, se tem currículo Lattes... Ele podia ser até um analfabeto, mas darei ouvidos (com cautela) a ele e a quantos mais surgirem, criacionistas ou evolucionistas, desde que aquilo que digam mereça atenção e consideração. 

    E, dentre o que Adauto e outros dizem, não concordo com algumas coisas, mas preciso ser honesto para admitir que várias outras merecem, sim, ser consideradas, analisadas e, se possível, respondidas. 

    Os grandes nomes da verdadeira Ciência estão agindo assim, enquanto a discussão mesquinha, degradante, tem se limitado a psedocientistas medíocres. Ou então a certos filósofos da ciência, que escrevem e falam muito bem, mas nunca fizeram ciência mesmo na prática. Um exemplo é o beligerante, grosseiro, exageradamente dogmático e arrogante Richard Dawkins, que sempre viveu de financiamentos escusos de certos ideólogos milionários - até sua cátedra em Oxford foi comprada pelo dinheiro destes, para que ele pudesse levar adiante uma saga patológica anti-religiosa na qual grande parte da elite dominante do planeta tem interesse e, portanto, financia. 

    Meu pedido a todos é que sejamos mais tolerantes, honestos, coerentes e menos dogmáticos e preconceituosos. Em sendo assim, a coisas caminhariam de modo bem mais civilizado. E, quem sabe, talvez a verdade aparecesse.

    (FIM - OBRIGADO)

    http://www.dissentfromdarwin.org/about_esp.php

     

    default user iconsusie. ‒ sábado, 17 dezembro 2011, 20:13 -02 # Link |

  37. alexandro. escreveu:

    O Adauto Lourenço nunca ostentou o título de doutor. Pelo menos nunca vi. Alguém pode provar o contrário?

     

    Para quem quiser ver o currículo dele, eis o link:

     

    http://lattes.cnpq.br/2951554210772138

    default user iconalexandro. ‒ segunda, 16 janeiro 2012, 20:01 -02 # Link |

  38. escreveu:

    http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4430358P9

     

    Só pra constar, a teoria da evoluçao nao é uma lei científica, e a propósito o seus pressupostos de surgimento ao acaso da vida dependem de um "milagre" de geraçao espontanea equivalente ao argumento religioso. fé por fé, por que nao crer em Deus? Se Darwin compreendesse um pouquinho de matemática e estatística ele chegaria a conclusao de que a sua teoria nao passa ficcao científica. As probabilidades sao quase que nulas, existem trabalhos publicados em periódicos sérios de matemática e estatística demonstrando qual a probabilidade do surgimento da vida ao acaso, existe um número: 1/10 elevado a 200, ou seja, um numero decimal, formado pelo número 1, contendo 200 zeros À esquerda, um evento com essa probabilidade simplesmente nao ocorre é muitíssimo menor que acertar 6 números na megasena.

    Imagine o DNA de uma ameba, o projeto Genoma estimou que a informacao contida no DNA de uma ameba, completaria cerca de 7 vezes a enciclopédia Britânica. Se recortarmos as letras da enciclopédia, misturarmos e jogarmos por exemplo de cima do Big Bang (relógio famoso de londres pra quem nao sabe), qual a probabilidade das letrinhas cairem no chão na exata sequencia de palavras, gramática, semântica coisa e tal... é essa a possibilidade da ameba ter se originado do acaso, ou seja nao surgiu do acaso...

    Ciências Biológicas sem comprovaçao matemática e estatística, nao sao ciências biológicas, por isso a teoria de Darwin, depois de mais de 100 anos, nao tem valor de lei científica.

    Isac Newton, cria em Deus, Einsten, Euler e tantos outros, porque? eram genios em ciências exatas. Newton sugeriu que a Terra pairava sobre o nada e apontava o norte pro vazio... A NASA comprovou isso com o primeiro telescópio mandado pro espaço antes do homen ter pisado na Lua. A propósito Jó afirmou exatamente a mesma coisa a cerca de 3000 ou 4000 anos AC. Interessante o quanto a bíblia sempre esteve certa...

    default user icon ‒ domingo, 05 fevereiro 2012, 23:39 -02 # Link |

  39. Visitante escreveu:

    Olá 

    gostaria de lhes lembrar que os  links ai colocados

    encaminham a deciclopedia onde qualquer um publica o que quer

    se vcs verem nesse link da propria vcs notaram que a tal reconhece o titulo de Doutor

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Criacionismo 

    (Criacionismo dito científico)

    default user iconVisitante ‒ domingo, 05 fevereiro 2012, 23:47 -02 # Link |

  40. escreveu:

     

    Mestre em Meteorologia pelo INPE, Doutor em Engenharia Aeronáutica na área de Estruturas e Mecânica dos Sólidos, pelo ITA.

