Stoa :: Antonio C. C. Guimarães :: Blog

Outubro 07, 2012

default user icon

A hora H para São Paulo está próxima.

"Importantes intelectuais e artistas brasileiros receberam Fernando Haddad (PT) no dia 2 de outubro, para mostrar seu apoio ao candidato do PT na reta final do primeiro turno."

Palavras-chave: eleição, haddad, prefeitura

Postado por Antonio C. C. Guimarães | 1 comentário

Setembro 24, 2012

default user icon

Gostaria de declarar o meu voto (e indicar essa possibilidade para quem ainda não tem candidato) para vereador no Nabil Bonduki. Ele é professor da FAU-USP e tem uma história de serviço público para mostrar. Confira:


http://www.nabil.org.br/

http://www1.folha.uol.com.br/folha/especial/2008/eleicoes/vereadores/sp-sao_paulo-13633-3.shtml 

http://politica.estadao.com.br/eleicoes/candidatos/vereador-2012,sao-paulo,sp,nabil-bonduki,13633 

http://raquelrolnik.wordpress.com/2012/08/24/voce-conhece-nabil-bonduki-candidato-a-vereador-em-sao-paulo/ 

 

 

Palavras-chave: eleição, Nabil Bonduki, vereador

Postado por Antonio C. C. Guimarães | 0 comentário

Setembro 13, 2012

default user icon

Abril 30, 2011

default user icon

Pela volta do blog Livros de Humanas. Pela primazia do direito à informação sobre o direito à propriedade intelectual. Desobediência civil sim, pois a quando a lei é burra e injusta ela deve ser desafiada para que a reforma ocorra.

Suspensão de blog com livros piratas cria discussão na web - Prosa & Verso: O Globo
Uma mensagem de violação dos termos de uso anunciou semana passada aos milhares de visitantes diários do blog Livros de Humanas a suspensão da página, que era hospedada pelo Wordpress. riado em 2009 por um aluno da USP, o blog formou em pouco mais de dois anos uma biblioteca maior do que a de muitas faculdades brasileiras. Até sair do ar, reunia 2.496 títulos, entre livros e artigos, de filosofia, antropologia, teoria literária, ciências sociais, história etc. Um acervo amplo, de qualidade, que podia ser baixado imediatamente e de graça.

Palavras-chave: blog Livros de Humanas, direito à informação, propriedade intelectual

Postado por Antonio C. C. Guimarães | 0 comentário

Março 22, 2011

default user icon

Para uma consideração aprofundada sobre liberdade de expresão, recomendo o texto da Stanford Encyclopedia of Philosophy:

Freedom of Speech :  http://plato.stanford.edu/entries/freedom-speech/

A conclusão a que chego (na verdade é uma reafirmação de uma conclusão antiga) é que a universidade valora pouquíssimo a liberdade de expressão diante de outros valores e circunstâncias.

É óbvio que liberdade de expressão tem um custo e é sempre condicional, mesmo em sociedades civilizadas e ditas livres. A questão é qual é o limiar de tolerância. O limiar da ofensa é muito fraco e não deveria ser aceito, principalmente dentro de uma universidade (um ambiente supostamente mais intelectualmente maduro e racional que a média da sociedade). Eu quero poder ofender! (o estatuto da USP com relação a isto é bobinho, para usar um termo pouco ofensivo).

Um discurso fora da norma sempre poderá ser considerado ofensivo por alguém. Quando este alguém é detentor de poder ele é suprimido. Quantos cientistas e filósofos tiveram discursos considerados ofensivos pela Igreja quando esta é quem mandava e foram suprimidos? Quantos escritore, pensadores e artistas foram considerados ofensivos e censurados pelos mais variados regimes ao longo da história?  Os textos abolicionistas eram extremamente ofensivos aos escravagistas. Nelson Rodrigues era ofensivo aos mais puritanos. As charges do Henfil eram ofensivas ao regime militar. 

