Stoa :: Alexandre Hannud Abdo :: Blog

junho 21, 2011

user icon

Uma sala de aula com carteiras enfileiradas diante de um quadro negro. Os alunos, calados, prestam atenção no professor. Memorize esta cena: ela está com os dias contados. A entrada das novas tecnologias digitais na sala de aula criou um paradigma na educação: como tais ferramentas, que os alunos, não raro, já dominam, podem ser aproveitadas por professores que, frequentemente, mal as conhecem? As escolas têm, pela frente, um desafio e uma oportunidade. O desafio: formular um projeto pedagógico que contemple as inovações tecnológicas e promova a interatividade dos alunos. A oportunidade: deixar para trás um modelo de ensino que se tornou obsoleto no século XXI. O novo aluno é o responsável por esta mudança. Por ter nascido em um mundo transformado pelas novas tecnologias, ele exige um professor e uma escola que dialoguem com ele, e não apenas depositem informações em sua cabeça. E mais: ele quer ser surpreendido. Tarefa difícil, pois o jovem estudante de hoje encontrou, na internet, uma fonte de informações nunca antes existente. Livros, almanaques e enciclopédias eram as principais ferramentas de pesquisa até o início da década de 90, quando os computadores começaram a chegar às residências do país. Agora, com um clique, ele pode acessar todas as enciclopédias do mundo. O que muda com isso é, em primeiro lugar, o papel do professor. "É um momento difícil para o educador, pois o modelo de ensino que ele aprendeu era baseado no poder que ele representava na sala de aula, típico de uma sociedade mais passiva que a de hoje", diz Andrea Ramal, doutora em Educação pela PUC-Rio e diretora executiva da Instructional Design Projetos Educacionais. Mas o novo aluno, segunda Andrea, é diferente: "Ele quer participar, quer fazer suas próprias escolhas. Os professores têm que se reinventar". Para ela, o professor não pode mais ser uma figura autoritária: ele precisa ser capaz de aprender com os educandos e de admitir que não tem todas as respostas. O que dizem os especialistas: Educadores em educação e novas tecnologias concordam em ao menos um ponto: a internet não substitui o professor, mas o complementa. "Navegar muito não é aprender muito. Você pode não se aprofundar em nada" (José Manuel Moran - Professor da ECA - USP) "A Sociedade ainda critica professores que propõe novas ideias" (Andrea Ramal, Diretora Executiva da Instructional Design) "Como ferramenta de aprendizado, o You Tube é cada vez mais importante" (Marc Prensky, Consultor Educacional e Designer de Jogos Educativos) "O papel do professor mudou muito, mas continua essencial" (Linda Arasim, Professora da Universidade da Simon Fraser, em Vancouver no Canadá) As palavras de Andrea encontram eco fora do Brasil. O americano Marc Prensky, um dos principais consultores educacionais dos Estados Unidos e designer de jogos educativos, afirma ser necessária uma nova relação entre professor e aluno, baseada em uma parceria: "O estudante faz aquilo que tem de melhor (como buscar informações e usar as tecnologias para criar algo novo), e o professor, por sua vez, também faz o seu melhor, que é orientar reflexões, avaliar o comprometimento dos alunos e criar um contexto favorável". Por "contexto favorável" entenda-se uma nova pedagogia: algo como deixar que os alunos aprendam por seus próprios caminhos, mas com a orientação do professor. Se o papel do educador está em transformação, as escolas também vivem um período de transição. Elas precisam se adequar não só ao novo aluno, mas também à nova formação de seu corpo docente. "A internet tornou o aluno mais livre. Ele pode aprender em qualquer lugar, a qualquer hora. A escola já sabe disso, mas ainda é muito tradicional, pois resiste à mudança inevitável", acredita o espanhol José Manuel Moran, professor da Escola de Comunicação e Artes da USP. Mas para mudar não basta trocar o quadro negro pela lousa digital: é preciso ir além e inovar na forma de ensino, pois, como acredita Moran, a internet e as novas tecnologias são um ponto de partida. Nunca de chegada.

Reflexão e Ação  - Artigo veiculado no portal do Colégio Passo Seguro – São Paulo, 2011.

http://www.passoseguro.com.br/ps/ 

Palavras-chave: docencia, educação, escola, filosofia da educação, mídias móveis, pedagogia, tecnologia digitais

Este post é Domínio Público.

