Stoa :: ON :: Blog :: Glória Kreinz

Setembro 14, 2009

default user icon
Postado por ON

A INTENÇÃO DESTE TRABALHO É MOSTRAR QUE BELEZA, SENSIBILIDADE E DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA PODEM CAMINHAR JUNTAS

SAIBA ISTO E MAIS SOBRE O BOLETIM DA CÁTEDRA UNESCO NJR/ECA/USP

http://www.eca.usp.br/nucleos/njr/catedra/

 

POESIAS DE JOSÉ REIS E MARCELO ROQUE EM http://cinciaepoesia.blogspot.com/

ALZHEIMER

                                       Por vezes,
                                 lembranças se vão,
                                         assim,
                             como as águas dos rios
                                     No entanto,
                                     eu bem sei,
                               que vão-se as águas,
                                  mas ficam os rios



 



 Cientistas britânicos, espanhois e franceses, conseguiram identificar
 três genes que têm relação com a doença de Alzheimer, o que irá
 ajudar e muito em uma maior compreensão e, consequentemente,
 num melhor tratamento da doença
 O Mal de Alzheimer, atinge cerca de 26 milhões de pessoas em todo
 o mundo, e têm como caracteristicas, as perdas graduais da memória,
 do raciocício e da capacidade motora

 

VEJA AINDA SOBRE CIRO MARCONDES FILHO, CIBERESPAÇO,LANÇAMENTO DE LIVROS E MUITO MAIS NO BOLETIM NA CÁTEDRA UNESCO NJR/ECA/USP

Palavras-chave: ciência, divulgação científica, equipe njr/eca/usp, Glória Kreinz, Marcelo Roque, poeta deste blog

Este post é Domínio Público.

Postado por ON | 0 comentário

Setembro 07, 2009

default user icon
Postado por ON

Ver imagem em tamanho grande

http://cinciaepoesia.blogspot.com/ VEJA TAMBÉM O MANIFESTO ANTROPÓFAGO

SETE DE SETEMBRO-O GRITO QUE NÃO DEMOS

                                       Não,
                          aquele grito não foi meu,
                   ele nem mesmo cabia na minha boca,
              e nem na boca de ninguém que eu conhecia
                             Era pomposo demais,
                              empostado demais,
                                dourado demais,
                              e sofrido de menos
                    Era mesmo um grito para ser dado
                            do alto de um cavalo,
                                bem escovado
                                    e selado;
                                 e não do chão,
                                    descalço
                     e com a enxada entre as mãos
                             

  Deixo aqui o meu protesto, contra a falsa independência do Brasil,
  tendo em vista que, ela foi elaborada pela elite dominante daquela
  época, que em momento algum, defendia os interesses populares,
  muito pelo contrário, dentre outras coisas, defendia a manutenção
  dos latifúndios e a continuação da escravatura em nosso país
  Por esta razão, o dia sete de setembro, deveria sim ser lembrado,
  como o dia, em que o povo não gritou às margens do Ipiranga ...
                            

Marcelo Roque


 

 

Este post é Domínio Público.

Postado por ON | 0 comentário

Agosto 23, 2009

default user icon
Postado por ON

DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA:OLHARES -V.12 DA COLEÇÃO DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA DO NJR:http://wwwecauspbrnjr.blogspot.com/

UM CERTO JOSÉ ...

              Peço aqui, licença poética ao grande Drummond,
              pois, também quero indagar, um certo José ...




                                        José ...
                                   E agora, José ?
                                  A pose acabou,
                                   o tom apagou,
                                   o voto sumiu,
                                 a cadeira esfriou,
                                   e agora, José ?
                                   E agora, você ?
                             você que é sem terno,
                              que foge dos outros,
                            você que desfaz versos,
                               que cala, contesta,
                                   e agora, José ?

                                Está sem ninguém,
                                 esta sem recurso,
                                esta sem caminho,
                                já não pode correr,
                                 já não pode parar,
                                mentir já não pode,
                                 a cadeira esfriou,
                                  o gozo não veio,
                                  o clima não veio,
                                   o tipo não veio,
                                   não veio a folia,
                                   e tudo acabou,
                                     e tudo ruiu,
                                    e tudo gelou,
                                    e agora, José ?

