Stoa :: Desenvolvimento do Stoa :: Blog :: Em discussão: página principal deve ser moderada?

outubro 01, 2007

user icon

Ontem tirei o resumo de um post da página principal (não removi do sistema porém) por achar que seria melhor não dar destaque a este post. Várias pessoas não gostaram. É uma boa oportunidade discutir a questão: a página principal deve ser moderada?

A questão não é se um post se adeque aos termos de uso ou é ilegal. Este é uma questão independente do que pronponho discutir aqui. A minha dúvida é: existem situações intermediárias onde os administradores do Stoa devem usar os seus poderes para dar menos destaque a um post?

Note que já estamos fazendo isto com posts "de fora", que são postado automaticamente a partir de um blog fora do Stoa por meio de RSS. Mas estamos falando aqui de intervenção humana mesmo, com todos os seus subjetividades.

Palavras-chave: moderação, Stoa, stoa-dev

Postado por Ewout ter Haar em Desenvolvimento do Stoa

Comentários

  1. Ewout ter Haar escreveu:

    Bom, a minha opinião é que sim, a página principal deve ser moderada. A página principal é a cara principal do sistema e o seu cartão de visita, a primeira coisa que um visitante ou novo usuário vê. A idéia original para o Stoa era de ser um conjunto de comunidades moderadas. Assim, deixaria ao critério dos moderadores das comunidades fazer jardinagem. Mas as comunidades não estão sendo usadas, e na prática temos uma grande comunidade em volta da página principal. Aí, minha posição que é a responsabilidade dos administradores do Stoa cuidar da página principal.

    Eu acho que e não fazemos nada isto vai ser muito ruim para o Stoa. Pessoas que ão conhecem o Stoa vão ser confirmados no seus preconceitos que sites com participação ativa do público não são lugares seguros e sérios. Acho que precisamos ser mais ativas de tentar crescer uma comunidade legal, um lugar onde a grande maioria (dos nossos usuários) se sentem bem.

    Agora, o meu email para Leonildo não foi muito bem escrito. Não é legal já começar falar em expulsão do sistema e reconheço que devia ter sido mais diplomático. Dito isso: o que se espera que faço quando vejo alguém dizer que vai formar um "grupo armado" que vai derrubar autoridades a tiro. E que termina o seu post dizendo "Eu tenho um lugar reservado na História. Eu preferia que fosse ao lado de Gandhi ou Luther King, mas tudo indica que será ao lado de Stálin ou Hitler."

    Mantenho que neste caso tenho a obrigação proteger o usuário de se mesmo. Sou o único que se assuste com posts assim? Não quero ficar parado e assistir o disastre em silêncio. Quero deixar claro que este tipo de afirmações não se faz em público. Mas, sim, tem que fazer com jeito. Bom, o resultado final era que o próprio Leonildo tirou o post dele do sistema.

    Talvez a solução é re-fazer a página principal e deixar ele menos vulnerável a abusos como remover e re-publicar o seu post para dar mais destaque a ele. De qualquer maneira estavamos pensando mudar a página principal em preparação da incorporação do Moodle ao sistema. Aceito e aceitamos sugestões.

    Ewout ter HaarEwout ter Haar ‒ segunda, 01 outubro 2007, 10:43 -03 # Link |

  2. Tchelão escreveu:

    Em toda sociedade existem regras e é por elas que se mantem uma "certa" ordem. No Stoa não tem porque ser diferente.

    Acredito que este individuo esteja passando por um momento complicado em sua vida, já que não enxerga outra alternativa sem ser a violência para mudança de sua realidade. Não entende, por exemplo, que este não é o espaço apropriado para tal atitude. Não entente que aqui - Stoa -, nós, alunos da Universidade de são Paulo, que a nossa principal ferramenta de mudança é o conhecimento e a aplicação deste conhecimento para melhoria da sociedade. Vejo isto como a finalidade para este espaço e acredito sim em sua moderação. Concordo com a retirada deste post da página principal.  Eu, como *paulistano* e *brasileiro* não faria diferente. Garanto, que se eu começasse a incentivar, por exemplo, a pedofilia, aqueles que levantaram a "liberdade de expressão" torceriam o nariz. Para mim, incentivar a violência, não é diferente. E olha que estou longe de ser bonzinho...

