www.flickr.com
Este é um módulo do Flickr que mostra as fotos públicas de Mauricio Kanno. Faça o seu próprio módulo aqui.

Stoa :: Maurício Kanno :: Blog :: ecologia

Dezembro 11, 2008

default user icon
Postado por Maurício Kanno

O Natal costuma ser uma data para pensar em paz, amor, renascimento... assim como o Ano Novo. Assim, que tal dar uma olhada nos links abaixo, e refletir sobre o que você pode fazer no seu dia-a-dia para melhorar o mundo em que vivemos?

- Minha animação-documentário produzida em Flash no Japão, "Por Trás do Rebanho":

http://math-info.criced.tsukuba.ac.jp/~mauricio.kanno/

- Artigo no site Akatu da jornalista Jaqueline Ramos, "Os Impactos da Alimentação para o Meio Ambiente":

http://www.akatu.org.br/central/opiniao/2008/os-impactos-da-ali

- Entrevista para a revista Época do biólogo Sérgio Greiff, "Vegetarianismo a Favor do Meio Ambiente":

http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EDG74465-5856-421,00-V

- Relatório da FAO/ONU, "Livestock's Long Shadow": 

http://www.fao.org/docrep/010/a0701e/a0701e00.htm

- Dossiê da Sociedade Vegetariana Brasileira, "Impactos sobre o Meio Ambiente do Uso de Animais para a Alimentação": 

http://svb.org.br/vegetarianismo/downloads/livros/index.p

===

Este post foi feito aderindo proposta do Faça a sua Parte: http://www.verbeat.org/blogs/facaasuaparte/2008/12/o-natal-do-

Esta mensagem está sob a licença CreativeCommons Atribuição.

Postado por Maurício Kanno | 5 comentários

Março 24, 2008

default user icon
Postado por Maurício Kanno
Amanhã, dia 25 de março de 2008, às 19h30, na Umapaz da prefeitura de SP, no Parque do Ibirapuera, acontece a palestra gratuita "Nosso consumo de proteínas: desafio do século XXI?", ministrada pelo consultor belga Luc Vankrunkelsven.

O palestrante abordará os problemas ambientais e sociais da pecuária e do cultivo da soja, incluindo o fato de 80% dos grãos de soja do mundo se destinarem para a ração animal, a febre do biodiesel, além de mostrar alternativas, como pela criatividade de agricultores familiares no Brasil e Europa.

Vankrunkelsven fundou o Wervel (grupo de trabalho belga para agricultura justa e sustentável) e é consultor independente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar da Região Sul (Fetraf), para formação de lideranças para a Organização Mundial do Comércio (OMC), com especialidade na questão da soja.

O frei escreveu oito livros e centenas de artigos para jornais e revistas, boa parte sobre a soja e o problema da carne no mundo. Os últimos quatro livros na relação Brasil-Europa, dois deles traduzidos para o português. Desde 2003, o trabalha parte do tempo no Brasil, parte na Europa.

A palestra, que será em português, é organizada pela Sociedade Vegetariana Brasileira Nacional (SVB) e grupo Orientação para Conscientização Ambiental (OCA), com apoio da Universidade Aberta do Meio Ambiente e da Cultura da Paz (Umapaz), projeto da Secretaria do Verde e do Meio Ambiente da prefeitura de São Paulo.

Local: prédio da Umapaz, no Parque Ibirapuera, São Paulo, próximo ao portão 7-A, da Av. IV Centenário, 1268.

Mais informações: grupo-oca@svb.org.br , 5572-1004 (Umapaz) e site http://www.svb.org.br/sp/Luc/

Textos do palestrante disponíveis em: http://www.fetrafsul.org.br/index.php?option=com_content&task=view&id=318&Itemid=90

======

Maurício Kanno, jornalista colaborador SVB*OCA

(11) 9564-4568

Esta mensagem está sob a licença CreativeCommons Atribuição.