                                    E agora, José ?
                                  sua doce falácia,
                               seu instante de plebe,
                                  sua turra e vudu
                                 sua brinquedoteca,
                                  sua fava de ouro,
                                 seu terço de vidro,
                                   sua prepotência,
                                seu dólar - e agora ?

                               Com o cetro na mão
                                quer fechar a porta,
                                  não existe cetro ;
                                 quer viver  no mar,
                                 mas o mar morreu;
                              quer ir para o Amapá,
                               Amapá não há mais,
                                    José, e agora ?

                                 Se você curvasse,
                                 se você tremesse,
                                 se você dançasse
                                  a valsa do adeus,
                                  se você sumisse,
                               se você embrenhasse,
                                  se você mudasse ...
                                mas você não muda,
                                 você é tolo,  José !

                                Sozinho e obscuro
                              qual mato-sem-bicho,
                                   sem ideologia,
                                sem bancada nua
                                 para se escorar,
                             sem tapete vermelho
                                que seja voador,
                              você marcha, José !
                                José, para onde ?



               

Estamos passando por um momento de profunda tristeza política,
onde o nosso Senado, através de seus "excelentíssimos" senadores,
vem nos proporcionando um deprimente e vexatório espetáculo
de abuso de poder, e total desrespeito à sociedade ...
Sabemos que "José Sarney", não é o grande malfeitor nesta estória;
sua saída, não seria suficiente para colocar ordem na casa, porém,
é evidente que sua permanência, se tornou moralmente insustentável
Agora, uma coisa é fato, o Senado é apenas um reflexo do que acontece na política brasileira como um todo ...
E esta postura passiva de nossa sociedade diante dos mandos e desmandos daqueles que, deveriam nos representar, sem dúvida, é
a pilastra que sustenta toda esta "politicagem" no mais fiel estilo
coronelista dos velhos tempos ...
Que o nosso povo não têm um histórico de participação em relação aos
assuntos políticos de nosso país, já sabemos; Que fomos doutrinados,
desde os tempos do Império, a dar viva ao rei,(seja ele quem fosse) e
colocar em suas mãos, o destino de nossa terra, nossos filhos e nossos
sonhos; também já sabemos; e é justamente por saber disto tudo, que
devemos dar um basta ! Um basta a este "paternalismo" que nos
mantêm aprisionados à um regime praticamente feudal ... Onde mesmo sem percebermos, acabamos dando "vivas" a tantos "Josés", Renans, Collors, e ACMS da vida !
E diante disto tudo, eu volto a perguntar :
E agora, você ?


 
 
   
                                 
Marcelo Roque

Este post é Domínio Público.

Postado por ON | 0 comentário

Julho 10, 2009

default user icon
Postado por ON

www.eca.usp.br/nucleos/njr/curso

CURSO DE DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA-NJR/ECA/USP

Faça sua inscrição no Curso de Divulgação Científica do NJR!

INÍCIO DAS AULAS EM AGOSTO-20009

Inscrições abertas para o segundo semestre de 2009

Jornalista e Poeta conversam sobre liberdade no 9 de julho

Glória Kreinz divulga: O jornalista Celso Lungaretti e o Poeta Marcelo Roque conversaram sobre o Feriado do dia 9 de julho e a noção de liberdade no Blog Sarau Para Todos. Selecionei parte deste diálogo para este Blog, afim de que possamos refletir sobre a noção de liberdade, sempre presente no NJR/ECA/USP . Glória Kreinz

Eis parte do texto de Celso Lungaretti:

“A esquerda também não associou-se à chamada Revolução Constitucionalista, por considerá-la uma mera disputa de poder econômico entre setores da burguesia. Para os discípulos de Stalin, direitos constitucionais não passavam de perfumaria.

O certo é que a liberdade nunca deu muito ibope no Brasil. Não fosse uma lei que facultou a criação de feriados estaduais, nem mesmo em São Paulo seria reverenciado esse episódio da eterna luta contra o despotismo, que move os melhores seres humanos através dos tempos. Restariam apenas as comemorações melancólicas dos velhinhos remanescentes de 1932.”