    Atitudes extremas, como a do rapaz em questão, não trará qualquer contribuição positiva a este espaço. Principalmente quando implica em consequências que vão além do virtual. O que este rapaz fez, incentivar a violência, é passivo de ação penal (http://www.istf.com.br/vb/showthread.php?t=9169), como aconteceu na França (http://tecnologia.terra.com.br/interna/0,,OI746898-EI4802,00.html). Nossa Delegacia de Cibercrimes ainda está se adaptando a realidade do mundo virtual, mas já sabe como deve proceder em tais situações.

    Um simples telefonema para a polícia relatando o caso e explicando a preocupação com esta atitude, o que um direito *legal* e *legítimo* dos administradores do Stoa, na defesa e conservação deste espaço, pode fazer com que realmente este indivíduo vire História, como o primeiro blogueiro do Stoa a ser processado judicialmente. Bom... ele deve saber melhor do que eu isso...

    O que me impede de abaixar as calças e fazer um belo monte fecal em frente a catedral da Sé? Além de um certo bom senso, uma lei, uma regra. Só que a pessoa em questão não teve este bom senso, e foi o que ela fez, só que não foi em frente a catedral e sim na página principal do sistema.

    Se este indivíduo realmente não está desequilibrado, e realmente tem plena convicção de tudo que postou, vá exercer sua "cidadânia", invadindo, atirando e explodindo repartiçoes públicas e privadas dos "grupos dominantes" (para mim pura LOUCURA!!!). Porém, tenha certeza que respoderá por seus atos. E boa sorte. Vai precisar.

     Marcelo

     

     

    TchelãoTchelão ‒ segunda, 01 outubro 2007, 12:08 -03 # Link |

  3. Marco Arthur Prado Borges Silva escreveu:

    Hum, não sei Ewout, mas acho que no episódio você agiu muito rápido, talvez se desse tempo, a comunidade do Stoa comentaria melhor o post do Leonildo. Agindo dessa forma, acredito, que descrendencia os demais membros da comundade em opinar sobre o assunto, o que é uma censura de certo. Na verdade, ocorreu uma coisa singular, todos passaram a procurar pelo post desaparecido (ao menos eu) para me inteirar da discussão.

    Quanto ao trecho citado, acho forte, mas não que demande temor, censura ou punição (não sei sobre o universo  das leis da USP e do código civil, mas meu bom senso acha que não é crime o que ele escreveu).

    Por fim, minha opnião é que a página principal fique como está, e que em episódios assim ao invés de usar os  superpoderes de admin, deixe a comunidade agir, e como parte da comunidade, poderia simplesmente postar o seu repúdio (num comentário ou noutro post-- já que os comentários podem ser apagados pelo dono do post comentado) e deixar que a discussão seguisse assim um rumo comunitário.

    []'s Marco Arthur 

    default user iconMarco Arthur Prado Borges Silva ‒ segunda, 01 outubro 2007, 12:20 -03 # Link |

  4. Maurício de Paula Kanno escreveu:

    o stoa é como se fosse um fórum. qualquer fórum é moderado pelos administradores, segundo quaisquer critérios que eles tenham. basta lembrar que você não está na "sua casa", você está na casa dos outros, numa casa pública. em qualquer comunidade do orkut isso também acontece. 

    sim, sou a favor de haver moderação da página principal do stoa, no mínimo. pois esta representa os "destaques" da comunidade. não é uma página individual, mas pública.

    dito isso, vou repetir algo do que comentei no post do leonildo.

    não acho certa a discriminação do Leonildo em frases como "sua expulsão da USP, Professor estrangeiro !!!". isso é errado, é xenofobismo. essa é uma das questões que não deveria ser incentivada em um fórum da USP. creio que violência e elogio a líderes notórios pela discriminação e chacinas também deve ser desincentivado. se ele quiser fazer isso em outro lugar, como no blogger, o que se vai fazer? mas numa página que representa a USP...