Postado por Maurício Kanno | 2 usuários votaram. 2 votos | 4 comentários

Novembro 11, 2007

default user icon
Postado por Maurício Kanno
oi, gente, queria compartilhar com vocês um curso e uma campanha em que estou participando, em São Paulo, Vila Mariana.

os espaços dos lixões nas periferias estão esgotados, e a prefeitura quer abrir mais, a população da periferia não quer, lógico, que é horrível e perigoso morar perto de lixão.

a Defensoria da Água, com outros órgãos, busca fazer a prefeitura e a população refletirem sobre o problema do lixo, como reduzir esta produção, o que fazer com ele, etc. É bom lembrar que há bilhões de reais envolvidos na brincadeira, pagando umas 18 empresas para mexer com o lixo, então tem muito intere$$e na jogada.

quem quiser se juntar ao grupo de estudos para estudar e propor soluções, e provavelmente ano que vem lançar um livro na Bienal do Livro com isso, fale comigo, ou com o próprio secretário da Defensoria das Águas, o Leonardo Morelli. ou simplesmente chega lá.

nossas discussões são sempre às segundas-feiras, às 19 horas, do lado do metrô Vila Mariana, no sindicato dos trabalhadores em editoras de livros.

segue artigo escrito sobre o assunto pelo Morelli: http://www.ecoagencia.com.br/index.php?option=content&task=view&id=2747&Itemid=2

e este é o site do sindicato onde nos reunimos: http://www.seel-sp.com.br/

meu e-mail: mauricio@kanno.com.br 

Palavras-chave: água, campanha, consumo, curso, defensoria, ecologia, livro, lixo, seel, sindicato, sustentabilidade

Esta mensagem está sob a licença CreativeCommons Atribuição.

Postado por Maurício Kanno | 8 comentários

Novembro 07, 2007

default user icon
Postado por Maurício Kanno

A Sociedade Vegetariana Brasileira acaba de publicar um dossiê sobre os impactos que a indústria da carne causa ao meio ambiente. A publicação mostra que os estragos vão muito além das queimadas e da pesca predatória. Para se ter uma idéia, um relatório da FAO (Food and Agriculture Organization), organismo das Nações Unidas para agricultura e alimentação, indica que os "estoques de animais vivos" - destinados a alimentar humanos - têm mais responsabilidade pelas mudanças climáticas do que todos os veículos automotores do mundo somados. A indústria da carne gera nada menos de 18% das emissões de metano e 25% das emissões de dióxido de carbono (CO2). Esses gases são os principais culpados pelo aquecimento global.

A criação de animais também responde por 64% de todas as emissões de amônia, a maior causadora da chuva ácida; e por grande parte das emissões de óxido nitroso, um gás 300 vezes mais poluente para a atmosfera do que o CO2.

Obtenha o trabalho em PDF em: http://svb.org.br/vegetarianismo/downloads/livros/index.php

---

As fontes desta pesquisa/dossiê que acaba de ser lançada são:

No Brasil: Cetesb; IBGE; Instituto Akatu; Instituto Cepa; Instituto Nina Rosa; Instituto Peabiru; Instituto de Pesquisas Amazônicas (INPA); Instituto Socioambiental; ONG Repórter Brasil; Relatório Unesco para o Fórum Mundial da Água; Sabesp; WWF Brasil.

No exterior: Conservation International; David Suzuki Foundation; Environmental
Justice Foundation; FAO/ONU - Food and Agriculture Organization of the
United Nations; Federação do Salmão-do-Atlântico; Greenpeace; Oxfam International; Relatório Our Food Our World - The Realities of an Animal-Based Diet; da Earth Save Foundation; Worldwatch Institute.

Documentário: Deep Trouble, da BBC.

Livros: Amigo Animal: Reflexões interdisciplinares sobre educação e meio ambiente, ética, dieta, saúde, paradigmas, de Paula Brügger; Ecologia:Cuidar da Vida e da Integridade da Criação, do CESEP; Fundamentos do Vegetarianismo, de Marly Winckler.

Artigo: Você já comeu a Amazônia hoje?, de João Meireles Filho.

Esta mensagem está sob a licença CreativeCommons Atribuição.