Marcelo Roque disse:
Celso, vc é brilhante, como sempre !
Como bem disse, esta tal "liberdade", parece não dar muito ibope por aqui mesmo; talvez pelo fato de nosso povo, nunca ter sentido sequer o seu aroma mais longínquo! Parabéns por ser um destes, que ostentam gloriosamente, a suada bandeira da indignação!

Abraço !

Marcelo Roque

Celso Lungaretti respondeu:

Marcelo,

eu sou muito sensível a isso por ter pertencido à Geração 68, provavelmente a mais libertária de todos os tempos no Brasil.

Então, percebia bem a rejeição com que éramos então recebidos nos Estados menores; o repúdio que foi se cristalizando mais tarde mesmo em grandes centros; e a obstinação rancorosa da esquerda em combater o "legado de 1968".

No meu livro eu conto como despertou polêmica a minha sugestão de colocar num jornal alternativo, feito na ECA/USP, um texto sobre a efeméride: 10 anos do maio de 1968.

Ora, jornalisticamente tinha tudo a ver. Mas, as tendências esquerdistas uspianas queriam passar uma borracha em cima de nossa primavera.

Um forte abraço!

Observação: O livro citado por Lungaretti é NAUFRAGOS DA UTOPIA

Palavras-chave: Celso Lungaretti, divulgação, Gloria Kreinz, liberdade, Marcelo Roque

Este post é Domínio Público.

Postado por ON | 0 comentário

Abril 22, 2009

default user icon
Postado por ON

Richard Dawkins  estará em Paraty

dando conferência e a equipe do NJR-ECA-USP,como o poeta Marcelo Roque, exporá poesias como Sementes.

SEMENTES

                                Precisamos replantar
                                    em algum lugar
                               onde existam árvores
                                      cachoeiras
                                         lendas
                                    e montanhas
                            as crianças de Chernobil

Marcelo Roque

Realização, Apoio Institucional. Associação Casa Azul · Prefeitura Municipal de Paraty · Lei de Incentivo à Cultura · Ministério do Turismo- início de 1 a 5 de julho.

Richard Dawkins

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

 

Foto recente de Richard Dawkins ,

Clinton Richard Dawkins (Nairobi, 26 de março de 1941) é um eminente zoólogo, etólogo, evolucionista e popular escritor de divulgação científica britânico, natural do Quênia, além de professor da Universidade de Oxford.

Dawkins é conhecido principalmente pela sua visão evolucionista centrada no gene, exposta em seu livro O Gene Egoísta, publicado em 1976. O livro também introduz o termo "meme", o que ajudou na criação da memética. Em 1982, ele realizou uma grande contribuição à ciência da evolução com a teoria, apresentada em seu livro O Fenótipo Estendido, de que o efeito fenotípico não se limita ao corpo de um organismo, mas sim de que o efeito influencia no ambiente em que vive este organismo. Desde então escreveu outros livros sobre evolução e apareceu em vários programas de televisão e rádio para falar de temas como biologia evolutiva, criacionismo, religião.

Ele também defende e divulga correntes como o ateísmo, ceticismo e humanismo. Também é um entusiasta bright e, como comentador de ciência, religião e política, um dos maiores intelectuais conhecidos no mundo. Esses assuntos são devidamente retratados em seu mais recente livro, "Deus, um delírio", livro que já é best-seller em vários partes do mundo. Através de diversos fatos científicos, Dawkins nos mostra sua teoria da inexistência de Deus. Em enquete realizada[carece de fontes?] pela revista Prospect em 2005, sobre os maiores intelectuais da atualidade, Richard Dawkins ficou com a terceira posição, atrás somente de Umberto Eco e Noam Chomsky.

Este post é Domínio Público.

Postado por ON | 1 usuário votou. 1 voto | 0 comentário

Abril 07, 2009

default user icon
Postado por ON

clique foto maior  CRODOWALDO PAVAN diante da poesia de MARCELO ROQUE gostaria da polêmica proposta.