Postado por Eliezer Muniz dos Santos | 2 comentários

junho 18, 2011

user icon
Postado por Anete Hannud Abdo

Participei, nesta sexta-feira dia 17 de junho, do lançamento do Projeto "Emagrece, Brasil".

É uma iniciativa da Editora Abril, que conta com apoio do Ministério da Saúde, e pretende levar informação para ajudar as pessoas na adesão a uma alimentação saudável e no combate ao sedentarismo.

Diante das recentes controvérsias com relação aos medicamentos emagrecedores, que realçam a importância do estilo de vida na prevenção e tratamento da obesidade, é bem-vindo o Projeto "Emagrece, Brasil".

Para quem deseja emagrecer com saúde, através de mudanças no estilo de vida, meu conselho é que observe as quatro letrinhas "C" abaixo:

  • Conhecimento: eu sei o que fazer?
  • Consciência: eu estou ciente dos porquês?
  • Comprometimento: eu estou realmente comprometido a mudar?
  • Constância: eu estou adotando esta mudança como uma nova atitude de vida?

Veja que o acesso ao conhecimento é o primeiro passo para uma mudança de atitudes, portanto vale a pena conferir o site.

http://saude.abril.com.br/emagrece-brasil/

Sucesso!

Postado por Anete Hannud Abdo | 0 comentário

maio 01, 2011

user icon

Pela volta do blog Livros de Humanas. Pela primazia do direito à informação sobre o direito à propriedade intelectual. Desobediência civil sim, pois a quando a lei é burra e injusta ela deve ser desafiada para que a reforma ocorra.

Suspensão de blog com livros piratas cria discussão na web - Prosa & Verso: O Globo
Uma mensagem de violação dos termos de uso anunciou semana passada aos milhares de visitantes diários do blog Livros de Humanas a suspensão da página, que era hospedada pelo Wordpress. riado em 2009 por um aluno da USP, o blog formou em pouco mais de dois anos uma biblioteca maior do que a de muitas faculdades brasileiras. Até sair do ar, reunia 2.496 títulos, entre livros e artigos, de filosofia, antropologia, teoria literária, ciências sociais, história etc. Um acervo amplo, de qualidade, que podia ser baixado imediatamente e de graça.

Palavras-chave: blog Livros de Humanas, direito à informação, propriedade intelectual

Postado por Antonio C. C. Guimarães | 0 comentário

abril 23, 2011

user icon

Olá, boa noite.


Gostaria de saber se é possível upar o blog que eu venho criando no iWeb aqui no STOA.

 

Desde já agradeço.

Postado por Guilherme Treu Porto de Abreu em Stoa: dúvidas, bugs e sugestões | 0 comentário

abril 18, 2011

user icon

A APG junto com o DCE poderiam pedir por ofício ajuda de custo para os camaradas que queiram conhecer a UFG ou tenham trabalhos a apresentar na 63ª Reunião da SBPC - Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciencia a ser realizada em julho de 2011.

Tenho certeza que este pedido à Reitoria dificilmente será negado e a Pró-Reitoria de Graduação pagaria até hotel pro pessoal, como já ocorrera no passado!

O mais difícil, por incrível que pareça, é justamente fazer isto oficialmente!!!!! 

Isto seria bom pra um monte de faculdades da USP!  ehehe

Este post é Domínio Público.

Postado por Sady Carlos em APG-USP/Capital | 0 comentário

março 22, 2011

user icon

Para uma consideração aprofundada sobre liberdade de expresão, recomendo o texto da Stanford Encyclopedia of Philosophy:

Freedom of Speech :  http://plato.stanford.edu/entries/freedom-speech/

A conclusão a que chego (na verdade é uma reafirmação de uma conclusão antiga) é que a universidade valora pouquíssimo a liberdade de expressão diante de outros valores e circunstâncias.

É óbvio que liberdade de expressão tem um custo e é sempre condicional, mesmo em sociedades civilizadas e ditas livres. A questão é qual é o limiar de tolerância. O limiar da ofensa é muito fraco e não deveria ser aceito, principalmente dentro de uma universidade (um ambiente supostamente mais intelectualmente maduro e racional que a média da sociedade). Eu quero poder ofender! (o estatuto da USP com relação a isto é bobinho, para usar um termo pouco ofensivo).