    textos interessantes a respeito a respeito da "moderação" do fórum ou "censura":

    "A liberdade de expressão é um direito fundamental, mas não é absoluto, e não pode ser usado para justificar a violência, a difamação, a calúnia, a subversão ou a obscenidade. As democracias consolidadas geralmente requerem um alto grau de ameaça para justificar a proibição da liberdade de expressão que possa incitar à violência, a caluniar a reputação de outros, a derrubar um governo constitucional ou a promover um comportamento licencioso. A maioria das democracias também proíbe a expressão que incita ao ódio racial ou étnico."

    Fonte: http://www.embaixadaamericana.org.br/democracia/speech.htm

    -Temos o direito de dizer tudo? (Le Diplomatique) - http://diplo.uol.com.br/2007-04,a1553

    -Este post deste blog sobre blogs tb pode ajudar: O direito de expressão do blogueiro não deveria ferir seus leitores http://paginageral.com/sobreblogs/2007/08/04/o-direito-de-expr

    Em termos de legislação:

    -Sobre direito à expressão no Brasil, a única coisa que achei foi na Constituição: "IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença"

    -Estatuto da USP: "Artigo 3º - A USP, como Universidade pública, sempre aberta a todas as correntes de pensamento, reger-se-á pelos princípios de liberdade de expressão, ensino e pesquisa." Não sei se há algo que impede a sugestão à violência.

    mas repare que qq um continua podendo dizer o que quiser em sua página particular (não necessariamente do stoa).

    Maurício KannoMaurício de Paula Kanno ‒ segunda, 01 outubro 2007, 12:27 -03 # Link |

  5. Iza Cavalcante escreveu:

    Defendo sim a moderação da página principal do Stoa, aliás considero a medida urgente. De fato a página principal não deve refletir um extremismo isolado que certamente causará desconforto a parte da comunidade. Esse espaço é de todos nós, cada um deveria se questionar sobre o que posta para não ofender e nem prejudicar os demais membros. Não apoio a medida com o intuito de diminuir a liberdade de expressão de quem quer que seja, mas sim com a intenção de assegurar o bem-estar de todos os demais que serão representados aos visitantes do Stoa pelos posts que aparecem na página principal.

    Talvez muitas outras pessoas já tenham se sentido incomodadas e até ofendidas por textos publicados pelo usuário em questão. Sobre manter os textos na página principal e permitir que a comunidade se manifeste, acho inviável porque pelo teor do que é publicado é de se esperar que qualquer comentário gere uma discussão desnecessária e certamente muito desagradável. Já tive a experiência de comentar um post de um outro usuário e receber até mesmo um e-mail de ameaça, o que certamente foge aos propósitos do Stoa.

    Por essa razão é complicado deixar tudo correr solto demais e deixar que se poste o que se quer da forma como se quer.  Devemos ter em mente que estamos construindo um espaço que é comum, e nele não deve prevalecer o interesse de uma única pessoa, mas de todo o grupo. Existem outros canais através dos quais é possível e mais adequado dizer certas coisas, mas creio que o lugar certo não seja aqui. Devemos ter medidas e limites, todos. Isso mantém o bom funcionamento de uma comunidade. Qual é o propósito de postar textos que incentivam a violência, que ofendem um ou outro usuário, que detone os funcionários da universidade com falsas alegações e conclusões não fundamentadas, que rotule pessoas, que suponha conspirações e motive discórdia? Foi pra isso que o Stoa foi criado? Para ser o palco desse tipo de absurdo? Tenho certeza que não, portanto precisamos de moderação e de uma reflexão sobre o que dizemos, a forma como dizemos e onde dizemos. Adequação é a chave de tudo, e se uma pessoa não consegue assimilar essa adequação, pelo bem de todos os demais, defendo a interferência dos moderadores.