    Trabalhou no INPE, primeiro em Meteorologia, com previsão de órbita de satélites e previsão numérica de tempo; depois na Missão Espacial Completa Brasileira tendo participado em todos os níveis do projeto da estrutura do primeiro satélite brasileiro, hoje há quase doze anos em órbita sem falha. Nesse período participou também dos trabalhos de projeto e gerência do satélite sino-brasileiro.

    Paralelamente tem exercido o magistério, principalmente em matemática e engenharia, em cursos de graduação, mestrado e doutorado, além de serviços de consultoria na área de análise de estruturas.

    Permaneceu por quase cinco anos na chefia do Departamento de Matemática e Física, tendo o privilégio de ver o curso de Física tirar três A´s consecutivos no provão do MEC.

    Hoje está vinculado ao Instituto Básico de Ciências Exatas e voltado para a coordenação pedagógica dos cursos de Física e Matemática. 

    Participou da equipe do IMPE Instituto de Pesquisas Espaciais que desenvolveu e colocou em Órbita o primeiro satélite Brasileiro, atualmente trabalha como Engenheiro de Estruturas no desenvolvimento de turbogeradores.

    É Prespitero da Comunidade Jesus em São Paulo, Violonista além de ser compositor e fazer parte do Ministério de Música  

     

       
    Guerra e paz


    Gritos, conflitos, avalanche,Mitos, atritos, tanto nó;

    Canto antes que eu desmanche em pó

    Que existe amor, paz interior,

    Que transcende e independe do chão;

    Que existe paz que dá muito mais

    Que um contrato barato e padrão.

    Naves, entraves, bombardeio,

    Aves suaves dizem não

    Dizem antes num gorjeio bom

    Que existe Deus nos gorjeios seus

    Que uma pomba é uma bomba de paz;

    Que existe paz que não se desfaz

    Que o amor do Senhor é demais

    Que existe paz que não se desfaz

    No amor do Senhor que  é demais.

     

     

    Obra-Prima? Eu ?

     

    Quando a própria certeza

    Não passar de um talvez

    Cada enzima, cada osso,

    Só um fosso

    De porquês...

    E a mais pura beleza

    For igual aos balões

    Cada pêlo, cada nervo

    Um acervo

    De  ilusões

    Saiba, nem um cabelo

    Cairá se não for

    Sob o vivo desvelo

    De um Deus Criador

    Seu mais lindo poema

    Se reflete em você- Filha, venha, não tema:

    Eu  Sou o seu porquê


    default user icon ‒ sexta, 17 fevereiro 2012, 12:08 -02 # Link |

  41. escreveu:

    http://www.aeitaonline.com.br/wiki/index.php?title=Wolodymir_Boruszew

     

     