Ainda presente em mim o espírito do agnóstico Prof. Crodowaldo Pavan, único representante que o Brasil tinha na Academia de Ciências do Vaticano. Parece que o vejo lendo a poesia de Marcelo Roque  e sorrindo diante da polêmica que iria produzir entre os religiosos. Para ele o que importava era a fé/amor que transpunham limites e mundos, base de toda criação. A história fará justiça a tudo que fizemos; Glória Kreinz:

CRIATURA E CRIADOR

                           O Homem inventou Deus
                                que por sua vez
                              reinventou o Homem
Marcelo Roque
Enquanto o sentimento persistir tudo estará salvo, Criatura e Criador...Assim pensava Pavan, isso aprendi eu, e agora só, longe de Pavan nessa Semana Santa, posso pensar/sentir melhor sobre isso...
OBS.Na foto, ao lado do caixão de Pavan, Ricardo Crede, Mauro Celso,Renato Pignatari,Marcelo Afonso, Glória Kreinz, Otávio Henrique Pavan e Lígia Pavan no velório no Istituto de Biologia.Parte da equipe que ele considerava sua família...NJR/CÁTEDRA/ABRADIC, filho e sobrinha...dia 3/4/2009...juntos...sempre...

Este post é Domínio Público.

Postado por ON | 0 comentário

Março 28, 2009

default user icon
Postado por ON
Sempre é bom pensar as relações entre o efeito maquínico que as Novas Tecnologias podem trazer sobre o meio ambiente e o homem. Neste sentido o vídeo com a música técno e o evento que apresentamos são um bom momento de integração/reflexão em torno deste fazer/sentir que marca nosso momento cultural.Seria bom estar presente  neste encontro com marcas de comunicação/divulgação no ciberespaço. A poesia de Marcelo Roque que fala de "cardumes cibernéticos" veio completar a proposta da discussão, eis então "Piracema" .
Glória Kreinz
Onde?
March 29 to April 2, 2009
MIS (Museu da Imagem e do Som) e CCSP (Centro Cultural São Paulo)
São Paulo, Brazil
LOCAL
MIS - Museu da Imagem e do Som [http://www.mis-sp.org.br]
Avenida Europa, 158, Jardim Europa, São Paulo
tel: 2117 4777

"PIRACEMA"

MARCELO ROQUE

                                Eu já posso até ver
                              cardumes cibernéticos
                           com seus chips brânquiais
                       e escamas com micro-sensores
                             massageando os egos
                           dos rios Pinheiros e Tietê
 



                     (Sobre notícia vinculada pela imprensa,
                    que fala da invenção do peixe robô, que
                    irá auxiliar na fiscalização dos índices de
                    poluição dos mares e rios)
Marcelo Roque
Divulgação Científica Glória KreinzG.K.
 
In the wilderness, Koert Van Mensvoort

Entre os dias 29 de março e 1º de abril acontece em São Paulo o encontro internacional Paralelo - Tecnologia e Meio-ambiente, que reunirá artistas, designers e pesquisadores do Brasil, do Reino Unido e da Holanda para discutirem práticas interdisciplinares e colaborativas que aproximam arte, ciência e ecologia.

apresentação / presentation

programação aberta / open programme

atividades fechadas ao público, com transmissão online /
online programme

bate-papo no IRC (como usar) / IRC chat (how to use it)

link para transmissão online, ativo somente nos horários do evento / webcast

FONTES DO TEXTO:

http://recantodasletras.uol.com.br/autores/marceloroque
BLOG-SARAU PARA TODOS-http://sarauxyz.blogspot.com/
http://www.forumpermanente.org/.event_pres/encontros/paralelo-tecnologia-e-o-meio-ambiente/paralelo-tecnologia-e-meio-ambiente/

Postado por ON | 0 comentário

Março 24, 2009

default user icon
Postado por ON

Na tese que Paulo da Silva Quadros apresenta  dia 01de abril para obtenção do grau de doutor há propostas interessantes.EPISTEMOLOGIA DA LEITURA: UM CAMPO INTERPRETATIVO DE INSERÇÃO DOS MEIOS DIGITAIS NO CONTEXTO ESCOLAR visa investigar como formas de leitura podem representar um campo interpretativo que possibilite a inserção dos meios digitais dentro do contexto escolar. Na página 222 o autor cita Glória Kreinz qdo diz que não há diferença entre jornalismo científico e divulgação científica.Vale a pena conferir, ao som da música do Kraftwerk e sua música nascida como arte no ciberespaço.