Postado por Maurício Kanno | 2 comentários

Outubro 09, 2007

default user icon
Postado por Maurício Kanno
1) No Brasil, segundo dados do IBGE e Instituto Cepa (de técnicos de agricultura), um boi precisa de 3 a 4 hectares de terra e produz em média 210 quilos de carne, no período de de 4 a 5 anos. Neste mesmo tempo e nesta mesma quantidade de terra, colhe-se, no Brasil, em média, 19 toneladas de arroz, ou 8 de feijão, ou 34 de milho, ou 32 de soja, ou 23 toneladas de trigo.

Tomando por referência a proteína contida, por exemplo, no arroz (8%), comparada àquela encontrada na carne (18,6%), chegamos ao seguinte:
-Se criarmos boi nos 3,5 hectares e nos 4,5 anos em média que precisa para estar apto a ser consumido, teremos 39 quilos de proteína.
-Se plantarmos arroz nesta mesma quantidade de terra e no mesmo período de tempo, obtemos 1520 quilos de proteína.

2) Produtos comestíveis que podem ser produzidos em um hectare de terra boa em quilos:

-Feijão 11.200
-Maçã 22.400
-Cenoura 34.900
-Batata 44.800
-Tomate 56.000
-Carne 280

Do estudo Our Food Our World, EarthSave Foundation, Santa Cruz.

[Fonte intermediária de 1 e 2: livro Vegetarianismo: Elementos para uma conversa sobre, de Marly Winkler.]

Estudo diz: pecuária é q mais desmata a Amazônia

04/09/07 - É a pecuária, e não a soja, a maior responsável pelo desmatamento na Amazônia. É isso o que diz um estudo divulgado pelo Conselho Regional de Economia do Distrito Federal (Corecon-DF) e que vai ser utilizado como base pelo Ministério da Integração Nacional para definir o planejamento territorial na região.

"A gente fica batendo na tecla errada, esquece o efetivo responsável e acaba adotando políticas públicas erradas", afirma Julio Miragaya, autor do estudo e coordenador-geral de Planejamento e Gestão Territorial (CGPT), ligado ao Ministério da Integração Nacional. "O fantasma da Amazônia não é a soja, é a pecuária".

Fonte: Valor Online

Matéria completa: http://noticias.uol.com.br/economia/ultnot/valor/2007/09/04/ult1913u75305.jhtm

Esta mensagem está sob a licença CreativeCommons Atribuição.

Postado por Maurício Kanno | 1 usuário votou. 1 voto | 16 comentários

Setembro 26, 2007

default user icon
Postado por Maurício Kanno
Só uma breve reflexão. Hoje conversei com meu amigo e ex-colega de trabalho Robson, que acompanha meu blog por RSS. Pedi sua opinião sobre vegetarianismo, meu tema principal. Ele disse que não concorda, e apesar disso gosta de ler o que escrevo.

Perguntei-lhe por que não concorda com o vegetarianismo. Ele disse ser algo radical, tirar a carne do prato. Mas concorda que é negativo o sofrimento desnecessário dos animais, além do impacto ambiental da pecuária, e os efeitos na saúde. Bem, se é assim, parece que meu amigo concorda com os motivos do vegetarianismo.

E talvez você também, caro leitor. Talvez você só não concorde com o "radicalismo" de tirar toda a carne do prato. Se isso é complicado, não precisa tirar tudo. O mínimo que você tirar, o pouquinho que você reduzir seu consumo de carne, os animais, o planeta, seu corpo e nossos descendentes agradecem muito!

Palavras-chave: alimentação, carne, concordar, desnecessário, ecologia, impactos, mínimo, parcial, radical, redução, reflexão, relativo, saúde, sofrimento, total, vegetarianismo, vegetariano

Esta mensagem está sob a licença CreativeCommons Atribuição.

Postado por Maurício Kanno | 26 comentários

Setembro 24, 2007

default user icon
Postado por Maurício Kanno

 Bela metáfora de tradições indígenas da América do Norte, mostrando como o humano destrói seu ambiente. Belo em recursos de animação e história. Este vídeo é o resultado do Animation Capstone Program de 2005-2006 da Universidade de Washington.


Leia sobre:

(Marcialuzz)-> ela me indicou o vídeo, que legendou; é coordenadora da OCA-SVB de SP.