Um texto satírico de 1o de abril aqui no stoa foi considerado ofensivo pela reitoria. O texto foi censurado, o autor e todas as suas mensagens excluídas [*]. Agora um estudante ingressante escreve textos que podem ser lidos como satíricos ou ofensivos. Quem não quisesse ler as mensagens dele bastava não entrar no blog do calouro. Ninguém é obrigado a ler o blog dos outros. Quem teve o próprio blog violentado pelas ofensas do calouro poderia simplesmente apagar as mensagens (cada um é o tirano absolutista de seu próprio blog). Qual foi o processo? Os direitos de defesa e recurso foram respeitados? A sanção foi proporcional? Foi justa?

É sempre muito fácil respeitar o direito de expressão quando se concorda com o que está sendo expressado. O teste real ocorrre quando o discurso é controverso, polêmico, inconveniente, incômodo, ofensivo, insuportável. 

Falhamos no teste mais uma vez.

 

--------------------------------------------------------------------------

PS: mensagem originalmente colocada como resposta ao tópico: [Usuários do sistema] Posts sexistas de usuário do Stoa

[*]  Casos anteriores de censura no Stoa e repercussão:

Sobre meu afastamento do Stoa por causa de uma brincadeira de 1º de abril até a exclusão da minha conta

Google: censura stoa

Palavras-chave: autoridade, censura, liberdade de expressão, processo devido, stoa, tolerância, USP

Postado por Antonio C. C. Guimarães | 0 comentário

Março 15, 2011

default user icon

Documentário da BBC por Adam Curtis sobre o conceito de liberdade e a história do último século. Must watch para quem quer entender o mundo.

 

The Trap, What Happened to Our Dreams of Freedom 

Part I - "F*ck You Buddy". Temas centrais: game theory, human behavior, Cold War, government design.

Part II - "The Lonely Robot". Temas centrais: market democracy, mental disorders, public administration, fraud.

Part III - "We Will Force You to be Free". Temas centrais: freedom, democratization, "liberation" wars, terrorism, social and economic order.

 

Palavras-chave: Adam Curtis, BBC, documentário, história, liberdade

Postado por Antonio C. C. Guimarães | 3 comentários

Novembro 15, 2010

default user icon

Fique tranquilo, Big Brother vai cuidar de você em todos os momentos...

 

Veículos de todo o país vão receber chip de identificação a partir de 2011

 

Grandes eventos serão vigiados por câmeras

Palavras-chave: Big Brother, controle, liberdades individuais, privacidade, vigilância

Postado por Antonio C. C. Guimarães | 0 comentário

Outubro 17, 2010

default user icon

CARTA DOS PÓS-GRADUANDOS EM APOIO A DILMA ROUSSEFF

=========================================================

CARTA DOS PÓS-GRADUANDOS

Pós-graduandos das diversas universidades e institutos de pesquisa do Brasil, vimos a público testemunhar o novo momento em que vive a educação, ciência e tecnologia em nosso país e a necessidade de se manter esse rumo de valorização permanente do conhecimento e inovação, inaugurado no governo Lula/Dilma Rousseff.

Importante, seguindo a tradição científica, fazer uma comparação, baseada em dados reais, sobre os últimos governos no que tange à política científica.

Fomos testemunhas de um período de oito anos de governo Fernando Henrique Cardoso e José Serra em que não houve sequer um reajuste nas bolsas de pós-graduação e de Iniciação Científica. Nenhuma universidade foi criada e tampouco houve concursos para professores efetivos. O diálogo entre o Ministério da Educação e da Ciência e Tecnologia, bem como suas agências (Capes e CNPq) com os pós-graduandos e suas entidades representativas, inexistiu. O Plano Nacional de Pós-graduação (PNPG) foi abandonado. O investimento em C&T jamais superou a taxa de 1% do Produto Interno Bruto (PIB). A taxa de bancada e o auxílio-tese foram extintos. Professores eram desvalorizados e greves eram sentidas todos os anos. Os reflexos desse descaso com a C&T são perceptíveis até os dias atuais.

