Stoa :: Ciência e Cultura (Licenciatura do IFUSP) :: Blog :: Visita ao Museu do Ipiranga

outubro 13, 2010

default user icon

Neste final de semana, aproveitei para fazer uma visita ao museu do Ipiranga.

Desta visita que fiz, quero destacar duas coisas, a primeira é a beleza do jardim, muito bem cuidado.

A segunda é o quadro do grito da independência que me chamou a atenção, que por estar sempre presente nos livros didáticos é bem conhecido dos alunos, é muito interessante que os alunos entrem em contato com esta obra de arte, pois podem ver ao vivo o que muitas vezes conhecem apenas através de livros.

Grito da independência

Gostaria de fazer um comentário a respeito deste quadro, relacionando a imagem com uma frase muito conhecida de Sartre:

O homem está condenado a ser livre.

Em uma aula de tópicos de história da física clássica, o professor Menezes comentou esta frase, dizendo que ela podia ter duas implicações, uma é a liberdade no sentido de livre arbitrio que o ser humano pode ter. No caso de escolher suas prioridades e traçar seu futuro da maneira com que achar melhor.

Outro aspecto, (que é aquele que se encaixa nesta imagem), é a liberdade de construir o passado.

Parece algo estranho falar na construção do passado, mas a história, assim como a física, é algo construido.

Muito provavelmente o grito da independência não foi dado desta maneira romântica que o quadro expressa, porém a história foi construída assim pelo pintor.

Esta construção é dada da mesma maneira que o autor do livro didático constroi a história do Brasil e do mundo, que é fruto de uma interpretação de um fato dado por ele.

Palavras-chave: Artes Plásticas, independencia, ipiranga, museu

Este post é Domínio Público.

Postado por Diego Paulo Rhormens em Ciência e Cultura (Licenciatura do IFUSP)

Comentários

  1. Vera Bohomoletz Henriques escreveu:

    descobrir são paulo

    descobrir a construção que é a história

    a nossa história - tem que sair dos livros e fazer parte de nós, numa construção que é de cada um

    descobrir qual a ciencia que é nossa, individual, construída

    Diego, suas reflexões despertam muitas outras

    Vera Bohomoletz HenriquesVera Bohomoletz Henriques ‒ sexta, 15 outubro 2010, 00:33 -03 # Link |

Você deve entrar no sistema para escrever um comentário.

Termo de Responsabilidade

Todo o conteúdo desta página é de inteira responsabilidade do usuário. O Stoa, assim como a Universidade de São Paulo, não necessariamente corroboram as opiniões aqui contidas.