As consequências das ações humanas, que já tem gerado tantas misérias para seres de outras espécies, podem se tornar motivo de extinção da própria espécie Humana.


Trecho da carta enviada por Gerald Hausman a Marcialuzz, tradução de Beatriz Medina:

A história do Menino, na verdade, fala de como tratamos, ou maltratamos, a Mãe Terra. Baseia-se em muitas lendas indígenas da América do Norte. Ouvi a história ser contada de várias maneiras por vários contadores, iroqueses, crows, sioux, navajos. Adaptei-a, tornei-a curta e definitiva, para que todos pudessem ver a alegoria de como estamos destruindo a Terra. Os americanos nativos gostaram da minha versão da história. June LaGrande, contadora de histórias cherokee, viajou e contou a história para onde foi. Depois que faleceu, seu filho, Ramon Shiloh, contou a história e ainda a conta. Ramon assessorou o desenho animado.

Professores primários da Rússia usaram a história em suas aulas. A história foi escolhida por professores americanos para ser apresentada a professores russos. Transformei-a num livro em áudio e o Menino começou a realmente viajar pelo mundo. Muitos professores a vêem como protesto contra o mau uso da energia nuclear.(Gerald Hausman)

Palavras-chave: ambientalismo, animação, arco, ecologia, índios, lenda, menino, metáfora, natureza, tradições

Esta mensagem está sob a licença CreativeCommons Atribuição.

Postado por Maurício Kanno | 1 comentário

Setembro 11, 2007

default user icon
Postado por Maurício Kanno
Eei, acabei de participar de um manifesto público (meu primeiro!) do Greenpeace e SOS Mata Atlântica, em frente ao Teatro Municipal, contra usinas nucleares...


Acredito que é importante dar apoio a este tipo de manifestação, e mostrar publicamente como certas coisas, como produção de energia nuclear, são perigosas. Há outras opções bem mais seguras e sustentáveis, como a energia eólica, por biomassa, bagaço de cana, além da solar, principalmente!

Sinceramente, eu não sou assim tão envolvido e estudioso do assunto de energias, e principalmente nuclear. Mas fui convidado a este evento (pois fui colaborador do Greenpeace, com pequenas quantias, por um período entre ano passado e este ano), e resolvi então verificar o que está ocorrendo na área.

Não vale a pena: perigo e insustentabilidade

Com algumas pesquisas, concluí que não vale a pena o risco pela energia nuclear. Com certeza o país precisa de energia, mas os caminhos alternativos indicados acima são bem mais recomendáveis. E é bom lembrar que até agora não se resolveu o lixo nuclear criado pelas usinas Angra 1 e 2.

Na manifestação, foram lembrados os mortos no acidente em Goiânia, há 20 anos atrás, além das várias outras pessoas vitimadas pela radiação. O governo FHC construiu a usina Angra 2, no Rio de Janeiro; não devemos permitir que nosso governo atual, Lula, construa a Angra 3, como tem planejado.

Mídia

Agora, o engraçado é que muitos fotógrafos e cinegrafistas foram lá, dispararam de monte suas câmeras, mas não vi cobertura na internet agora não... Sei lá, não vejo TV, quem sabe nos jornais tenha algo amanhã (posso visitar as bancas). Mas se nem na internet tem...

O fato é que o objetivo era um protesto pacífico e que não atrapalhasse passagens, sequer ao teatro. Mas parece que, se não não tem quebra-quebra, a mídia não divulga. Só se trata sempre de divulgar: "vejam como as pessoas que se manifestam são violentas!!!!" Se aparece um protesto pacífico, não serve pra ser noticiado. Os grandes editores parecem não querer mostrar manifestantes pacíficos e estimular a reflexão sobre esses temas.