    Iza CavalcanteIza Cavalcante ‒ segunda, 01 outubro 2007, 13:09 -03 # Link |

  6. Iza Cavalcante escreveu:

    E vou além, agora que vi o novo post do Leonildo: alguém consegue comentar um texto dele e estabelecer uma discussão produtiva? Poxa, como usuária acho que ele já ultrapassou todos os limites. Se alguém pode fazer alguma coisa, que seja feita então pelo bom do Stoa e dos demais usuários. As coisas publicadas por ele aqui são simplesmente absurdas, usuário algum tem o direito de exibir textos preconceituosos e tão ofensivos em um espaço que é de todos nós.

    Gente, esse cara é neurótico... 

    Iza CavalcanteIza Cavalcante ‒ segunda, 01 outubro 2007, 13:20 -03 # Link |

  7. Renato Callado Borges escreveu:

    Creio firmemente que a página principal deve ser controlada - preferencialmente pelos próprios usuários, mas emergencialmente pelos administradores do Stoa.

     A página principal é o item do Stoa que tem maior visibilidade e influência sobre o uso que é feito do Stoa, e portanto merece atenção especial dos usuários - que querem, enquanto escritores, um espaço privilegiado, de destaque, para suas novas mensagens, e, ao mesmo tempo, como leitores, querem uma lista de mensagens "livre de abobrinhas", para não perder tempo com coisas inúteis/perniciosas. 

    Isto pode ser obtido com um controle dos próprios usuários, através de votações, algo que será provavelmente implementado em futuro próximo no Stoa. Mas e até lá? Vamos deixar que a catarse de uns tenha o mesmo destaque que o post informativo de outros?

    Creio firmemente que não: a página principal não só deve ser podada de posts "potencialmente" criminosos, mas deve ser efetivamente jardinada para que seja a melhor possível. Em outras palavras, creio que os administradores devem ter a incubência de, no mínimo, marcar como"nnpp" ("nào na página principal") as mensagens que não estão dentro de um padrão mínimo de qualidade. Que seja feito com decisões às duplas ou triplas, sim: a permissividade de uns será temperada com a restritividade de outros, mas que não seja feita, infelizmente, não podemos mais tolerar. E, enquanto não vem a solução técnica que permita que a comunidade se auto-modere, devemos nós os admins do Stoa moderar a página principal.

    Se a página principal é nosso cartão de visitas, vamos deixar que pensem que somos do Juquiry? 

    Renato Callado BorgesRenato Callado Borges ‒ segunda, 01 outubro 2007, 17:17 -03 # Link |

  8. Samantha Martins escreveu:

    Eu tenho um pouco de medo da censura, porque eu escrevo muita inutilidade as vezes que vem da minha cabeça...rsrs. E eu acho válido que escrevamos inutilidades, porque pode servir nem que for apenas para o sorriso de outra pessoa. Rindo

    No entanto, acredito que deva haver uma censura sim, em casos de ofensa, invasão de privacidade, preconceito, etc. Qualquer coisa que for escrita e puder potencialmente prejudicar outra pessoa deve ser comunicado aos admnistradores. Não simplesmente para deletar, mas para haver justiça! Ninguém pode por aí sair falando coisas que possam prejudicar alguém.

    Usando sempre o bom senso, claro. Recentemente escrevi sobre a Fundação Cacique Cobra Coral e citei, indiretamente, alguns nomes. Não ofendi ninguém, apenas dei minha opinião. Esse limite que deve ser compreendido: até que ponto um comentário ou post é uma simples opinião e em qual momento ele passa a ser uma ofensa?

    Complicado. No fim das contas, todos devemos ser seres humanos responsáveis e respondermos por aquilo que fazemos, falamos e escrevemos.

    Falei, falei e falei e espero que vocês tenham me compreendido...rsrs Legal

     

    Samantha MartinsSamantha Martins ‒ segunda, 01 outubro 2007, 18:13 -03 # Link |

  9. Maurício de Paula Kanno escreveu:

    talvez tb se possa pensar algo no estilo do Digg tb. ver http://digg.com .

