www.flickr.com
Este é um módulo do Flickr que mostra as fotos públicas de Mauricio Kanno. Faça o seu próprio módulo aqui.

Stoa :: Maurício Kanno :: Blog :: Peixe no aquário? Curta "A Fish with a Smile" e sinta-se aquarificado

agosto 05, 2007

default user icon
Postado por Maurício Kanno

Versão resumida (1 minuto e meio)

Versão integral (10 minutos)

Comentando

Assistindo a versão resumo deste premiado curta de Jimmy Liao, de Taiwan (ilha entre China e Japão), já dá pra pegar bem a idéia de "A Fish with a Smile" (traduzindo, "Um peixe com um sorriso"... título que para mim não tem nada a ver; mas no original taiwanês devia ter.). Pois é, a edição resumida consegue mostrar as partes essenciais sim; é até um belo exercício de síntese. Mas vale bem a pena acompanhar a versão completa, com cada um de seus detalhes sensíveis.

Basicamente, um homem que se afeiçoa muito a um peixe, e depois, colocando-se no lugar dele, se dá conta de que o animalzinho seria bem mais feliz solto, pelo oceano. É muito sensível o beijinho que eles se dão, como boa noite antes de dormir, quando o peixe ainda estava no aquário, e depois, quando já está livre. Isso mostra que a amizade, o laço entre os dois, ainda permaneceria. E é essa repetição que é tão marcante e sensível na obra.

O interessante é observar como, primeiro, é o peixe imerso no universo do ser humano, preso no aquário; no fim, é o ser humano imerso no universo do peixe, no pequeno barco. Não há mostras pelo peixe em si de que estaria infeliz lá dentro do aquário; ele parece conformado. Quem aparece desesperado é o homem, em seu sonho/viagem dimensional, colocando-se no lugar do peixe. E de fato, o ser humano frequentemente não percebe o que sentem os animais. Mas tem autonomia para sentir empatia por eles e melhorar suas condições de vida.

Bem, creio que foi via lista de discussão Veg Brasil que soube desta animação... Belo curta. Mas foi apenas hoje, quando resolvi realmente blogar e comentar sobre, que descobri que divulgaram somente a versão de um minuto e meio. Bem que achei que estava com cara de trailer... O original tem 10 minutos, como soube por meio de um texto no site do autor. E então pude assistir a versão completa.

Procurando Nemo

E agora, vamos sair por aí quebrando todos os aquários? É claro que não é tão simples. Seria bem possível que, logo após enfim o peixinho ganhar sua liberdade no oceano, fosse devorado por um peixão.

No longa animado Procurando Nemo, aparece bem essa questão dos predadores do mar. E também aparece a questão do aquário como prisão torturante para os peixes. (Até é o peixinho capturado e preso no aquário que motiva toda a aventura pelo oceano do peixe pai.)

Repare bem a diferença: enquanto o foco de Procurando Nemo, seu ponto de vista, é dos peixes, em A Fish with a Smile o foco fica nas emoções humanas. Mas nas emoções de um ser humano se "comunicando" com o peixe, sentindo algo "comum", sentindo o que ele deveria estar sentindo.

O interessante é que ambos os filmes abordam, muito bem, esse tema delicado: como o ser humano deixa animais cativos (e confinados em um espaço reduzidíssimo) por motivos egoístas, e como isso os faz sofrer. Por mais que possa haver um laço afetivo entre humano e peixe, por que um pode ter sua liberdade e o outro não? De todo modo, o importante é chamar a atenção para tal questão.

Linguagem

Ah, claro, é importante notar como a linguagem do filme é poética, com uso bem refinado e exclusivo da música, ao invés das falas. Cada vez mais percebo a importância da música na animação e nos filmes em geral para passar a mensagem, dar o tom da narrativa. Um dos resultados é que dispensa legendas, é mais fácil para internacionalizar o filme.

Premiado

Bem, não posso deixar de mencionar que o filme foi selecionado e premiado no 56o Berlin Film Festival, na Alemanha. Mas não foi só isso; também há vários outros, como melhor animação do Skyy Vodka Short Film Competition do 29o Hong Kong International Film Festival 2005; melhor filme de Taiwan no Taiwan International Children's TV & Film Festival 2006; além de ter sido selecionado para outros festivais no Japão e em Londres, de 2005.

Ah, claro, e é um filme de Taiwan; até é interessante como no site do autor, Jimmy Liao, conta-se que ficam orgulhosos por dizer que é "Made in Taiwan", em referência a tantos produtos industrializados vendidos por aí a rodo no Brasil e em todo o mundo, de modo que a frase ficou até banal. Mas não é só isso, Taiwan também produz cultura e reflexão.

Vou citar apenas um trecho do que o autor diz em seu site: "I owned a fish that was as loyal as a dog, as considerate as a cat and as caring as a lover. She always wore a smile..." (Eu tinha um peixe que era tão leal quanto um cachorro, tão atencioso quanto um gato, e tão cuidadoso quanto um amante...)

Leia mais

Leia mais sobre liberdade animal, no caso dos gatos, em meu post Desabafo no Orkut sobre Castração de Gatos, em 21 de março. Lá, além da castração propriamente dita, o que já é restringir a liberdade deles de namorar e exercer seu direito mais natural; discuti a questão de os gatos domésticos não terem a liberdade nem de sair para passear. Tudo isso em nome de sua segurança. É um dilema que eu vivo também. Aliás, isso parece muito com a discussão sobre os pais humanos darem ou não liberdade mais cedo ou mais tarde para os seus filhos humanos saírem de casa e fazerem isto ou aquilo...

Tenho dois gatos, e eles não têm a permissão de sair. (Aliás, eu também tive um peixinho Beta, antes dos meus gatos... Ele foi o meu primeiro animalzinho de estimação pelo qual eu fui o responsável mesmo, não de família; mas ele morreu tão rápido, o Aurobindo... fiquei tão triste; viveu só alguns meses, ou um mês e pouco só comigo.)

Leia mais sobre o filme no site do autor do curta, em inglês: JimmySpa.com.

Esta mensagem está sob a licença CreativeCommons Atribuição.

Postado por Maurício Kanno

Comentários

  1. sheila. escreveu:

    Olá Maurício,

    Muito pertinente seus comentários sobres os animais. Principalmente sobre a castração dos mesmos. Adorei o curta de Jimmy Liao e principalmente a música do final da versão integral, a mesma que aparece na versão de 1 minuto. Você sabe o nome e autor da música?

    Obrigada,

    abçs...Sheila 

     

     

    default user iconsheila. ‒ quarta, 09 abril 2008, 11:14 -03 # Link |

Você deve entrar no sistema para escrever um comentário.

Termo de Responsabilidade

Todo o conteúdo desta página é de inteira responsabilidade do usuário. O Stoa, assim como a Universidade de São Paulo, não necessariamente corroboram as opiniões aqui contidas.