Um discurso fora da norma sempre poderá ser considerado ofensivo por alguém. Quando este alguém é detentor de poder ele é suprimido. Quantos cientistas e filósofos tiveram discursos considerados ofensivos pela Igreja quando esta é quem mandava e foram suprimidos? Quantos escritore, pensadores e artistas foram considerados ofensivos e censurados pelos mais variados regimes ao longo da história?  Os textos abolicionistas eram extremamente ofensivos aos escravagistas. Nelson Rodrigues era ofensivo aos mais puritanos. As charges do Henfil eram ofensivas ao regime militar. 

Um texto satírico de 1o de abril aqui no stoa foi considerado ofensivo pela reitoria. O texto foi censurado, o autor e todas as suas mensagens excluídas [*]. Agora um estudante ingressante escreve textos que podem ser lidos como satíricos ou ofensivos. Quem não quisesse ler as mensagens dele bastava não entrar no blog do calouro. Ninguém é obrigado a ler o blog dos outros. Quem teve o próprio blog violentado pelas ofensas do calouro poderia simplesmente apagar as mensagens (cada um é o tirano absolutista de seu próprio blog). Qual foi o processo? Os direitos de defesa e recurso foram respeitados? A sanção foi proporcional? Foi justa?

É sempre muito fácil respeitar o direito de expressão quando se concorda com o que está sendo expressado. O teste real ocorrre quando o discurso é controverso, polêmico, inconveniente, incômodo, ofensivo, insuportável. 

Falhamos no teste mais uma vez.

 

--------------------------------------------------------------------------

PS: mensagem originalmente colocada como resposta ao tópico: [Usuários do sistema] Posts sexistas de usuário do Stoa

[*]  Casos anteriores de censura no Stoa e repercussão:

Sobre meu afastamento do Stoa por causa de uma brincadeira de 1º de abril até a exclusão da minha conta

Google: censura stoa

Palavras-chave: autoridade, censura, liberdade de expressão, processo devido, stoa, tolerância, USP

Postado por Antonio C. C. Guimarães | 0 comentário

março 21, 2011

user icon

BELO MONTE: IMPACTOS E ALTERNATIVAS DE GERAÇÃO DE ENERGIA 

 

24/03/2011 

 

das 14h00 às 17h30 

 

Auditório Oswaldo Fadigas 

 

Av. Prof. Luciano Gualberto, Trav. 3, número 71 

 

Prédio do CCE/USP ? Cidade Universitária, São Paulo, SP 

 

transmissão ao vivo na web em www.iptv.usp.br [1] 

 

não há necessidade de inscrição prévia 

 

O evento pretende discutir alternativas de geração de energia no 

Brasil, o que se torna fundamental diante do crescimento econômico 

verificado recentemente. 

 

É preciso buscar meios de ampliar a oferta de energia, para a 

inclusão social ou para viabilizar o modelo exportador de commodities 

que perdura no país? 

 

Além disso, qual a melhor forma de gerar energia frente aos desafios 

da conservação ambiental, um dos maiores legados do Brasil ao mundo e 

às gerações futuras? 

 

Para discutir esses aspectos foram convidados especialistas que 

apresentarão seus pontos de vista relacionados ao licenciamento 

ambiental e aos aspectos técnicos que a hidrelétrica de Belo Monte, na 

Amazônia, acarretará, se for construída. 

 

Coordenação: Wagner Costa Ribeiro, IEA e FFLCH/USP 

 

Debatedores: 

 

Andrea Zhouri, UFMG 

 

Celio Bermann, IEE/USP 

 

Frederico Mauad, EESC/USP 


Palavras-chave: Belo Monte, conservação ambiental, geração de energia

Postado por Antonio C. C. Guimarães em USP Eventos | 0 comentário

março 15, 2011

user icon

Documentário da BBC por Adam Curtis sobre o conceito de liberdade e a história do último século. Must watch para quem quer entender o mundo.

 

The Trap, What Happened to Our Dreams of Freedom 

Part I - "F*ck You Buddy". Temas centrais: game theory, human behavior, Cold War, government design.