    Maurício KannoMaurício de Paula Kanno ‒ segunda, 01 outubro 2007, 18:25 -03 # Link |

  10. Tom escreveu:

    Caros,

    como já havia me expressado, em conversa particular com o Ewout, sem a ênfase que está sendo dada agora por motivo de eventos recentes, o conteúdo da página principal deve ser moderada. Parei, ontem mesmo, o que eu estava fazendo para melhorar o visual (estava migrando tema do blogger para o Elgg) e a usabilidade do sistema Stoa, para cuidar da conteúdo que oferecemos na página principal do sistema, tanto para quem está online, quanto para quem está offline.

    Devíamos ter cuidado disso (mea culpa!)  antes de o problema em discussão ocorrer, mas infelizmente falhamos. Já entrei em contato com as pessoas adequadas para melhorarmos os termos de uso do Stoa. Não há previsão para a mudança dos termos de usa e as políticas de privacidade, mas trabalharei para a nova versão estar pronta o quanto antes.

    A página principal sofrerá mudanças radicais, no sentido de encaminhar para os objetivos do projeto Stoa, será alterada antes do final dessa semana.

    Amanhã pela manhã retorno aqui com detalhes sobre algumas mudança que já estavam em andamento, como por exemplo a sugestão do Maurício (#9). Há o plugin evaluation, onde se dá nota aos posts, mas ele me parece estar vinculado a um outro plugin que não é de nosso interesse.

    Enfim, talvez tenha sido bom que isso tenha ocorrido antes de o sistema Stoa ser melhor divulgado. Amanhã mesmo temos uma conversa sobre a campanha de divulgação do projeto

    Até mais. 

    default user iconTom ‒ segunda, 01 outubro 2007, 20:26 -03 # Link |

  11. Tom escreveu:

    O link para a campanha é esse: http://stoa.usp.br/wiki/Stoa:Campanha

    Desculpem alguns erros no meu último post. Estou atrasado meia hora para um compromisso e não posso corrigir agora.

    default user iconTom ‒ segunda, 01 outubro 2007, 20:30 -03 # Link |

  12. Frohmut escreveu:

    eu agora estava lembrando de uma coisa que alguns amigos meus - wikipedistas - estavam discutindo uns 3, 4 meses atrás a respeito de artigos da Wikipedia:

    na Wikipedia, inicialmente, se pode colocar o que quiser de informação ali, mas... se outros wikipedistas acharem que o conteúdo do artigo é impróprio, ele vai para votação - se ele vai ser excluído ou "vai se manter no ar", à disposição

    pensando nisso, eu acho que existe uma coisa que não seria tão neutra - como deixar absolutamente tudo à mostra na home do Stoa sem nenhuma discriminação nem filtragem, seja por parte dos desenvolvedores, seja por parte dos outros usuários - nem tão radical - como a completa exclusão de postagens, tal como aconteceria com os artigos na Wikipedia:

    para os usuários online do sistema, todo o conteúdo postado ficaria à mostra sem restrições; para quem não está logado no sistema, o conteúdo estaria sujeito a uma filtragem prévia

    assim: para quem está logado no sistema, as postagens continuariam todas elas aparecendo na home da forma que já aparecem hoje; todos os usuários logados participariam desse "processo de filtragem", onde as postagens poderiam passar por uma rápida "votação" por nota... aqueles que acham que ela deveria ficar à mostra ao público e aqueles que não acham que ela deveria ficar visível ao público offline dariam sua opinião de forma simples e binária, simplesmente respondendo "sim" ou "não"

    para o público offline, ficariam à mostra as postagens que foram "aprovadas" pelos demais usuários do sistema - obviamente, com um déficit temporal embutido nisso - sendo que a responsabilidade quanto à moderação da página inicial seria então de todos, e não poucos ou apenas um indivíduo