    default user icon ‒ sexta, 17 fevereiro 2012, 12:23 -02 # Link |

  42. Félix Miranda (felix_ escreveu:

    Qual a diferença entre religião e uma teoria tida por muitos como lei e citada como indiscutível? Por muitas vezes os comentários aqui isolam o criacionismo cientifico ao mestre Adalto Lourenço (na palestra que assisti mestre foi o título que o vi ostentar ao falar que não é o autor da teoria embora concorde com ela), sendo que é preciso lembrar que é uma linha de certa forma com até boa abrangência onde prefiro os argumentos do Dr Marcos Eberlin (Prof e pesq. na Unicamp) acompanhado por outros ao longo do globo. Acho ridículo desqualificar o mestre Adauto por um mestrado em faculdade protestante pois até onde sei, os Reformados são extremamente cultos pois é interessante o fato de que em seu meio o analfabetismo é zero e o zelo é tanto que seus filhos aprendem ler antes de ir a escola (não confundir com evangélicos no Brasil, pois destes só 1% são Reformados) e boa parte das melhores universidades do mundo são fundadas ou influênciadas por eles  (http://www.ultimato.com.br/revista/artigos/329/universidades-prote) No Brasil o ensino a todos devemos a eles, pois até onde sei a Faculdade Presbiteriana Mackenzie foi a primeira a trazer cursos de engenharia no país e ao mesmo tempo a primeira a aceitar negros como acadêmicos no Brasil. Me entristece o fato de que a Universidade não tem abrangido a universidade do ensino proposto pois tem criado cientistas religiosos de uma visão só, que por muitas vezes esquecem do principio de contestaçao ao que todas as TEORIAS devem ser expostas pois as tem como Lei, reduzindo a cientistas apenas os sustentadores do que aceitam. Para mim os Doutores Criacionistas são quase heróis, pois quantos de nós conseguem passar pelas nossas faculdades mantendo sua critica apurada a tal ponto de ainda aceitar outra linha? Quase todos nós somos moldados pelo meio (e é disso q os acusamos).

    default user iconFélix Miranda (felix_ ‒ quinta, 15 março 2012, 02:02 -03 # Link |

  43. escreveu:

    "Portanto, o título que o Adauto Lourenço ostentava. Sim, era Dr. Adauto Lourenço"

    Mostre-nos uma PROVA “científica”  onde o Prof. Adauto Lourenço ostenta ser Doutor? Não vale opiniões ou “achismo”, tudo tem que ser científico! Não è apaixonada pela “ciência”?

    .

    default user icon ‒ sexta, 16 março 2012, 18:13 -03 # Link |

  44. escreveu:

    "Nem comento o fato de que as pessoas que se dizem "interessadas na ciência" só reconhecem os grandes nomes da Física Clássica - se optam ignorar Heisenberg, Bohr, Einstein,  Schrödinger, Feynman, Gell-Man e cia ltda, se realmente optam por renegar a veracidade de seus trabalhos, é gentileza abandonar o conforto da vida moderna e ir viver em alguma caverna nas montanhas sem luz elétrica, internet, GPS, telefones (celulares ou não), vacinas, carros, medicamentos...."

     

    A  "dona" do Blog confunde ciência com tecnologia!!!!!

    default user icon ‒ sexta, 16 março 2012, 18:17 -03 # Link |

  45. escreveu:

     

    Foi dito pela proprietária deste Blog:

     

     "O que acho estranho e gostaria de saber é: como vocês tomam antibióticos?'

     

    Pois bem, parece-me que Fleming, descobridor da Penicilina era um fervoroso cristão!!! Ateístas e não ateìstas são diariamente beneficiados por essa descoberta!

    default user icon ‒ sexta, 16 março 2012, 18:29 -03 # Link |

  46. Félix Miranda escreveu:

    O fato é que é cultura só em nossa época definir o ateísmo como característica básica de um cientista, e da mesma forma percebe-se a fragilidade das universidades modernas que trazem conhecimento as pessoas mas não fornecem pelo menos um resquício de sabedoria. As novas gerações de cientistas possuem uma debilidade e uma ignorancia tão grande culturalmente que atribuem a crença em Deus ou mesmo a aptidão pessoal a religião como mostra de igenuidade intelectual, e assim sendo visualizam essas pessoas de outra linha intelectual como ser obtuso, ignorante, desprovido de crítica, e se esquecem dos grandes nomes que eram sinceramente crentes em Deus e que influenciaram a vida de toda a humanidade através da ciência. Se retirarmos da sociedade todas as universidades criadas ou influenciadas por cristãos, ou mesmo toda a influencia cientifica desses homens o que seria de nós? De forma geral os cristãos reformados (geradores de grande intelectualidade) não se encaixam nessa ótica ridícula disseminada nas universidades hoje em dia. 

    default user iconFélix Miranda ‒ sábado, 17 março 2012, 01:54 -03 # Link |

  47. Visitante escreveu:

    Será que o "falso doutorado" do Mst Adalto Lourenço é mais um dogma criado pelos parciais (e com isso frágeis e limitados) "cientistas" evolucionistas modernos? Para que este blog seja digno das postagens que recebeu o minimo a se fazer é trazer a comprovaçao de fraude pessoal atribuída ao mst Adalto Lourenço. Temos que descobrir qual é a verdadeira fraude, se o Título ou a afirmação feita aqui...

