Stoa :: Albert Richerd Carnier Guedes :: Blog :: Ciência não é contra religião

fevereiro 07, 2011

default user icon

Slogan da campanha

 

Lemaitre

 

Gregor Mendel

 

Ronald Fisher

 

Blaise Pascal

 

Francis Collins

 

Lembrando que a idéia aqui, não é causar proselitismo religioso, mas sim, mostrar que a criação científica não é afetada pelas crenças do cientista e vice-versa.

De fato, o atraso científico só pode ser causado pela falta de pragmatismo de uma época ou grupo, mas que não pode ser aplicado a indivíduos como regra.

 

Fonte: "Ciência não é contra religião"

Palavras-chave: ciência, religião

Este post é Domínio Público.

Postado por Albert Richerd Carnier Guedes

Comentários

  1. Antonio Candido escreveu:

    Que pessoas religiosas contribuiram para ciência não tem muita novidade, como também contribuiram para a literatura, música, artes plásticas, filosofia, etc.

    Uma questão interessante (academicamente falando) é se as contribuições de pessoas religiosas para a ciência podem ser distinguidas de alguma forma particular das contribuições de agnósticos ou ateus. Isto é, a religiosidade dessas pessoas teve alguma influência sobre a ciência que elas fizeram?

    Antonio C. C. GuimarãesAntonio Candido ‒ terça, 08 fevereiro 2011, 11:46 -02 # Link |

  2. Albert Richerd Carnier Guedes escreveu:

    Pode ser. Lemâitre por exemplo, pode muito bem ter se inspirado em Gênesis para sua teoria do Big-Bang, pois na época dele, todo mundo achava que o universo era estático e que sempre existiu, e não que ele estava expandindo e teve um início.

    Faraday também, inspirado por suas crenças criou o conceito de campos de força eletricos e magnéticos, onde na época ninguém saia da idéia de vetores localizados pra representar forças.

    Mas acredito que a maior inspiração é a crença de que no universo existe uma ordem natural inerente a um "criação" objetiva, motivando assim a procura por essa ordem.

    Albert Richerd Carnier GuedesAlbert Richerd Carnier Guedes ‒ terça, 08 fevereiro 2011, 12:03 -02 # Link |

  3. Antonio Candido escreveu:

    Um outro exemplo é o de Copérnico, cônego católico, que defendeu o heliocentrismo com um argumento teológico: o Sol, fonte de luz e energia, seria o local mais provável encontrarmos Deus, portanto o Sol e não a Terra deveria estar no centro do Universo. 

    Giordano Bruno, frade dominicano, foi outro que defendeu teses para a naturesa baseado em argumentos teológicos, por exemplo de que o universo deveria ser infinito (por que limitar a criação divina?), deveria haver muitos mundos, etc.

    Uma compilação de todas essas histórias, com referências e citações, daria algo interessante...

    Antonio C. C. GuimarãesAntonio Candido ‒ terça, 08 fevereiro 2011, 12:22 -02 # Link |

  4. escreveu:

    Muito enriquecedor esses comentários, a crença em Deus não apenas estava presente mas servia como condutor na concepção de idéias novas.

    default user icon ‒ sábado, 30 abril 2011, 13:18 -03 # Link |

  5. Deborah Adriana Tonini Martini Cesar escreveu:

    Gostei muito dessa discussão. Acho que serve para mostrar que realmente pode haver essa aproximação. Eu quando vejo a natureza e sua perfeição, vejo um criador inteligente por trás de todo o projeto.

    Parabéns e um abraço

    Deborah

    Deborah Adriana Tonini Martini CesarDeborah Adriana Tonini Martini Cesar ‒ terça, 19 julho 2011, 08:54 -03 # Link |

  6. Debora escreveu:

    É,concordo que a ciência não é contra a religião,pena que a recíproca não  seja verdadeira! Débora

     

    Debora ToquettoDebora ‒ sexta, 23 setembro 2011, 19:14 -03 # Link |

  7. Lucas escreveu:

    Recomendo o livro "Como a igreja católica construiu a civilização ocidental" de Thomas E. Woods Jr.

    O documentário do mesmo autor encontra-se completo no youtube:

    http://www.youtube.com/watch?v=t6bnO7N1AMU

    Lucas Amaral OliveiraLucas ‒ segunda, 02 janeiro 2012, 13:26 -02 # Link |

  8. BADI escreveu:

    SÓ NÃO DEVEMOS ESQUECER QUE A IDADE DAS TREVAS É O GRANDE MAL QUE A IGREJA PROTAGONIZOU CONTRA A CIENCIA.
    Este sim é o legado oficial da igreja para a ciencia. Em que pese haver religiosos lutando contra a corrente, como é o caso dos citados na materia.

    Creio que há um equivoco aí, porque o fato de religiosos terem produzido ciencia, não muda a realidade de que a igreja em essencia é mesma entidade medieval que, se tornar ao a poder, não só voltara a queimar os cientistas como achatara a Terra, sem o menor drama de consciencia. 

    e ái do cientista que disser o contrario.

    Esta sim é a verdadeira contribuição da igreja para a ciencia e não precisamos ficar restritos a igreja catolica, pois que todas são viscerais inimigas do pensamento livre.

    BADIBADI ‒ quarta, 14 março 2012, 08:30 -03 # Link |

Você deve entrar no sistema para escrever um comentário.

Termo de Responsabilidade

Todo o conteúdo desta página é de inteira responsabilidade do usuário. O Stoa, assim como a Universidade de São Paulo, não necessariamente corroboram as opiniões aqui contidas.