Part II - "The Lonely Robot". Temas centrais: market democracy, mental disorders, public administration, fraud.

Part III - "We Will Force You to be Free". Temas centrais: freedom, democratization, "liberation" wars, terrorism, social and economic order.

 

Palavras-chave: Adam Curtis, BBC, documentário, história, liberdade

Postado por Antonio C. C. Guimarães | 3 comentários

user icon

**********************************

Para quem gosta muito de usar os recursos multimídia do telefone celular (que os portugueses chamam de telemóvel) eu recomendo um site em inglês chamado Zedge que funciona mais ou menos como o Facebook... mas é um site APENAS para download e compartilhamento de conteúdo de celular como: wallpapers, ringtones, screensavers, textos tipo SMS (Txt)...

http://www.zedge.net/

O endereço do meu perfil no site Zedge é:

http://www.zedge.net/profile/briannaloch/

**********************************

Postado por Priscila Frohmut Fonseca | 0 comentário

março 01, 2011

user icon

Postado por Anete Hannud Abdo

Programa de Atendimento ao Obeso
do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da FMUSP

Coordenador do PRATO: Prof. Dr. Arthur Kaufman

 

Reuniões Psicoeducacionais do PRATO

As reuniões psicoeducacionais do PRATO são mensais, abertas, gratuitas, e destinadas a portadores de obesidade, seus familiares, e a todos os que desejam orientações sobre como desenvolver um estilo de vida mais saudável.

A cada mês, um tema diferente relacionado à obesidade é abordado, e em seguida há um debate com a platéia e esclarecimento de dúvidas pela equipe multiprofissional do PRATO.

Organização: Dra. Anete Hannud Abdo

Local: Anfiteatro principal do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da FMUSP (1o andar).

Endereço: Rua Dr. Ovidio Pires de Campos 785 (metrô Clínicas).

Horário: 14:30 às 16 horas.

Não é necessário fazer inscrição.

Não fornecemos certificado ou declaração de comparecimento.

 

Programação das Reuniões Psicoeducacionais 1o semestre de 2011

14/03/11
73a Reunião Psicoeducacional do PRATO
Tema: “A tireóide pode ser a causa da obesidade?”
Palestrante: Anete Hannud Abdo (endocrinologista)

11/04/11
74a Reunião Psicoeducacional do PRATO
Tema: “Estilo de vida obeso”
Palestrante: Arthur Kaufman (psiquiatra)

09/05/11
75a Reunião Psicoeducacional do PRATO
Tema: “Como facilitar o processo de reeducação alimentar”
Palestrante: Cristiane Ruiz Durante (nutricionista)

13/06/11
76a Reunião Psicoeducacional do PRATO
Tema: “O que fazer para evitar lesões”
Palestrante: Alexandre Menegaz (educador físico)

Palavras-chave: obesidade, psicoeducação

Postado por Anete Hannud Abdo | 0 comentário

fevereiro 28, 2011

user icon
Postado por Anete Hannud Abdo

Vejam no link abaixo vários vídeos interessantes de campanhas da Secretaria Municipal da Saúde da cidade de Nova York conscientizando a população sobre como consumimos, às vezes sem nos darmos conta, excesso de açúcar adicionado:

http://www.nyc.gov/html/doh/html/cdp/cdp_pan.shtml

Palavras-chave: açúcar, obesidade, saúde

Postado por Anete Hannud Abdo | 1 usuário votou. 1 voto | 0 comentário

fevereiro 22, 2011

user icon

 

Orquetra Sinfônica da USP

 

Dia 23/02 - às 12h - Concerto de Recepção aos Calouros

Entrada Franca

Programa:

Tchaikovsky
Sinfonia n. 5, op.64, em mi menor - 50'

Camargo Guarnieri
Toada à moda paulista - 4'

Regência: Ligia Amadio

Endereço: Anfiteatro Camargo Guarnieri - Rua do anfiteatro, 109 - Cidade Universitária - Tel. 3091 3000

Palavras-chave: 2011, calourada, calouro, concerto, orquestra, sinfonia, sinfonica, USP

Postado por Priscila Frohmut Fonseca em USP Eventos | 0 comentário

janeiro 19, 2011

user icon
Postado por Anete Hannud Abdo

PRATO (Programa de Atendimento ao Obeso) do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP
Coordenador: Prof. Dr. Arthur Kaufman