    default user iconVisitante ‒ quinta, 22 março 2012, 18:39 -03 # Link |

  48. felix_ escreveu:

    Phd Marcos Eberlin (Unicamp) explica a crença do Mst Adauto Lourenço:

    http://www.entrevistas.criacionismo.com.br/2010/05/professor-da-unicamp-defende-de

    default user iconfelix_ ‒ quinta, 22 março 2012, 18:56 -03 # Link |

  49. Visitante escreveu:

    Claro que a teoria da evolução é verdadeira. Vou dar um exemplo concreto. O pedaço de carne de boi que eu comi vai evoluir para um grande pedaço de cocô que eu vou jogar agora na privada.

    Viu?

    Evolução...

    default user iconVisitante ‒ quarta, 09 maio 2012, 21:25 -03 # Link |

  50. escreveu:

     

    A proprietária deste blog assim se expressou:

    "Nem comento o fato de que as pessoas que se dizem "interessadas na ciência" só reconhecem os grandes nomes da Física Clássica - se optam ignorar Heisenberg, Bohr, Einstein,  Schrödinger, Feynman, Gell-Man e cia ltda, se realmente optam por renegar a veracidade de seus trabalhos, é gentileza abandonar o conforto da vida moderna e ir viver em alguma caverna nas montanhas sem luz elétrica, internet, GPS, telefones (celulares ou não), vacinas, carros, medicamentos...."

     

    A  "dona" do Blog confunde ciência com tecnologia!!!!!

    A "dona" do blog censura criacionistas!!!!

    Quem já viveu em "algumas  cavernas nas montanhas" foram os ancestrais dos evolucionistas!!!!

    default user icon ‒ quinta, 17 maio 2012, 19:39 -03 # Link |

  51. Visitante escreveu:

    Samantha você se dis tão esperta, culta, inteligente, dona da verdade, senhora cientista, gostaria de propor um debate com Adalto Lourenço frente a frente, e ver se realmente a sua palavra é firme ou ira cair por terra.

    tenho contatos,e  esse blog  ja chegou aos ouvidos do Dr Adauto lourenço!!!!

    default user iconVisitante ‒ quinta, 24 maio 2012, 17:02 -03 # Link |

  52. Visitante escreveu:

    é isso mesmo quero so ver se voce tem coragem!!!!

    haha! falar mal pelas costas todo mundo fala e fala muito bem

    "é tudo texto decorado"

    default user iconVisitante ‒ quinta, 24 maio 2012, 17:09 -03 # Link |

  53. Samantha escreveu:

    Gostaria de entender em qual momento eu disse que sou esperta, inteligente, dona da verdade ou rainha da cocada queimada. Isso é o que você está dizendo, sem mostrar sua identidade. Bem fácil. E bem se vê que você leu e compreendeu o texto totalmente. Ah sim, você só entendeu que eu não gosto do trabalho do Adauto Lourenço (que deve ter se tornado um dogma e um complemento da bíblia para você) e por isso mereço as palavras super bacanas que tenho recebido nessa postagem ao longo desses anos.

    Entretanto, meu posicionamento sobre pseudocientistas continua O MESMO. Se eu fosse reescrever esse texto hoje, talvez atentaria a detalhes de melhoria na escrita ou no posicionamento das frases. Questões de estilo, mesmo. E inseriria nele outros conhecimentos que aprendi nos últimos anos. Porém no geral, minha opinião permanece a mesma.

    Olha, eu não tenho interesse em debater com Adauto Lourenço. Já fui em palestra dele há muitos anos, não gostei, só vi pseudociência vestida por uma capacidade de oratória muito firme e em uma capacidade de lidar com público que deixaria qualquer figurão romano com inveja. 

    Fico feliz que você tenha contatos que te levem ao Adauto Lourenço, puxa, isso é realmente muito impressionante! Só que não tenho interesse em debater, eu exerço outras funções em minha vida. Mas, se eu fosse apresentada a ele (não tenho interesse, vlw) e esse texto entrasse em pauta em uma discussão, eu falaria sobre ele sem problemas. Eu ASSINO embaixo de minhas palavras, sabe.