VEJA TAMBÉM O ÚLTIMO NOTÍCIAS ABRADIC

NOTÍCIAS ABRADIC - N° 94 - Março de 2009

Nesta edição:

BIG BANG começa bem o outono divulgando CIÊNCIA E TECNOLOGIA com entusiasmo: Vídeo e Poesia
Glória Kreinz

Divulgação Científica no Séc. XXI:
Poeta do Orkut - Marcelo Roque - "Braille"
Marcelo Roque


Ressuscitou o carro elétrico?

Yuri Gonzaga


O USO DA IMAGEM NA DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA: Os Cientistas
João Garcia

 

 

Palavras-chave: artes, ciberpaço, comunicação, divulgação científica, Glória Kreinz, jonalismo científico, música, poesia

Postado por ON | 0 comentário

Março 22, 2009

default user icon
Postado por ON

 A idéia é trazer otimismo para começarmos bem uma nova estação do ano e divulgarmos ciência e tecnologia com o entusiasmo que merecem, então vídeo e poesia, entrosamento de artes, estão aí para nos lembrar que vida é movimento e nisto fazemos o melhor como divulgadores científicos.Marcelo Roque e Big Bang para incentivar o início da estação e marcar nossa existência no ciberespaço.Glória Kreinz

CRIAÇÃO DO UNIVERSO

Marcelo Roque

                                Entre os lábios
             uma inquietude como nunca antes sentida
                 espalha-se por cada grão de silêncio
                 As peles desenrolam-se inteiramente
                prontas para tornarem-se pergaminhos
                             E os olhares então
                          aceleram os corações
   culminando no mais espetacular e impactante dos beijos
                                   Big Bang

Postado por ON | 0 comentário

Março 15, 2009

default user icon
Postado por ON

HOMENAGEM A LOUIS BRAILLE - 14/03/2009 
Marcelo Roque.

O DIVULGADOR CIENTÍFICO NÃO PÁRA.EIS UM BELO EXEMPLO DISSO NO POEMA DE MARCELO ROQUE, POETA DA EQUIPE DO NJR/ECA/USP.  

BRAILLE

                                Num estalar de dedos
                                  ilumino a escuridão
                                       e enxergo
                                      muito além
                                de onde meus olhos
                                         um dia
                             imaginaram poder chegar




                   (1809 - 2009 - duzentos anos de nascimento
                   de Louis Braille, o inventor do sistema Braille
                   de escrita para deficientes visuais )
Marcelo Roque

Postado por ON | 1 comentário

Março 12, 2009

default user icon
Postado por ON

http://pt.wikipedia.org/wiki/Gl%C3%B3ria_Kreinz

www.eca.usp.br/nucleos/njr/curso

CURSO DE DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA-NJR/ECA/USP

Faça sua inscrição no Curso de Divulgação Científica do NJR!
TELEFONES: 3091-4021/ 91858655
 
INÍCIO DAS AULAS EM  fevereiro de 2010

Inscrições abertas para o primeiro semestre de 2010
ÚNICO COM APOIO DA ABRADIC, CÁTEDRA UNESCO JOSÉ REIS DE DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA,NJR/ECA/USP

DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA NO SÉCULO XXI -- Nesta edição  do Boletim eletrônico da Catedra UNESCO da USP em divulgação científica, leiam:



Wikipedia, Google, Cátedra UNESCO de Divulgação Científica procuram abertura de conhecimento

Glória Kreinz

Divulgação científica e poesia: Poeta do Orkut - “Flor do Sertão”
Homenagem ao Dia Internacional da Mulher
Marcelo Roque

A ABRADIC informa que estão abertas as inscrições para o PRÊMIO JOSÉ REIS -2009

Abuso de absurdos
Yuri Gonzaga

As ideologias nunca vão nos deixar
Irana Mariano

 

Wikipedia, Google, Cátedra UNESCO de Divulgação Científica procuram abertura de conhecimento

Glória Kreinz


Divulgação Científica

A Wikipedia contribui nos debates sobre divulgação científica, assim como o Google, a Internet, e todas formas de comunicação conquistadas pela informática, no século XXI. É uma enciclopédia aberta, como a linguagem da divulgação científica é uma linguagem pública, procurando atingir o maior número de pessoas possíveis. Isto pensava José Reis, e divulgadores científicos que se impuseram nesta área de conhecimento.Abertura de conhecimento é a meta comum.

