Stoa :: Academia de Letras da Faculdade de Direito de São Paulo :: Blog :: Thiago Ponce de Moraes

maio 17, 2008

default user icon

http://hay-tomates.blogspot.com/2008/05/thiago-ponce-de-moraes.html


Thiago Ponce de Moraes é poeta e editor da revista Confraria do Vento. Estuda Literaturas Inglesa e Norte-americana na Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Pesquisa a obra de Fernando Pessoa, é membro do Coletivo Vacamarela e da comissão organizadora da FLAP! Rio. Seu primeiro livro de poemas, Imp., foi publicado em dezembro de 2006. Escreve diariamente no blogue www.thiagoponce.blogspot.com.
Sobre a superfície
Assim principia: esculpes areia, é escuro. Sem rugas
darias fisionomia às datas - incólume paisagem no
entulho.
De passagem, prestes também ao inefável, emudeces,
mudas de figura: abbild und nachbild perdes, tudo
perdes, é escuro.
Ausência fia restos de sombra, vaga ressonância,
vultos: o não-dito, rente ao alcance que então significa,
esculpes.
*************************************************************************************
Psicotecelagem da vida cotidiana
Se não tiro das idéias
A singela tecelã...
Oh, tão bela tecelã,
Teça as bordas da manhã
Teça as bordas feito teias,
Feito veias, feito lã.
Se não tiro das idéias
A singela tecelã
Algum motivo deve haver?
Ouvi dizer que deve haver.
*************************************************************************************
Alheamento
Aqui jaz sob
Sono
Retorno algum.
Aqui jaz. Folhas
Ao longo e ao largo
Sonhas
Simples números, traços, coisas
Simples.
Tens pouca luz, tens
Bastante;
.........Entanto
Nadas - íris verdes -
....Juras.

Palavras-chave: nnpp

Postado por Academia de Letras da Faculdade de Direito de São Paulo

Você deve entrar no sistema para escrever um comentário.

Termo de Responsabilidade

Todo o conteúdo desta página é de inteira responsabilidade do usuário. O Stoa, assim como a Universidade de São Paulo, não necessariamente corroboram as opiniões aqui contidas.