Notícias do evento:
http://www.atarde.com.br/brasil/noticia.jsf?id=788169
http://www.greenpeace.org/brasil/nuclear/noticias/s-o-paulo-tambem-faz-ato-em-me

Participe da Campanha Nuclear Não:

http://www.sosmataatlantica.org.br/index.php?section=content&action=contentDetails&idContent=118

Mais informações:

Reportagem Agência Brasil: http://www.agenciabrasil.gov.br/noticias/2007/05/04/materia.2007-05-04.0511546785/view

Angra 3: http://www1.folha.uol.com.br/folha/dinheiro/ult91u323840.shtml
Acidente com o Césio: http://www.greenpeace.org.br/nuclear/cesio/flash_cesio.html
Escolhas de energia: http://www.greenpeace.org/brasil/nuclear/fazendo-as-escolhas-certas

[Foto: Greenpeace]

Palavras-chave: Angra, Angra 3, anti-nuclear, biomassa, ecologia, energia, eólica, Greenpeace, meio ambiente, nuclear, perigo, solar, SOS Mata Atlântica, sustentável, usina

Esta mensagem está sob a licença CreativeCommons Atribuição.

Postado por Maurício Kanno | 0 comentário

Agosto 19, 2007

default user icon
Postado por Maurício Kanno

Olha que legal!

Zona Leste ganhará 12,2km de ciclovia

Vai aumentar em 50% o tanto de ciclovias em SP... Só não sei quando. É lógico que isso ainda vai ser muito pouco absolutamente, mas claro que é um bom passo relativamente.

Veja o texto na íntegra, do Metrô News:

"Iniciativa integra o projeto Caminho Verde; custo total da obra será de R$ 9 milhões

Maria Domingues

Os moradores da Zona Leste terão uma alternativa mais econômica e mais rápida de locomoção - dependendo do tráfego de veículos -, com a implantação de uma ciclovia de 12,2 quilômetros, paralela à Radial Leste, entre as estações Tatuapé e Corinthians/Itaquera, da Linha 3 - Vermelha, do Metrô. A iniciativa integra o projeto Caminho Verde, apresentada ontem pelo governador José Serra (PSDB) e pelo prefeito Gilberto Kassab (DEM).

O projeto prevê ainda outras medidas de reurbanização, como a melhoria do sistema de iluminação, e a implantação de um novo projeto paisagístico ao longo da ciclovia, além da construção de bicicletário nas estações Carrão e Corinthians/Itaquera. O investimento é de R$ 9 milhões. Os recursos da Secretaria Municipal do Verde e Meio Ambiente serão repassados ao Metrô por meio de um convênio já assinado.

O projeto deverá aumentar em quase 50% o total de quilômetros de ciclovia na Capital. Dados da Secretaria do Verde e do Meio Ambiente mostram que São Paulo conta atualmente com menos de 30 quilômetros de ciclovia e pelo menos 250 mil bicicletas.

De acordo com Ivan Piccoli, coordenador de projetos de arquitetura do Metrô, não existe uma previsão de quantas bicicletas devem circular por essa nova via. O objetivo de construção dessa ciclovia é gerar um sistema, um novo elemento modal, que atraia demanda. "Estamos indo à frente de uma necessidade. O que sabemos é que já existem muitas pessoas que se valem desse trecho sem as mínimas condições de segurança", disse.

Piccoli afirmou que pelo menos 1,6 mil mudas deverão ser plantadas ao longo da ciclovia - uma a cada 7,5 metros. Serão espécies arbóreas de todos os portes, além de forrações, gramíneas e arbusto.

As lâmpadas de 900 postes serão re-qualificadas e a rede de alimentação elétrica passará a ser subterrânea, garantindo mais segurança ao ciclista ou pedestre, já que a via será de uso compartilhado.

Os biciletários terão 250 vagas, já contabilizando as vagas da Estação Guilhermina-Esperança, a pioneira, que já conta com 100 vagas."

Pró-Ciclista

Além disso, foi criado um grupo Pró-Ciclista na Prefeitura...

http://www.prefeitura.sp.gov.br/portal/a_cidade/noticias/index.php?p=9752

Repórter da Folha
Ah, interessante a experiência do repórter da Folha... http://www1.folha.uol.com.br/folha/equilibrio/noticias/ult263u3824.shtml

 

http://blog.kanno.com.br/2007/08/ciclovias-em-sp-aumentam-50.html 

Palavras-chave: bicicleta, ciclovia, ciclovias, ecologia, esporte, são_paulo, transporte

Esta mensagem está sob a licença CreativeCommons Atribuição.

