Stoa :: USP Notícias :: Blog :: Estação Ciência

dezembro 23, 2008

default user icon
Postado por USP Notícias

http://www4.usp.br:80/index.php/noticias/41-esportes-e-lazer/

Lazer
Estação Ciência
 A Estação Ciência é um órgão da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária da USP que realiza vários projetos de divulgação e ensino de ciências. Está instalada num antigo galpão industrial do bairro da Lapa, em São Paulo, aonde são exibidas exposições permanentes e temporárias sobre diversos assuntos científicos e educacionais.

As instalações, que recebem cerca de 200 mil visitantes anualmente, utilizam o surpreendente e a interatividade para despertar o interesse do público por temas considerados chatos por muitos, como física, matemática e geografia, por exemplo.

Além das exposições, a Estação também oferece cursos para a  capacitação de professores, empréstimo de kits de laboratório para a rede escolar e promove a alfabetização de crianças em situação de rua, entre outras atividades.


Dante Alighieri
Exposição Visões da Terra
Quando: até 18 de janeiro
Público alvo: pessoas de todas as idades

O homem sempre procurou explicações para o surgimento e funcionamento do planeta em que vive. Essa busca gerou os mais variados mitos explicativos e culminou nas teorias científicas que atualmente cumprem esse papel. A exposição Visões da Terra – Entre Deuses e Máquinas apresenta uma pequena história dessas explicações, mostrando como essas visões se modificaram através dos tempos, desde a antiguidade até hoje.

Hildegard de Bingen
Através de croquis, painéis, maquetes e vídeos o visitante toma conhecimento das idéias de diversos pensadores. Anaximandro de Mileto, um grego do século VI a.C., concebia um planeta cilíndrico e ordenado pelo princípio do equilíbrio. O pensamento medieval é representado por instalações dedicadas à Divina Comédia, de Dante Alighieri, e a Hildegard de Bingen, uma abadessa alemã do século XII que estudava botânica, zoologia e mineralogia.

A exposição avança no tempo e nos apresenta a ciência de Athanasius Kircher e Nicolau Steno, europeus do século XVII que formularam explicações geológicas sem recorrer à religião. O jesuíta Kircher acreditava que o centro do globo possuía diversas câmaras cheias de fogo e interconectadas por dutos. Ao atingir a superfície, os dutos formariam os vulcões. Steno é o pai da geologia, o primeiro a supor que os fósseis fossem restos de animais antigos incrustados nas rochas.

Athanasius Kircher
Por fim são mostradas as teorias científicas modernas: a teoria da evolução de Charles Darwin, a deriva continental, as glaciações e inundações marítimas cíclicas e a Teoria de Gaia, que concebe o planeta como um grande sistema em que os seres vivos modificam o ambiente e vice-versa.

“Ao final o visitante tem uma clara concepção de como a Terra funciona, porque estamos aqui e quais os reflexos da presença da humanidade na superfície do planeta”, diz Wilson Teixeira, professor do Instituto de Geociências (IGc) da USP e curador da exposição. Visões da Terra foi exibida originalmente no Museu da Universidade federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Teixeira, que já foi diretor da Estação, visitou a exposição em abril deste ano, gostou e resolveu trazê-la para São Paulo. “Me cativou o seu olhar multifacetado sobre o planeta. Achei que a exposição iria completar uma de nossas exposições permanentes, que fala sobre a Terra e o desenvolvimento sustentável.”


Serviço
A entrada custa R$ 2,00, exceto no primeiro sábado e no terceiro domingo de cada mês, quando é gratuita. Crianças até 5 anos e adultos com mais de 60 não pagam.

A Estação Ciência funciona de terça a sexta, das 8 às 18 horas e, nos finais de semana e feriados, das 9 às 18 horas, e fica na Rua Guaicurus, 1394, Lapa, São Paulo. Neste fim de ano estará fechada entre 22 de dezembro e 5 de janeiro, reabrindo normalmente no dia 6.

Mais informações: (11) 3673-7022, site http://www.eciencia.usp.br/


Fotos: Divulgação

Palavras-chave: nnpp

Postado por USP Notícias

Você deve entrar no sistema para escrever um comentário.

Termo de Responsabilidade

Todo o conteúdo desta página é de inteira responsabilidade do usuário. O Stoa, assim como a Universidade de São Paulo, não necessariamente corroboram as opiniões aqui contidas.