Já nos oito anos de Governo Lula e Dilma Rousseff, presenciamos três reajustes de bolsas de pós-graduação e Iniciação Científica. A bolsa de Iniciação Cientifica Júnior (voltada a estudantes do ensino médio) foi implantada. Criou-se 14 novas universidades e houve expansão de diversos campi (além da efetivação dos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia) com milhares de vagas para professores e pesquisadores sendo abertas cotidianamente. O diálogo democrático foi retomado. Já estamos na consecução do segundo Plano Nacional de Pós-graduação sob os auspícios do governo Lula. O Investimento em C&T já está na ordem dos 2% do PIB. A taxa de bancada, por parte do CNPq, foi retomada e as mulheres pós-graduandas foram beneficiadas com a prorrogação das bolsas em caso de gravidez (“licença-maternidade”). Professores estão sendo mais valorizados e como reflexo vivemos um período de maior tranquilidade nas universidades e institutos de pesquisa federais.

Claro que muitos avanços ainda se fazem sentir. Mas foi notório, incisivo e contundente a ampliação nos investimentos em ciência e tecnologia nacional no governo Lula.

Em defesa da continuidade destas políticas e em repúdio ao receituário neoliberal passado, reafirmamos nosso compromisso EM DEFESA DA CIÊNCIA NACIONAL, defendendo que o Brasil siga no rumo das mudanças, com Dilma Rousseff presidente da Nação.

São Paulo, 13 de outubro de 2010.


Veja aqui quem já assinou e assine também!

Postado por Antonio C. C. Guimarães | 2 comentários

Outubro 11, 2010

default user icon

Já vi manifesto de artistas, intelectuais e filósofos a favor da candidatura da Dilma, mas nada vindo de cientistas. Até que escutei a entrevista do Miguel Nicolelis: 

http://www.viomundo.com.br/politica/miguel-nicolelis-que-defende-soberania-intelectual-do-brasil-anuncia-apoio-a-dilma-rousseff.html


É constrangedor que a única manifestação pública que ouvi de um líder científico brasileiro seja de alguém que está nos EUA (boa parte do tempo).  Acho que a comunidade científica brasileira ou está muito murista ou é ingrata mesmo ao que tem sido feito (muito, "como nunca antes") pelo atual governo e não vê problema na volta do grupo opositor ao poder federal com suas políticas (ou falta delas) para a ciência brasileira. Eu vejo e muito. 

O histórico dos governos PSDB-DEM na escala federal e estadual paulista não é bom no quesito universidades e ciência. No atual cenário em que a candidatura opositora está associada a setores bastante retrógrados da sociedade brasileira a perspectiva é ainda pior. Seria temerário interromper as atuais políticas públicas no setor.

Gostaria muito de ser signatário de um manifesto específico de cientistas pró Dilma. Temos lideranças para isto? 

Postado por Antonio C. C. Guimarães | 1 usuário votou. 1 voto | 6 comentários

Maio 19, 2010

default user icon

they like it.

Palavras-chave: EUA, George Carlin, guerra, Irã

Este post é Domínio Público.

Postado por Antonio C. C. Guimarães | 1 usuário votou. 1 voto | 7 comentários

Abril 29, 2010

default user icon

Texto preciso de Chomsky descrevendo a história recente do conflito israelense-palestino e o paradoxo da intangibilidade de uma solução que é simples.

 

A Middle East Peace That Could Happen (But Won't)
By Noam Chomsky

http://www.tomdispatch.com/archive/175239/

Palavras-chave: Chomsky, conflito, Israel, Palestina, paz, sionismo

Postado por Antonio C. C. Guimarães | 0 comentário

Abril 14, 2010

default user icon

Nas vésperas da guerra no Iraque o embaixador brasileiro José Maurício Bustani, diretor da OPAQ (Organização para a Proibição de Armas Químicas), tentava trazer o Iraque para a entidade, o que teria dificultado a retórica pró-guerra daqueles que queriam atacar o país, mesmo sabendo-se que não havia ali armas de destruição em massa ou ameaça militar a quem quer que seja. Bustani pagou sua ousadia anti-guerra com a perda do cargo [1], mas foi vingado pela história subsequente.

