Stoa :: Carla Wanessa :: Blog :: Será que eu estava errada?

agosto 23, 2008

default user icon
Postado por Carla Wanessa

     Se é errado?
     Não sei!! Só sei mesmo é que está muito dificil de viver tentando atender expectativas internas com relação a essa super mulher que botaram dentro e mim. Fica muito pesado! Pesado demais ter que  saber falar direito e bem certinho sobre tudo. Ler, entender e se interessar sobre tudo (inclusive aquele assunto que vc acha um porre!!), conhecer os melhores, maiores e também menos conhecidos filosofos e filosofias, e ter que ser bonita, gostosa, sarada de forma sultil, pra não parecer futil....e tudo com muita naturalidade!! Sem contar a questão dos relacionamentos...como esta dificil se relacionar!!  Se a gente fala, fala demais!! Se não fala, não acompanha o assunto!! Se critica, tem personalidade forte e te classificam segundo Gikovate, como egoista!!! Senão, pobrezinha, é submissa!! Se trepa no primeiro dia, não presta!!! Se não trepa, é conservadora e não valoriza as conquistas feministas!!!Se fala o que pensa, é prepotente, atrevida. Se não fala, não tem personalidade!!!

     Mas tudo isso pra quem???? Vivemos num mundo cada vez mais solitário e individual, onde as cobranças sociais são cada vez mais crueis, porque exigem de nós que sejamos o impossível...o que ninguem é. E o pior é que a cobrança é feita assim, em débito automático, se não tem pra dar fica devendo pra própria consciência, finamente trabalhada e construída pela sua mãe, que te disse pra ser independente, forte e capaz de tudo sozinha...e logo depois lia Cinderela pra vc dormir...que paradoxo!!!  E sabe que minhas amigas tiveram esse mesmo problema...era tanta independencia pra lidar com tanta cobrança pra se preocupar!!! Pode queimar o sutiã na praça, mas não pode sair sem sutiã que chama atenção. Pode ser independente mas tem que ter um homem, porque mulheres interessantes estão sempre bem acompanhadas...pode ter dinheiro pra pagar a conta, mas é bom estar acompanhada por um cavalheiro que queira paga-la. E sabe, é bom estar sozinha...mas mulheres que estão sozinhas, estão porque são muito chatas!!!

Cansei...quero afogar meu alterego por tempo indeterminado...álias eu devia era manda-lo morar com minha mãe e viver feliz da vida sem me perguntar no dia seguinte: será que eu estava errada??

   PS.. e sabe o que eu ouvi hoje de manhã? Que eu mando pela metade, porque pessoas que mandam são disciplinadas e eu não sou disciplinada...Penso eu: Onde estava a crítica; no "pessoas que mandam" ou no "vc não é disciplinada"??

Perdi alguma coisa????

 

Postado por Carla Wanessa

Comentários

  1. Samantha escreveu:

    Penso que, se está escrevendo isso é porque sabe que, na verdade, você não precisa de nada disso. Só precisa se permitir ser e permanecer feliz, custe o que custar, doa a quem doer. E arcar com as consequências dessa tal felicidade. Permanecer feliz é quase tão difícil quanto ser "pela primeira vez", pois exige persistência e muita luta. Quando você acredita que venceu, aparece uma situação nova (ou velha) tentando "te derrubar" outra vez. Um trabalho diário, às vezes exaustivo e para sempre. Mas possível de ser realizado sem tanto sofrimento. 

    Não sei se é possível diminuir a auto-crítica, mas acredito que dá para aprender a lidar melhor com ela. Transferí-la para determinadas "áreas" que nos façam sofrer menos, onde ela será útil inclusive. Mas exterminá-la, quem me dera.... ou não, pois às vezes penso que é ela que nos faz "movimentar". A vida sem isso deve ser um tédio.

    default user iconSamantha ‒ sexta, 29 agosto 2008, 16:15 BRT # Link |

Você deve entrar no sistema para escrever um comentário.

Termo de Responsabilidade

Todo o conteúdo desta página é de inteira responsabilidade do usuário. O Stoa, assim como a Universidade de São Paulo, não necessariamente corroboram as opiniões aqui contidas.

>