Stoa :: Renato Callado Borges :: Blog :: O Excesso

setembro 03, 2007

default user icon

Projetar, avançar, conquistar, ir além, tomar, enriquecer, domar, fazer acontecer, impôr, dizer: falar.

A psique humana pode ser entendida como um equilíbrio dinâmico.

À sombra do excesso, a falta. Traumatizados pelo fim da quietude uterina, cavamos buracos aonde nos sentimos retornados.

A quietude uterina é o equilíbrio psíquico, que é a planura metafórica.

A terra que preenchia o buraco que cavamos avoluma-se montanhesca. Obstáculo ou pedestal? De qualquer maneira, algo alto sobre o qual calcar meus pés.

E do pico, avista-se a sombra inescrutável. É irresistível esquecer que se trata de uma profundidade; por um momento, fantasio o buraco como altura...

...e para descer todo santo ajuda. Afinal o desejo de uns é a projeção de outros.

Seria a passagem fugidia pelo equilíbrio a sabedoria?

Não; sábio é ser eficaz.

Não; sábio é ser saudável.

Não; sábio é ser feliz.

As três coisas são congruentes; no fim das contas, a soma é zero, a figura é plana, a psique é tranquila. A sabedoria é buscar ser sábio; e essa busca implica no reconhecimento de que só pode haver falta havendo excesso. 

Palavras-chave: equilíbrio, excesso, falta, psicanálise

Postado por Renato Callado Borges

Comentários

  1. Caterina Gruenwaldt Cunha Marques Netto escreveu:

    Oi! Entao, eu transformei em PDF, veja se consegue baixar.

    Abracos

    Caterina Gruenwaldt Cunha Marques NettoCaterina Gruenwaldt Cunha Marques Netto ‒ segunda, 14 janeiro 2008, 12:45 -02 # Link |

Você deve entrar no sistema para escrever um comentário.

Termo de Responsabilidade

Todo o conteúdo desta página é de inteira responsabilidade do usuário. O Stoa, assim como a Universidade de São Paulo, não necessariamente corroboram as opiniões aqui contidas.