O presidente Lula, juntamente com o primeiro ministro da Turquia, relançam agora um plano [2] de persistência diplomática pela negociação e para a troca do urânio pouco enriquecido do Irã por urânio enriquecido a 20%, necessário para a produção de isótopos médicos. Tal plano já havia sido feito pela IAEA (International Atomic Energy Agency) [3], mas não prosperou pela falta da confiança entre as partes (o Irã já foi vítima de quebra de acordo na área). Caso tal troca ocorresse o Irã não precisaria enriquecer o seu urãnio a estes níveis dentro do país e a retórica anti-Irã seria enfraquecida. O Brasil tenta melar a próxima guerra novamente. Sim, o caminho das sanções, da imposição das sanções, do bloqueio naval (=declaração de guerra), etc é o caminho do crime de agressão (na lei internacional), o que leva à guerra. Lembremos, já que a retórica pró conflito se vale da falseação e repetição, que o Irã não posuiu programa nuclear militar, é signatário e está em acordo com o Tratado de Não Proliferação Nuclear, tem todo o direito dentro deste acordo de possuir um programa nuclear e enriquecer seu urânio para fins pacíficos,  nunca invadiu ou agrediu militarmente nenhum outro país.

Porque a busca pelo conflito bélico? Porque os EUA querem atacar o Irã? (1) O Irã possui um governo não alinhado aos EUA, (2) o complexo industrial-militar estadunidense necessita conflitos e guerras constantes [4] para poder continuar existindo e sorvendo recursos, (3) o lobby israelense nos EUA assim determina, pois qualquer vizinho próspero e soberano é percebido como uma ameaça por Israel.

Como funciona a decisão estadunidense de atacar outro país? Escolhida vítima da vez, se ela é fraca ataca-se imediatamente (como em Granada e no Panamá na decada de 80), se ela pode oferecer alguma resistência então monta-se um programa de enfraquecimento gradual, de construção de alguma aliança internacional e somente quando o país estiver sem condições de defesa ele é atacado (como no Iraque, após anos de sanções, no-fly zones, etc).

[1] http://www.jusbrasil.com.br/noticias/139569/a-degola-de-bustani
[2] http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20100414/not_imp537999,0.
http://www.estadao.com.br/noticias/internacional,ira-propoe-troca
[3] http://www.reuters.com/article/idUSTRE60S1S520100130
[4] http://en.wikipedia.org/wiki/Timeline_of_United_States_military

Palavras-chave: Brasil, diplomacia, EUA, guerra, imperialismo, Irã, programa nuclear

Postado por Antonio C. C. Guimarães | 12 comentários

Abril 07, 2010

default user icon

Março 30, 2010

default user icon

Apesar dos vários anos desde o fim do regime militar de ditadura no país, as polícias estaduais ainda não se adequaram ao regime democrático e de plenas liberdades de expressão e manifestação.

No ano passado vimos e sentimos isso na nossa própria universidade, quando a PM paulista usou bombas e spray de pimenta contra colegas estudantes e professores dentro do campus. Nestes últimos dias vimos a violência contra professores da rede pública de ensino, contando até mesmo com agentes da polícia infiltrados na manifestação. Isto é política das mais desprezíveis dentro de um regime democrático.

Hoje fico sabendo de outro incidente na Bahia no qual estudantes e professores da UFBA foram reprimidos pela polícia quando exercitavam seu direito à livre manifestação. Segue mensagem de um professor de lá:

--------

Data: Mon, 29 Mar 2010 16:07:33 -0700 (PDT)
De: roberto portella <beto_portella@yahoo.com.br>   
Assunto: [fapebe] Violência na UFBA, Barreiras (divulguem)


Caros colegas,
 
Por favor, divulguem:
 
A UFBA, Campus ICADS, em Barreiras (900km de Salvador) está paralisada desde o segundo dia de aula deste semestre. Motivo: Total insegurança a mais de 1300 pessoas (entre alunos, professores e funcionários) que precisam atravessar uma ponte de madeira, no belíssimo rio de Ondas, que está prestes a cair.
 
Então professores, alunos e funcionários resolveram cobrar as promessas feitas pela Prefeitura Municipal e realizar uma manifestação em frente a PM, que é responsável pela referida ponte. Acontece que, como no "velho oeste" baiano as manifestações ainda são tratadas como nos anos sessenta, com muita truculência, violência e despreparo (ou nao??) da polícia local, foram as armas (literalmente) usadas contra os "arruaceiros". 
 