    para que o problema de déficit temporal não seja tão drástico, poderia ser dado um pouco mais de destaque às comunidades e aos fóruns em si, colocando um link bem visível na home do Stoa para um "mapa" das comunidades do Stoa, com uma ferramenta de busca integrada - parecido com o Orkut, mas de uma forma aberta ao público geral

    tudo isso poderia ser colocado talvez em uma coluna da página, sendo que da forma que está agora o destaque maior é para as postagens em si... poderia ser colocado mais ou menos na área daquela coluna "últimos comentários" algo como "postagens recentes" - já moderadas pela comunidade Stoa - onde apareceraim tanto os comentários quanto as postagens de blog em si, e na da home área onde se encontram as últimas postagens de blog - "veja o que andam dizendo por aí" - uma linkagem direta e bem clara com um mapa das comunidades e a nuvem de tags

    bem... acho que eu já escrevi muito, e agora talvez seria melhor eu passar a vez pra mais alguém falar disso... Embaracado

    Priscila Frohmut FonsecaFrohmut ‒ segunda, 01 outubro 2007, 22:22 -03 # Link |

  13. Maurício de Paula Kanno escreveu:

    a sugestão que deu a Frohmut (alinhado com algo q falei tb sobre o Digg) me lembrou o sistema do Olhares.com: http://olhares.aeiou.pt/ Creio que vai ajudar muito a turma do Stoa a pensar a concepção do sistema. 

    é um site de fotografias português, extremamente conceituado, em que cada um pode ter sua página pessoal. mas quem vai olhar essa galeria? dificilmente alguém vai olhar, se não tiver destaque na página principal, na capa. e quem vai definir isso? baseados em seus conceitos de qualidade da fotografia, há um sistema em que os administradores e os usuários "premium" votam "sim" ou "não". e se um certo número dessa comissão votar "sim", a fotografia merece estar na home, e aparece na página principal mesmo. 

    aqui eles explicam como é feita a seleção: http://olhares.aeiou.pt/ajuda/ 

    ah, e tb há diferentes critérios de destaque: "as mais vistas", "as mais votadas", "as mais comentadas", "as mais recentes" [aparentemente o único critério de destaque utilizado pelo stoa no momento], "a nossa escolha" e "foto do mês".  

    Maurício KannoMaurício de Paula Kanno ‒ segunda, 01 outubro 2007, 23:11 -03 # Link |

  14. Tom escreveu:

    Achei muito boa as sugestões da Frohmut e do Maurício. Mesmo assim, antes de desenvolvermos algo nessa linha para o Stoa, temos que modificar o conteúdo da página principal. Farei isso amanhã o dia todo e espero terminar o quanto antes (certamente antes de sexta mudanças ocorrerão).

    Obrigado pelos comentários ponderados do Ewout, Marcelo, Iza, Mauício(!), Renato e Frohmut.

    Gostaria de frisar que, no momento em que ocorreu o episódio (domingo à tarde), fui contra colocar a palavra-chave 'nnpp' no post do gajo pois, lembrando de posts do mesmo, me parecia claro que surgiria uma tempestade numa copo d'água, como de fato ocorreu. A situação era grave e seria contornada hoje. Espero que a poeira tenha baixado e agora é trabalhar para efetuarmos as melhoras sugeridas.

    Completando algumas informações do Mauricio e Marcelo, é bom ficarmos de olho nesse projeto delei:

    Abraços a todos!

    default user iconTom ‒ segunda, 01 outubro 2007, 23:26 -03 # Link |

  15. Maurício de Paula Kanno escreveu:

    sinceramente, nao entendi. aparentemente estão referidas as leis que podem ser alteradas... mas qual é a proposta de nova lei?

    Maurício KannoMaurício de Paula Kanno ‒ terça, 02 outubro 2007, 09:22 -03 # Link |

Você deve entrar no sistema para escrever um comentário.

Termo de Responsabilidade

Todo o conteúdo desta página é de inteira responsabilidade do usuário. O Stoa, assim como a Universidade de São Paulo, não necessariamente corroboram as opiniões aqui contidas.