Stoa :: Ana A. S. Cesar :: Blog :: Transparência

novembro 30, 2009

default user icon
Postado por Ana A. S. Cesar

 

solidão


A dor da solidão é pior que o corte da navalha na carne.
É lânguida, mas transpassa toda a carne, artérias e veias.

Assim ela chega e se aloja no coração.
A dor é hemorragia. É pesadelo. É desconforto.
Cada dia da minha dor, eu envelheço.
A solidão é como uma criança que foi abandonada no frio.
Tanto faz se é noite ou é dia. Apenas é solidão.
A dor da solidão vem da injustiça dos homens.
A dor da solidão vem do filho que nunca mais procurou seu pai.
Solidão é o julgamento dos ímpios.
Que fica pisando a todo instante na cabeça, até matar.
Momento de profunda solidão.
Em situações de desespero extremo, eu orei.

Esta mensagem está sob a licença CreativeCommons Atribuição.

Postado por Ana A. S. Cesar

Você deve entrar no sistema para escrever um comentário.

Termo de Responsabilidade

Todo o conteúdo desta página é de inteira responsabilidade do usuário. O Stoa, assim como a Universidade de São Paulo, não necessariamente corroboram as opiniões aqui contidas.