O video abaixo é o resultado da ação policial que, a mando das "autoridades" da cidade, resolveram acabar com uma manifestação pacífica e democrática sacando suas armas, atirando para o alto, batendo com os canos de seus fuzis em professores, alunos e alunas (calouras com 17 anos apanharam), inclusive com professor parando na traseira de um camburão. Pasmem , isso ocorreu em 10 de março de 2010, nao foi em 1964 não.
 
O pior de tudo, colegas, estamos ilhados num fim de mundo onde nem a própria reitoria da UFBA se manifestou publicamente até o momento e nem mesmo a mídia nacional está dando importância à matéria: Ponte prestes a cair? Que é isso!! Estas estruturas avisam antes de ruirem...enquanto isso os dados quantitativos do REUNI vão bem, obrigado!! E nós sem podermos dar aula com segurança aos nossos alunos. Nada poético. Patético!!
 
 
Sds
 
Roberto Bagattini Portella
Prof. Adjunto UFBA/ ICADS

Postado por Antonio C. C. Guimarães | 1 usuário votou. 1 voto | 17 comentários

Março 26, 2010

default user icon

"Hoje o professor PEB I, que trabalha da primeira à quarta série [antigo primário], recebe R$ 6,58 por hora. Isso significa que o salário inicial por 24 horas é de  R$ 785, 50. Esse mesmo professor trabalhando 30 horas semanais chega  R$ 981,88. Já o professor PEB II, que são aqueles do ensino fundamental e médio [antigos ginásio e colegial] ganha R$ 7,50 por hora.  Por 24 horas semanais de trabalho, ele  recebe R$ 909,32.  Por 30 horas, R$1.136,63."

Fábio Santos de Moraes, secretário-geral do Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp), Professores em greve: Serra,truculência, não. Negociação pacífica, sim

Palavras-chave: Apeoesp, greve, magistério, professores, Serra

Postado por Antonio C. C. Guimarães | 4 usuários votaram. 4 votos | 11 comentários

Março 24, 2010

default user icon

O ilustríssimo e eminente Prof. Hariovaldo Almeida Prado nos presenteia com a comparação definitiva entre os dois principais candidatos presidenciais. Não poderia deixar de divulgar tão valorosa peça de análise política e histórica:

http://hariprado.wordpress.com/2010/03/23/serra-versus-dilma-uma-compa

 

Palavras-chave: análise política, Dilma, eleição, Prof. Hariovaldo Almeida Prado, Serra

Postado por Antonio C. C. Guimarães | 1 comentário

Fevereiro 18, 2010

default user icon

Este link leva a um trabalho que levantou dados sobre produção científica no mundo nos últimos 30 anos. Há um destaque para o crescimento notável da produção científica em alguns países como China e Irã (também explorados em reportagens da New Scientist: Get ready for China's domination of science e Iran showing fastest scientific growth of any country). O mapa abaixo também ilustra o crescimento acima da média alcançado por vários países da América Latina, incluindo o Brasil. Estão representados no mapa o declínio da ex-URSS e a estagnação dos EUA e boa parte da Europa.

No gráfico abaixo é evidenciado o crescimento exponencial da produção científica chinesa e brasileira,também comparando com a evolução da produção estadounidense e ex-soviética.

Palavras-chave: ciência, desenvolvimento científico

Postado por Antonio C. C. Guimarães | 1 comentário

Janeiro 13, 2010

default user icon

O terremoto que atingiu a pouco o Haiti teve efeitos devastadores sobre este país já castigado por mazelas enormes. O Brasil certamente ajudará o país por meios governamentais já que temos uma presença importante na Força de Paz Internacional lá presente. Entretanto quem quiser contribuir individualmente pode fazê-lo através do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV), instituição seríssima e de longo histórico de ajuda humanitária. No site do CICV há uma página de doação (selecione Haiti no campo Programa) que permite que contribuições financeiras sejam feitas de forma fácil e segura com qualquer cartão de crédito internacional.

Postado por Antonio C. C. Guimarães | 9 comentários

Novembro 19, 2009

default user icon

divulgando email recebido...

-----------------------------------------------------------------

Luta pela Internet Livre avança

Amigos e Amigas,

Cresce nossa mobilização contra o Projeto de Lei do Senador Eduardo Azeredo, que criminaliza práticas comuns na Internet no Brasil, como a troca de arquivos P2P e o anonimato na rede.