     

     

     

     

     

     


    Samantha MartinsSamantha ‒ quinta, 24 maio 2012, 20:16 -03 # Link |

  54. Samantha escreveu:

    Repetindo um comentário meu que apaguei (pois continha um erro ortográfico horroroso):

    "nunca disse isso, mas o comentário 11. me faz rir muito toda vez que leio. obrigada!!!"

    O comentário 11. é o melhor comentário desse post! 

     

    Samantha MartinsSamantha ‒ quinta, 24 maio 2012, 20:18 -03 # Link |

  55. Visitante escreveu:

    Adauto J. B. Lourenço é B.Sc em Física pela Bob Jones University, EUA e M Sc. Formou-se em Física pela Clemson University nos EUA, foi pesquisador do Max Planck Institut na Alemanha e do Oak Ridge National Laboratory nos EUA e professor da Universidade de Americana no estado de São Paulo. Hoje faz palestras pelo Brasil e Estados Unidos, defendendo a teoria criacionista.

    prove o contrario macaquinha, porque eu sou uma criatura nascida a imagem e semelhança de um Deus vivo!!!!

    default user iconVisitante ‒ segunda, 28 maio 2012, 17:13 -03 # Link |

  56. José Roberto Lima escreveu:

    Poxa Samantha,

     

    Ao ler o blog e todos os comentários, inclusive os seus, ficava me perguntando onde querem chegar com tal debate. Me entristece quando o debate cai há um nível de troca de ofenças.

    Me parece a todo tempo que você quer provar a todos sobre sua incredulidade, sua ausência de fê na Existência de Deus, e a supervalorização e importância dada ao homem e há seus méritos por conta de toda cientificidade por qual atravessou até os dias atuais, afastando qualquer relação entre a ciência e a religião no que se refere ao conhecimento de tudo que existe, redundando na dicotomia entre a teoria evolucionista e a teoria criacionista.

    Causa perplexidade, como causou perplexidade, quando da defesa da teoria evolucionista no momento do renascimento da cientificidade contemporânea, pós periodo que mormemente é denominado período das trevas, em que o "conhecimento" ficou delegado a religião, o que aliás deu possibilidade a dar continuidade ao desenvolvimento das tecnologias e de toda a ciência atual, o fato de hoje homens que estam relacionados às religiões buscar bases científicas que tentem explicar o inexplicável.

    Não quero com nenhum discursso religioso mudar sua opnião, pois como deu para perceber não muda com qualquer debate, não tenho realmente essa pretenção, mas sinto que sua tremenda afeição pela ciência lhe faz incrédula sobre qualquer debate que venha relacionar ela com a religião.

    Não vi ou assisti nenhuma palestra do Sr. Adauto. Me interesei pelo assunto apenas e vi nele uma possibilidade de lidar com o desenvolvimento do conhecimento que pretendo humildemente continuar buscando em que vejo sim, uma convivência entre ciência e religião. Não vejo o porque de NÃO se ensinar sobre as duas teorias nas escolas, uma vez que não chegamos a verdades absolutas dos fatos nunca, pois o homem vive em constante transformação, bem como a ciência e a própria religião, e o conhecimento também o está. Não fomentar este debate é que é ser fundamentalista.

    Porém desde que o homem se entende como tal, tenta de toda forma explicar como tudo que existe é possível de existir. Se só a razão não é sufiente para explicar a fé é um ingrediente a mais para tal explicação, então podemos levá-la em consideração.

    Gostaria que a sua fé em Deus não fosse relegada há uma simplificação da relação entre duas corrente teóricas. Acredito que em algum momento da sua vida a manifestação da glória de Deus poderá lhe levar a reconsiderá-lo.

    Que Deus lhe abençoe.

     

     

     

    default user iconJosé Roberto Lima ‒ terça, 29 maio 2012, 00:50 -03 # Link |

Você deve entrar no sistema para escrever um comentário.

Termo de Responsabilidade

Todo o conteúdo desta página é de inteira responsabilidade do usuário. O Stoa, assim como a Universidade de São Paulo, não necessariamente corroboram as opiniões aqui contidas.