Postado por Maurício Kanno | 6 comentários

Julho 02, 2007

default user icon
Postado por Maurício Kanno

Olá. Depois de um descanso no fim de semana (é, blogar também cansa e dá trabalho), publico algo bem importante: minha experiência de sexta-feira com uma empresa de bikeboy, uma ótima alternativa ao motoboy.

Mais ecológicos, mais baratos e até frequentemente mais rápidos que os motoboys.

Chamei um para me enviar um documento pela empresa, e conheci o Antônio Bezerra, 41 anos, que aparece nas fotos deste post, na Av. Francisco Matarazzo, São Paulo. Ele trabalha na Bike Courier há 7 meses, mas é o único da idade dele lá. Fala que, quando se vê alguém da idade dele, imagina que nem aguenta nada... Mas ele tem o físico super-preparado, são 20 anos de atletismo!

De fato, ele diz, para se trabalhar como bikeboy, é necessário ter o corpo preparado mesmo; mas não trocaria a bicicleta pela moto. Seus motivos são: moto é mais cara, é mais arriscada, menos segura, bike não leva multa, pode deixar em qualquer lugar, mais flexível no trânsito, pode passar quando os outros não podem. Além da vantagem óbvia, de não poluir e fazer exercício, né (mas isso ele nem comentou).

Ele também diz gostar de viagens mais longas, para Taboão, Zona Leste, Pico do Jaraguá, Santo Amaro... E ele é bem preparado, levando na mochila sempre equipamento para manutenção da bike, câmara nova...

 

Veio do Nordeste, e conta que percorria todo dia distâncias de Santo Amaro ao Horto Florestal, levando 600 pães.

Quanto ao retorno financeiro, concorda que acaba não sendo tão bom como para motoboys, mas acredita que está justo. E vale a pena.

Bem, saiba mais e indique: a empresa que chamei, sugerida por meu amigo Júlio Boaro, foi a Bike Courier: http://www.bikecourier.com.br/

Palavras-chave: ambientalismo, bicicleta, bike, bike courier, bikeboy, ciclista, ciclistas, ecologia, entregas, esporte, meio ambiente, motoboy

Esta mensagem está sob a licença CreativeCommons Atribuição.

Postado por Maurício Kanno | 11 comentários

Junho 26, 2007

default user icon
Postado por Maurício Kanno

http://blog.kanno.com.br/2007/06/ongs-ecolgicas-pueras-cia-eco-c

Bem, começando minha caçada por associações às quais eu possa me unir para contribuir na defesa do meio ambiente, a primeira ong que me retornou foi a ong Pueras, que trata de reciclagem.

Parece bem forte e autônoma, com várias atividades, como no Shopping Tatuapé e no Playcenter. Foi muito rápido o retorno, logo no dia seguinte, no sábado, pela Roberta. E quando telefonei, até pude conversar com um coordenador, o Rogério.

A segunda ong que me respondeu, diretamente por telefone, no domingo, foi a Cia Eco, do Carlos. Bem bacana ele, conversamos por muito, muito tempo. Ele pareceu bem interessado, inclusive me chamou pelo MSN e passou uns arquivos com seus projetos, foto de uma casa ecologicamente correta que está construindo perto do Zoológico e que espero conhecer em breve... Algo que me atraiu até é que haverá até um local que será um abrigo de aves, que as pessoas poderão visitar...

Eles procuram base estudantil universitária, e estão promovendo uma "olimpíada ecológica" nas escolas, que esperam que fique bem maior depois, com a participação de todas ou quase todas as escolas do Estado de SP.


A terceira ong que me respondeu foi o Caneco Verde, por e-mail. Nesta segunda-feira à noite (ontem). Vi o site deles, eles promovem visitação guiada em Paranapiacaba, ao todo 8 serras no estado de SP e nas divisas com Minas, Paraná e Rio de Janeiro.. Dá muita vontade de trabalhar com eles também, olhando as fotos (como a de cima) e tendo uma idéia do que fazem. Seria um contato bem próximo com a natureza.

