Stoa :: BADI :: Blog :: Muito bem... Obrigado?

janeiro 09, 2012

default user icon
Postado por BADI

Tenho certeza de que você nem percebeu como mudou minha vida hoje.
Quando você chegou despreocupado e perguntou: Como vai?
E eu acordei e pensei: Estou vivo!
Eu fiquei desperto depois daquilo. Permaneci vivo o tempo todo
Ouvindo meu coração, minha respiração...
Vendo as coisas que meus olhos olhavam...

Enxergando o mundo... 
E as pessoas mortas passando por mim...

Nem mesmo quando os objetos me envolveram, eu morri
Quando liguei o carro e ele rangeu querendo cuidados
Quando vieram os papéis me pedindo assinatura e responsabilidade
Nem mesmo nesse momento, eu morri
Não! Pelo contrário... Até nessa hora, eu me mantive atento

Passei o dia sobrevivendo
Capturei um pouco de ar puro na praçinha perto do escritorio
Cheguei muito perto da arvore...
Ela estava lá... Como sempre. Mas agora estava viva
Então, troquei carinhos com ela...

Agora lhe escrevo daqui, de meu cativeiro
Cercado por objetos.
Um quarto com uma cama e uma escrivaninha
Um aparelho de Tv. em cores. 21 Polegadas...
Um rádio relógio.
Visitas monitoradas.

Tento ouvir minha voz e escrever meus pensamentos
Talvez minhas últimas palavras sãs
Estou perto da morte
Tenho resistido, mas as forças estão esvaindo... Indo embora.
Milhares de tranqüilizantes correm em minhas veias sujando o meu sangue.
Tomei leite. Disseram que melhora.
Nada...
Combinemos então uma senha.
Se por acaso nos encontrarmos novamente
Pergunte-me: Como estou indo...
Se eu lhe devolver um sorriso, uma piscadela e agradecer...
É porque sobrevivi...
Se responder: Muito Bem, obrigado!
É porque estou morto.

Este post é Domínio Público.

Postado por BADI

Você deve entrar no sistema para escrever um comentário.

Termo de Responsabilidade

Todo o conteúdo desta página é de inteira responsabilidade do usuário. O Stoa, assim como a Universidade de São Paulo, não necessariamente corroboram as opiniões aqui contidas.