Embora isto seja óbvio, é preciso estar alerta, pois pode haver discordâncias que tentem tirar este caráter abrangente do ato de comunicar ciência e tecnologia, tentando colocar impasses acadêmicos, esquecendo os grandes temas que exigem tratamento crítico e pormenorizado. Destacamos o papel da Cátedra UNESCO José Reis e tentamos avaliar seu papel, nas palavras de Célio da Cunha, no livro Círculos Crescentes:

“A Cátedra UNESCO José Reis tem condições de projetar-se como núcleo de excelência, fecundando e irradiando para outras regiões do país e da América Latina, o compromisso de Budapeste de tornar a ciência um bem comum de todas as pessoas. Nessa oportunidade, não poderia deixar de expressar o agradecimento da UNESCO aos pesquisadores e cientistas que abraçaram a idéia de criação dessa Cátedra, especialmente a Crodowaldo Pavan, cientista emérito que, em sua brilhante trajetória acadêmica e profissional, sempre apoiou e deu ênfase à divulgação científica; a Ciro Marcondes, autor do projeto que foi aprovado e elogiado em Paris e, a Glória Kreinz, cujo dinamismo e liderança convertem-se de forma crescente em fator importante para o desenvolvimento da Cátedra”.

“Os agradecimentos da UNESCO se estendem à Reitoria da Universidade que tanto na gestão do Reitor Adolpho Melfi, quanto da atual Reitora Suely Vilela, aqui representada pelo Vice-Reitor, Franco Maria Lajolo, não faltaram com o seu apoio para essa iniciativa.Por último, quero também aproveitar a oportunidade para dizer que a Cátedra, recebendo o nome de José Reis, presta mais uma homenagem à memória de uma figura ímpar da comunidade científica brasileira que tanto se empenhou em mostrar a relevância da divulgação científica e que a UNESCO soube reconhecer outorgando-lhe um dos mais expressivos prêmios da Organização, o Prêmio Kalinga de Divulgação Científica; como também as homenagens da UNESCO a Júlio Abramczyk, presente nesta solenidade, que há mais de 40 anos, na Folha de São Paulo, seguindo a trajetória inspiradora de José Reis, dedica-se a divulgação científica, colocando semanalmente à disposição do público conhecimentos científicos importantes para a vida das pessoas.”

Conforme se observa a proposta da Cátedra UNESCO e tornar sempre disponível o conhecimento. Nem tudo foi assim ou é assim e José Reis mencionava atitudes furtivas, que iriam contra os princípios democráticos de divulgar ciência e tecnologia. Em nome da Cátedra e da ABRADIC- Associação Brasileira de Divulgação Científica, mencionamos algumas destas preocupações, quando José Reis,por exemplo, denunciava, com tristeza, na Revista Anhembi, de janeiro de 1955: "Víamos técnicos a se guerrearem e combaterem, desmerecendo-se uns aos outros na luta pela conquista de vantagens."

Sempre superando a pequenez do cotidiano, o Dr. José Reis esteve acima de posturas menores, procurando escrever e falar sobre problemas que afetavam a comunidade, procurando melhorá-la como um todo, tentando fazer avançar o conhecimento como exercício da cidadania, procurando superar todos os limites. Gostamos de pensar, como José Reis: "Fizemos o que pudemos", e nesta linha continuaremos, procurando os círculos crescentes, com Rainer Maria Rilke, José Reis e todos que acreditam “na espiral rumo ao infinito”. A tentativa de colocar limites não é nova e gostamos de lembrar nossos pesquisadores e alunos.

Lembramos também das coisas boas, tais como que a Wikipedia faz parte da divulgação científica do NJR/ECA/USP, pois permite esclarecer a pesquisadores, professores, alunos, e demais interessados que a coleção Divuldação Científica, publicada pelo Núcleo José Reis de Divulgação Científica da ECA/USP é a única no Brasil. A intenção foi sistematizar academicamente linhas de produções esparsas, com temas como acelerador nuclear, orkut, história da ciência, filosofia,poesia/Marcel Proust e outros fatos atuais. É assim que entendemos linguagem pública se atualizando sempre. E no século XXI, com suas indagações e perplexidades e pensando assim temos novidades no portal do Núcleo, que é o NJR/Atualidades. Participem conosco...Estamos esperando.