Em 2008 o projeto foi aprovado pelo Senado Federal e encaminhado à Câmara dos Deputados para nova tramitação.

Com sua ajuda, ao assinar a petição online contra esse AI-5 Digital, e com dezenas de atos públicos por todo o Brasil, conseguimos emperrar a votação do Projeto de Lei, mas ele ainda é uma ameaça à nossa liberdade e privacidade.

Conseguimos também fazer com que o Ministério da Justiça lançasse uma consulta pública para que o Brasil tenha um Marco Regulatório Civil na Internet. (Leia mais)

Precisamos agora que todos os que defendem a Internet Livre entrem no blog www.culturadigital.br/marcocivil ou no twitter www.twitter.com/marcocivil e exijam das autoridades nossos direitos!


Propomos que sejam considerados direitos dos cidadãos os seguintes pontos:

  • Todos os brasileiros têm o direito ao acesso à Internet sem distinção de renda, classe, credo, raça, cor, opção sexual, sem discriminação física ou cultural
  • Todos internautas têm o direito à acessibilidade plena, independente das dificuldades físicas ou cognitivas que possam ter.
  • Todos cidadãos brasileiros têm o direito de abrir suas redes e compartilhar o seu sinal de internet, com ou sem fio.
  • Todos os cidadãos têm o direito à comunicação não-vigiada.
  • Todo internauta tem o direito à navegação livre, anônima, sem interferência e sem que seu rastro digital seja identificado e armazenado pelas corporações, pelos governos ou por outras pessoas, sem a sua autorização.
  • Todo interagente tem o direito de compartilhar arquivos pelas redes P2P sem que nenhuma corporação filtre ou defina o que ele deve ou não comunicar.
  • Todo cidadão tem o direito que seu computador não seja invadido, nem que seus dados sejam violados por crackers, corporações ou por mecanismos de DRM.
  • Todo brasileiro tem direito a cópia de arquivos na rede para seu uso justo e não-comercial.
  • Todo cidadão tem direito de acessar informações públicas em sites da Internet sem discriminação de sistema operacional, navegador ou plataforma computacional utilizada.
  • Toda pessoa tem o direito a escrever em blogs e participar de redes sociais com seu nome, com codinome ou anonimamente.
  • Todo blogueiro tem o direito de aceitar ou não comentários anônimos, não sendo responsável pelo seu teor.



Sugiro uma lista de pessoas que estão no twitter
que estão acompanhando de perto a questão:


@caribe
@cassino
@Luiz_F_Moncau
@marcelobranco
@marcocivil
@pauloteixeira13
@rodrigosavazoni
@samadeu
@trezentos

Ou pelos sites:

www.trezentos.blog.br
meganao.wordpress.com

Ou ainda pela tag #marcovil no Twitter, e nos principais agregadores e indexadores de blogs.

 

Assinam esse e-mail:

 

Coletivo Ciberativismo

Mega Não

Projeto Software Livre Brasil

Palavras-chave: direitos cibernéticos, direitos individuais, internet, lei Azeredo, liberdade

Postado por Antonio C. C. Guimarães | 2 comentários

Outubro 14, 2009

default user icon

A perda de direitos individuais nem sempre ocorre numa tacada só, como em golpes militares e Atos Institucionais de uma ditadura, mas, e pricipalmente nos tempos atuais de fachadismo democrático, esta perda ocorre aos poucos. As liberdades e direitos individuais vão sendo corroídos gradativamente pelo Estado e instituições, sem que isto desperte a atenção do público dormente.

O desejo compulsivo de governantes e autoridades em monitorar e controlar as pessoas precisa estar sempre sendo denunciado e combatido, sob pena de virarmos (ainda mais) peças desprovidas de humanidade.

 

Senado aprova criação de cadastro de usuários de LAN houses

Um projeto aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado obriga os proprietários de LAN houses a manter um cadastro de usuários.

O banco de dados deverá ter o nome e o número do documento de identidade do usuário, assim como a identificação do computador e o período em que ele foi utilizado.

Postado por Antonio C. C. Guimarães | 2 usuários votaram. 2 votos | 2 comentários

<< Anterior