Stoa :: Ocupação USP - Greve 2007 :: Blog :: COMITÊ CONTRA A REPRESSÃO NA USP

março 03, 2008

user icon

Antes de passar ao texto-informe, para quem quiser conferir, tem à disposição aqui vários textos dos decretos e também o termo de compromisso assinado pela reitora e os estudantes antes da desocupação da Reitoria.

********

Ocupação e espaços estudantis

ABAIXO A REPRESSÃO!

A ocupação da reitoria da USP foi o maior exemplo do movimento estudantil nos últimos anos e impulsionou uma série de ocupações nas universidades de todo o país.
Para tentar acabar com esse exemplo de luta e desmoralizar os que participaram das ocupações, as reitorias e os governos iniciaram uma campanha de repressão, que se intensificou durante as férias, com a retirada de espaços estudantis e abertura de sindicâncias para punir funcionários e estudantes.
Em resposta a esses ataques organizamos um comitê contra a repressão e convidamos a todos para se somarem contra esta campanha!

Alguns dos casos de repressão na USP:

  • Gabriel Cohn, diretor da FFLCH, lacrou o espaço dos estudantes de Ciências Sociais com concreto e quer retirar outros espaços
  • Dezenas de estudantes que participaram da ocupação foram chamados para depor durante o período de férias
  • Sindicâncias contra estudantes e funcionários permanecem
  • Estudantes sendo chamados para depor na Delegacia de Polícia
  • Repressão a vendedores de livros, venda de jornais e distribuição de panfletos
  • PM atuando no Campus
  • Controle das entradas
  • Instalação de câmeras nos prédios

PRÓXIMA REUNIÃO DO COMITÊ CONTRA A REPRESSÃO:

06/03 - Quinta-feira às 18h00 no espaço dos estudantes (Ciências Sociais)

********

PS: EU NÃO ME RESPONSABILIZO POR TEXTOS DE AUTORIA ALHEIA, APENAS POR SUA DIVULGAÇÃO.

Postado por Priscila Frohmut Fonseca em Ocupação USP - Greve 2007

Comentários

  1. Tom escreveu:

    Olá Frohmut.

    Gostaria de saber se você pode divulgar o bolão da greve para 2008. É possível? Certamente muitos dos nossos jovens que lutam pelo bem estar da maioria devem estar mais a par sobre o calendário da greve esse ano. Eles ainda poderão ganhar um livro!

    Grato. 

    default user iconTom ‒ segunda, 03 março 2008, 12:25 BRT # Link |

  2. Frohmut escreveu:

    rsrsrsrsrsrsrs

    Valeu, mas acho que vou levar coça se eu divulgar isso Tom, me desculpe, não sei se seria muito apropriado fazer uma coisa dessa em reunião.

    Se você achar melhor, posso retomar o uso da tag 'nnpp' pra TODAS novas postagens desse fórum, sem exceções, e me desculpe pelo incômodo.

    Inté.

    Câmbio desligo. 

    Priscila Frohmut FonsecaFrohmut ‒ segunda, 03 março 2008, 15:14 BRT # Link |

  3. Tom escreveu:

    Você pode fazer o spam do bolão depois da reunião de vocês. :-) rsrsrs

    Qual o problema em concorrer a dois livros por causa de algo que alguns acreditam ser para o benefício da maioria? ;-)

    default user iconTom ‒ segunda, 03 março 2008, 15:19 BRT # Link |

  4. Frohmut escreveu:

    Não acho que é um problema concorrer ao bolão... acho problema a divulgação.

    Não coloquei minha opinião na sua postagem justamente porque por enquanto todas as datas que eu tinha em mente alguém já comentou - eu ainda estou tentando penasr em outras, mas tá difícil ir além do que os outros já falaram de data de início da greve. :-/

    Quanto à palavra spam... eu detesto receber spam, deleto spams, denuncio spammers quando detecto um e tenho até repulsa pela palavra. Impossível eu fazer algo do gênero, por isso mesmo prefiro usar links nos meus blogs, pra não ficar divulgando nada via e-mail, coisa que eu acho um pé-no-saco. :-(

    Imagino que talvez alguns dos que já estiveram ou ainda vão estar em reunião já tenham lido isso que você postou - de tanto que eu uso o Stoa desde o ano passado, um monte de gente que me conhece anda "fuçando" um bocado do que rola por aqui já faz algum tempo. :-)

    Não citei a tag 'nnpp' à toa, justamente porque eu já tinha me decidido por fazer atualizações de textos menos recentes no fórum aqui atribuindo essa tag. Passei a usar na maioria dos casos, mas agora não usei por serem informações sobre coisa muito recente.

    Valeu pela segunda piada Tom, mas infelizmente... acho que não caiu a ficha pra eu rir dessa vez.

    Fui.

    PS: E na próxima me avise quando for pra rir, certo? Quem sabe, talvez assim eu consiga me lembrar que é engraçado ;-) 

    Priscila Frohmut FonsecaFrohmut ‒ segunda, 03 março 2008, 16:06 BRT # Link |

  5. Walrus escreveu:

    • Gabriel Cohn, diretor da FFLCH, lacrou o espaço dos estudantes de Ciências Sociais com concreto e quer retirar outros espaços

    O que isso tem a ver com a ocupação? Alguma ligação direta ou apenas especulação?

