Stoa :: Ciência e Cultura (Licenciatura do IFUSP) :: Blog :: CERN sempre presente nas notícias cientificas.

novembro 09, 2010

user icon

Sobre física, um assunto que está sempre presente no jornalismo cientifico são as novidades relacionadas ao novo acelerador de partículas do laboratório CERN. Esta notícia esta no site do jornal “Folha de São Paulo”, no caderno de ciências.

 

http://www1.folha.uol.com.br/ciencia/827255-acelerador-de-particulas-da-inicio-a-colisoes-de-ions-de-chumbo-para-entender-universo.shtml

 

08/11/2010 - 15h22

Acelerador de partículas dá início a colisões de íons de chumbo para entender Universo

DA EFE

O grande acelerador de partículas do Cern (Centro Europeu de Pesquisa Nuclear), o mais potente do mundo, provocou as primeiras colisões de íons de chumbo, despertando mais incógnitas sobre a origem do Universo.

Segundo o organismo, os experimentos com as partículas pesadas começaram nesta segunda-feira, pois conseguiram condições estáveis no funcionamento do acelerador e nas colisões.

Estes experimentos com íons de chumbo abrem uma nova fase na pesquisa do programa do acelerador para sondar a matéria, como acontecia nos primeiros instantes do Universo, logo depois do Big Bang, segundo o Cern.

"Um dos principais objetivos desta nova fase é produzir quantidades ínfimas desta matéria e estudar sua evolução para aquela que constitui o Universo atualmente", divulgou o centro.

"A rapidez na transição para as colisões de íons de chumbo representa um sintoma de maturidade do maior acelerador de partículas do mundo", segundo o diretor-geral do Cern, Rolf Heuer.

O acelerador chocará íons de chumbo até 6 de dezembro, momento em que a máquina fará uma parada técnica para sua manutenção, antes de retomar as atividades em fevereiro de 2011 para experimentação.

 

Palavras-chave: CERN, científico, jornalismo

Este post é Domínio Público.

Postado por Lidia E. Santana em Ciência e Cultura (Licenciatura do IFUSP)

Você deve entrar no sistema para escrever um comentário.

Termo de Responsabilidade

Todo o conteúdo desta página é de inteira responsabilidade do usuário. O Stoa, assim como a Universidade de São Paulo, não necessariamente corroboram as opiniões aqui contidas.