Este post é Domínio Público.

Postado por ON | 0 comentário

Fevereiro 28, 2009

default user icon
Postado por ON

CONHEÇA "DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA ATUALIDADES", O ÚLTIMO LANÇAMENTO NA PÁGINA NO NJR/ECA/USP.
LEIA ARTIGO QUE DISCUTE CIÊNCIA COMO BEM COMUM E SUA RELAÇÃO COM ARTIGO ACADÊMICO-GLÓRIA KREINZ

Exagerado(Cazuza)


O chão jogado
exageradamente
aos teus pés
ouvindo os teus segredos
de liquidificador

Marcelo Roque

 

Últimas Postagens:

Livro: "Cidade do Cabo: entre pingüins e babuínos"
Marcelo Afonso

Vídeo: Conferência do Prof. Aziz Ab'Sáber
NJR-ECA/USP

Poesia: Aquecimento Global
Marcelo Roque

Blogs e sites que participam

Veja o Clipe Ciência Atualizado 27/02/09


LIVRO

Livro "Cidade do Cabo: entre pingüins e babuínos", de Marcelo Afonso.



Mais informações em http://www.wazzu.com.br

Este livro nasceu de uma viagem realizada em dezembro de 2007 para a África do Sul, à região da Cidade do Cabo. Foram colhidas imagens deslumbrantes da fauna, flora e paisagens locais. Das montanhas aos pingüins, dos mares aos lagartos, uma parte da rica biodiversidade do sudoeste da África pode ser apreciada nessa coletânea fotográfica.

A Cidade do Cabo (Cape Town em inglês) é a segunda cidade mais populosa da África do Sul e se localiza na região sudoeste do continente africano. Em 1488, o navegador português Bartolomeu Dias tornou-se o primeiro europeu a cruzar o Cabo da Boa Esperança (por isso o nome Cidade do Cabo) e, desde então, a região passou por uma série de transformações históricas que se refletem hoje nos problemas sociais e ambientais.

Apresentamos um pouco da fauna, flora e paisagens locais, buscando incentivar a proteção e a valorização de uma das regiões mais ricas em biodiversidade do planeta.



VÍDEO

Conferência do Prof. Aziz Ab'Sáber no NJR/ECA-USP em 02/02/2009. 

 

 

Século XXI
POETA DO ORKUT: "Aquecimento Global"
Marcelo Roque

Leia mais no Clipe Ciência

AQUECIMENTO GLOBAL

As geleiras se desmancham em lágrimas
em um profundo lamento
de quem parte
antes do tempo

Marcelo Roque


http://recantodasletras.uol.com.br/autores/marceloroque



Blogs e sites que participam

http://stoa.usp.br/gkdivulga/weblog/

http://recantodasletras.uol.com.br/autores/marceloroque

http://www.wazzu.com.br

http://raquelballet.blogspot.com

http://www.eca.usp.br/nucleos/njr/voxscientiae/blogs.html


Supervisão Editorial: Postagem - Equipe NJR, Glória Kreinz, Yuri Gonzaga, Marcelo Osakabe, Marcelo Roque, Marcelo Afonso, Danilo Bueno, Osmir Nunes, Everton Magalhães e Raquel Nunes.
Criação do layout: Marcelo Afonso
Atualizado em 27/02/09

Postado por ON | 0 comentário

Fevereiro 21, 2009

default user icon
Postado por ON

 Cátedra UNESCO/Glória Kreinz

 
Os integrantes da Cátedra UNESCO de Divulgação Científiaca ouvem 
José Reis
 Cátedra UNESCO/Célio da Cunha 
 Cátedra UNESCO/José ReisPergunta
O tempo já passou em que, cientista,
Eu buscava o porquê.
Agora, em frente às coisas
Indago para quê?
José Reis
   
 
  


 

Postado por ON | 1 comentário

default user icon
Postado por ON

Relevância e alcance da Cátedra UNESCO de Divulgação Científica  A pedidos relembramos a importância da Cátedra UNESCO José Reis  de Divulgação Científica e brindamos a ela:  