    • Dezenas de estudantes que participaram da ocupação foram chamados para depor durante o período de férias
    Onde nos termos de compromisso está escrito que isso não ocorreria? Se quisessem que isso não ocorresse talvez devessem ter sido mais explícitos quanto a isso, ao invés de aceitarem o documento da forma que está.
    • Sindicâncias contra estudantes e funcionários permanecem
    O documento dizia algo sobre a não permanência das mesmas?
    • Estudantes sendo chamados para depor na Delegacia de Polícia
    Isso já não foi dito antes, não (veja acima)?
    • Repressão a vendedores de livros, venda de jornais e distribuição de panfletos
    Quem sofreu essa 'repressão' e quais os argumentos dados pela Universidade? Aliás, o que seria tal 'repressão'? E novamente, o que isso tem a ver com os termos de compromisso do documento acima? Por acaso esse vendedores de livros são estudantes, professores ou funcionários da USP?
    • PM atuando no Campus
    Vou supor que quiseram dizer que aumentou a atuação, já que a atuação em si existia antes da ocupação. Quanto ao aumento, eu estou na Universidade praticamente todos os dias, ando de bicicleta nos mais variados horários e nos mais diversos locais e devo admitir que não notei aumento algum no número de policiais. Vocês teriam algum dado estatístico que demonstram esse aumento?
    • Controle das entradas

    Hummm, antes a USP possuia controle, não?  O que mudou?  Entro na USP  nos mais diversos horários (quase sempre acordo algum porteiro) e não notei diferença alguma (utilizo as portarias 1, 3, pedestre da São Remo, pedestre próximo ao ICB e raras vezes a portaria 2). Aliás, minto, notei uma diferença, na portaria de pedestre próxima ao ICB nunca mais anotaram meu número USP, nome e horário que entrei. 

    • Instalação de câmeras nos prédios
    Posso listar uma série de prédios que possuiam câmeras antes da ocupação. Vocês possuem algum dado e lista de prédios onde foram colocados tais câmeras somente após a ocupação? E acham que isso necessariamente implica alguma relação causa/efeito com a ocupação?

    default user iconWalrus ‒ segunda, 03 março 2008, 19:23 BRT # Link |

  6. Walrus escreveu:

    Ah sim, estou pensando em começar um movimento, o nome é: Abaixo a pixação contra a 'repressão'!

    Algum voluntário?

    default user iconWalrus ‒ segunda, 03 março 2008, 19:26 BRT # Link |

  7. Tom escreveu:

    Algum voluntário?

    Eu. 

    default user iconTom ‒ segunda, 03 março 2008, 20:06 BRT # Link |

  8. Frohmut escreveu:

    Não justifico textos alheios, como já deixei aviso. O máximo que eu poderia dizer a respeito é que colocaram dados que não são apenas os recentes - de resto, com certeza nem tenho o que comentar, porque obviamente apenas alguns dos intens dessa lista tratam de coisas muito recentes e com certeza eu não sou a única pessoa que sabe disso.

    Quanto às pixações, elas sendo o problema... poderia dizer que essa turma, além dessa galera e mais esse bando de pessoas constantemente perdem a noção das maluquices que fazem "em nome do movimento estudantil" pra depois terminarem no fim das contas brigando entre si em nome de suas siglas. Pixações são um das coisas que vi que fazem e nem mesmo param pra ouvir a opinião de quem não concorda com o que estão fazendo - eu mesmo já desisti de discutir esperando que esses malucos tivessem um mínimo de bom-senso e ao menos pensassem a respeito da opinião de quem não faz parte do grupinho deles.

    Isso se não for pra falar desses aqui, e mais essa gente aqui, que além de fazer mais brigas por siglas, ainda por cima têm a cara-de-pau de enganar meio-mundo dessa universidade com, digamos, palavras confortáveis pra todos, enquanto gastam e embolsam grana quando estão no controle da gestão de qualquer Centro Acadêmico ou do DCE, fazendo de conta que não sabem de nada. Tanto que têm grana pra pagar advogados enquanto quem não faz parte das panelinhas partidárias mal sabe o que fazer.

    Quando mais gente tiver consciência que siglas não são importantes pra fazer qualquer coisa no sentido de se mobilizar, ia ter bem menos manobra política e muito mais ação bem pensada. Seria bom que todo mundo soubesse que política não é apenas possuir ou concorrer a um cargo político, por eleição e atrelamento partidário. Infelizmente aqui não é assim, e não vou ficar só esperando pra ver depois os estragos feitos por pessoas malucas e sem-noção e/ou pilantras sem saber o que está acontecendo, por isso participo das discussões. Problemas à parte, a minha opinião é essa. Acho que desse assunto não tenho mais nada o que comentar, e talvez nem deva tentar, pois só de pensar em siglas partidárias eu já sinto dores de cabeça.

    Priscila Frohmut FonsecaFrohmut ‒ terça, 04 março 2008, 14:57 BRT # Link |

Você deve entrar no sistema para escrever um comentário.

Termo de Responsabilidade

Todo o conteúdo desta página é de inteira responsabilidade do usuário. O Stoa, assim como a Universidade de São Paulo, não necessariamente corroboram as opiniões aqui contidas.

              Pingar o BlogBlogs