Stoa :: USP Notícias :: Blog :: Morre Gilberto Dupas, ex-membro do conselho deliberativo do IRI

fevereiro 17, 2009

default user icon
Postado por USP Notícias

http://www4.usp.br:80/index.php/institucional/16200-morre-gil

falecimento
Morre Gilberto Dupas, ex-membro do conselho deliberativo do IRI
Morreu na madrugada de terça-feira (17) o professor Gilberto Dupas, membro do Conselho Deliberativo do Instituto de Relações Internacionais (IRI) da USP, aos 66 anos de idade, vítima de um derrame. Dupas foi professor visitante da Universidade Paris II (França) e da Universidade Nacional de Córdoba (Argentina). Em 1995, concebeu o Grupo de Análise da Conjuntura Internacional (Gacint), a partir do Instituto de Estudos Avançados (IEA) da USP, do qual também integrou o Conselho Deliberativo. Hoje o Gacint está integrado ao IRI.

Foi membro do Conselho Nacional de Avaliação do Ensino Superior (Conaes), do Ministério da Educação e Cultura, do Conselho do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (Cebrap), do Conselho Diretor da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e de seu Comitê de Planejamento Estratégico. No governo Montoro (1983-1987), ocupou os cargos de Secretário de Estado de Agricultura e Abastecimento e de presidente da Caixa Econômica do Estado.

Gilberto Dupas é autor de vários livros dentre eles Ética e Poder na sociedade da Informação e O mito do progresso (Editora Unesp) e Economia global e exclusão social (Paz e Terra). Em 2001 fundou o Instituto de Estudos Econômicas e Internacionais (IEEI), instituição sem fins lucrativos da qual foi presidente durante 8 anos. No IEEI, dedicou-se a pesquisas nacionais e internacionais sobre questões econômicas, políticas e sociais, além de jornadas temáticas que envolveram alguns dos principais pensadores do país.

Mais informações: (11) 3021-6900

Palavras-chave: nnpp

Postado por USP Notícias

Você deve entrar no sistema para escrever um comentário.

Termo de Responsabilidade

Todo o conteúdo desta página é de inteira responsabilidade do usuário. O Stoa, assim como a Universidade de São Paulo, não necessariamente corroboram as opiniões aqui contidas.