Vamos ver. Quem sabe eu consiga contribuir um pouco com cada grupo, até me verificar com qual me identifico mais, para me dedicar mais para algum deles.

Saiba mais sobre minha empreitada num post que acabou não sendo publicado no meu blog do Stoa, mas está no meu outro blog: http://blog.kanno.com.br/2007/06/animao-e-ecologia.html

Palavras-chave: ambientalismo, caneco verde, cia eco, ecologia, educação, guia, matas, meio ambiente, pueras, reciclagem

Esta mensagem está sob a licença CreativeCommons Atribuição.

Postado por Maurício Kanno | 9 comentários

Junho 10, 2007

default user icon

Junho 09, 2007

default user icon
default user icon
default user icon

Junho 07, 2007

default user icon
default user icon
default user icon
default user icon
Postado por Maurício Kanno

http://mauricio-kanno.blogspot.com/2007/06/estatsticas-de-visitao-neste-bl

Bom, faz um tempo que tava querendo apresentar as estatísticas de visitação deste blog procê, caro leitor, bem, então aí estão.

2007 (número de visitantes / número de páginas visitadas)

Janeiro------44 / 90
Fevereiro---134 / 200
Março-------200 / 268
Abril-------447 / 609
Maio-------4509 / 5758
Junho-------342 / 512 (resultado parcial, só transcorrido um quarto do mês)

bacana, né? tá crescendo cada vez mais...

Houve um aumento estrondoso em maio... Isso foi devido a um post específico, que teve particular interesse: http://mauricio-kanno.blogspot.com/2007/04/no-vai-mais-ser-feriado-11-de-maio.html

Isso na verdade foi só apresentação minha de uma notícia do Terra falando que o governo recuou em deixar o 11 de maio como feriado no país, em homenagem ao nosso primeiro santo brasileiro (e viva!!!! guaratinguetaense, como eu e a família!) Frei Galvão. Veja só como todos ficam loucos por saber de feriado, heim!!! (eheh, e eu também, que fui o próprio autor do post, né, ahahah, mas foi mais pra divulgar minha terrinha, teve um super fundo sentimental nisso, viu!)

Por conteúdo

1- Veja só: em maio, esse único post do quase feriado teve 2.593 visitantes;

2- a página inicial do blog teve, em comparação, apenas 326 visitantes;

3- o terceiro link mais visitado no mês foi a "pasta" de posts sobre "animação" http://mauricio-kanno.blogspot.com/search/label/anima%C3%A7%C3%A3o, com 133 visitantes no mês (é de se esperar, dado o destaque para esse link, no topo do menu lateral e a mais ou menos tentativa minha de focar nisso...);

4- e, em quarto, o link da animação do filme "Deu a louca na Chapeuzinho", o http://mauricio-kanno.blogspot.com/2007/03/anima3-deu-louca-na-chapeuzinho.html, com 107 visitantes. Pelo visto a turma gostou dessa animação 3D baseado no popular conto da Chapeuzinho Vermelho...

-- Mas preferi muito mais o http://mauricio-kanno.blogspot.com/2007/03/chapeuzinho-vermelho-sabe-se-defender.html, muito mais divertido!!! A Chapeuzinha mandando ver golpes no lobo é ótima!!! E esse da animação que eu adorei nem ficou entre os 10 mais visitados em maio! Vai entender o público... (enfim, as pessoas são diferentes, uma habilidade importantíssima para qualquer ser humano e principalmente para o jornalista é essa capacidade de entender/sentir o lado do outro; mas também, né, tem o seguinte: esse filme do deu a louca é um filme mainstream, hollywood, enquanto o outro que gostei mais é uma produção independente...)

Pelo menos, esse post é o décimo mais visitado na estatística total, de 2007! Oba! Com 73 visitas únicas! Blz, então até que estamos afinados, sim, vai...

de todo modo, me parece que é importante eu me voltar mais pro foco deste blog que eu tinha anunciado há alguns meses, que é animação e animais... bem, sei lá, vamos fazendo conforme sentir que rola, ok?

Palavras-chave: animação, ecologia, nnpp, vegetarianismo

Postado por Maurício Kanno | 0 comentário

default user icon
<< Anterior