O BRINDE: 
Hoje
tomo um cálice de ontem
para brindar o amanhã 
Marcelo Roque  

A CÁTEDRA: 

Relevância e alcance da Cátedra UNESCO de Divulgação Científica* 

Célio da Cunha**

“A Cátedra UNESCO José Reis tem condições de projetar-se como núcleo de excelência, fecundando e irradiando para outras regiões do país e da América Latina, o compromisso de Budapeste de tornar a ciência um bem comum de todas as pessoas.Nessa oportunidade, não poderia deixar de expressar o agradecimento da UNESCO aos pesquisadores e cientistas que abraçaram a idéia de criação dessa Cátedra, especialmente a Crodowaldo Pavan, cientista emérito que, em sua brilhante trajetória acadêmica e profissional, sempre apoiou e deu ênfase à divulgação científica; a Ciro Marcondes, autor do projeto que foi aprovado e elogiado em Paris e, a Glória Kreinz, cujo dinamismo e liderança convertem-se de forma crescente em fator importante para o desenvolvimento da Cátedra. Os agradecimentos da UNESCO se estendem à Reitoria da Universidade que tanto na gestão do Reitor Adolpho Melfi, quanto da atual Reitora Suely Vilela, aqui representada pelo Vice-Reitor, Franco Maria Lajolo, não faltaram com o seu apoio para essa iniciativa.Por último, quero também aproveitar a oportunidade para dizer que a Cátedra, recebendo o nome de José Reis, presta mais uma homenagem à memória de uma figura ímpar da comunidade científica brasileira que tanto se empenhou em mostrar a relevância da divulgação científica e que a UNESCO soube reconhecer outorgando-lhe um dos mais expressivos prêmios da Organização, o Prêmio Kalinga de Divulgação Científica; como também as homenagens da UNESCO a Júlio Abramczyk, presente nesta solenidade, que há mais de 40 anos, na Folha de São Paulo, seguindo a trajetória inspiradora de José Reis, dedica-se a divulgação científica, colocando semanalmente à disposição do público conhecimentos científicos importantes para a vida das pessoas.”

 * Fragmento do texto original publicado no livro Círculos Crescentes da Coleção Divulgação Científica do NJR nº9.
** Coordenador do Programa Cátedras UNESCO/UNITWIN no Brasil 

Postado por ON | 0 comentário

Fevereiro 18, 2009

default user icon
Postado por ON

O Portal do NJR/ECA/ USP foi ampliado com o ítem atualidades e pode ser consultado pelos interessados. O objetivo é permitir que novas linguagens comunicacionais se coloquem a serviço da divulgação científica. Foram postadas as seguintes indicações:

Livro_MARCELO AFONSO

Vídeo_PROF. AB'SABER-NJR/ECA/USP

Poesia_ AQUECIMENTO GLOBAL- MARCELO ROQUE

Eis um exemplo, na poesia de MARCELO ROQUE:

AQUECIMENTO GLOBAL


As geleiras se desmancham em lágrimas
em um profundo lamento
de quem parte
antes do tempo


Marcelo Roque

 

Postado por ON | 0 comentário

Fevereiro 16, 2009

default user icon
Postado por ON

 VÍDEO-O PROF.AZIZ AB' SABER DÁ AULA INAUGURAL E POLÊMICA NO NJR/ECA/USP-FEVEREIRO/2009

VEJA A CONFERÊNCIA DO PROF. AZIZ AB'SABER, POR OCASIÃO DA AULA INAUGURAL DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA DO NÚCLEO JOSÉ REIS. FEVEREIRO-2009http://www.youtube.com/watch?v=gdJqt04KEMA  .

Palavras-chave: artes, comunicação, divulgação científica, Glória Kreinz, José Reis, Palavras-chave: ciberespaço, tempo.

Postado por ON | 0 comentário

Fevereiro 12, 2009

default user icon
Postado por ON

O NJR-ECA/USP lembra Darwin por seus 200 anos de nascimento na época do ciberespaço e da sociedade informatizada.

Crodowaldo Pavan e Glória Kreinz

 

Postado por ON | 0 comentário

Próxima >>