Programação para portadores de obesidade - 1º semestre de 2011


1)        REUNIÕES PSICOEDUCACIONAIS

As reuniões psicoeducacionais do PRATO são mensais, abertas, gratuitas, e destinadas a portadores de obesidade e familiares, e a todos os que desejam orientações sobre como desenvolver um estilo de vida mais saudável. A cada mês, um tema diferente relacionado à obesidade é abordado, e em seguida há um debate com a platéia e esclarecimento de dúvidas pela equipe multiprofissional do PRATO.
Organização: Dra. Anete Hannud Abdo (endocrinologista)

Horário: Segundas-feiras, das 14:30 horas às 16 horas

Local: anfiteatro principal do 1° andar do prédio do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da FMUSP.

Obs.: Não são fornecidos certificados de comparecimento.

Datas:

14/03

11/04

09/05

13/06

Não é necessário fazer inscrição; é só comparecer.



2)        ATIVIDADES PRÁTICAS ABERTAS

Horário: Segundas-feiras, 10:00 às 11:30 horas

Local: prédio do Instituto de Psiquiatria do HC-FMUSP, sala 4S099 do 4º andar.

Não é necessário fazer inscrição; é só comparecer com 10 minutos de antecedência. O número de vagas é limitado pelo tamanho da sala, seguindo a ordem de chegada.

Idade: a partir de 18 anos.

As seguintes atividades são realizadas em rodízio (cada segunda-feira uma atividade):

CLUBE DA CAMINHADA DO PRATO
Atividade física, caminhada e emagrecimento para portadores de obesidade.
Caminhadas mensais para uma vida saudável e emagrecimento consciente.
Organização: Educadores físicos Alexandre Menegaz e Renata Pinto

FALANDO SOBRE REEDUCAÇÃO ALIMENTAR
Palestras educativas, abertas e gratuitas, mensais, que abordam temas relacionados à nutrição para portadores de obesidade: como facilitar o emagrecimento, dicas de nutrição, entre outros.
Organização: Nutricionista Cristiane Ruiz Durante

PSICODRAMA
Voltada especificamente para portadores de obesidade, esta atividade é uma vivência que junta psicologia e teatro, destinada à identificação dos fatores que levam ao surgimento e manutenção da obesidade e à procura de caminhos para a resolução do problema.
Organização: Psiquiatra Arthur Kaufman

Datas:
14/02 nutrição
21/02 clube da caminhada
28/02 psicodrama
14/03 clube da caminhada
21/03 psicodrama
28/03 nutrição
04/04 clube da caminhada
11/04 psicodrama
18/04 clube da caminhada
25/04 psicodrama
02/05 nutrição
09/05 clube da caminhada
16/05 psicodrama
23/05 clube da caminhada
30/05 psicodrama
06/06 nutrição
13/06 clube da caminhada
20/06 psicodrama
27/06 clube da caminhada
Obs.: Poderá haver troca de atividades sem aviso prévio.

Postado por Anete Hannud Abdo | 4 comentários

janeiro 03, 2011

user icon

Dia 18 de janeiro às 14h representantes do Wikimedia Foundation [1] estarão na USP para discutir a interação entre a Universidade e Wikipedia e outros projetos da Fundação Wikimedia. 

Será uma ótima oportunidade para conhecer os projetos da Fundação Wikimedia na área educacional, acesso livre ao conhecimento, recursos educacionais abertos e construção colaborativa de conhecimento. Por outro lado, teremos a oportunidade de apresentar o nosso trabalho nestes áreas e promover uma troca de ideias sobre como inserir Wikipedia et al. na cultura acadêmica.

Todos os interessados em conhecimento livre e desenvolvimento colaborativo de conhecimento e pesquisa  estão convidados a participar. Por favor, envie este convite para os seus contatos (mande o link http://stoa.usp.br/eventos/weblog/85252.html ). Veja embaixo um formulário para confirmar a sua presença ou clique aqui

Nós nos veremos dia 18 de janeiro próximo, às 14h no auditório do Centro de Computação Eletrônica da USP (CCE) [2].

Ewout ter Haar - IFUSP

Local

O CCE fica perto da escola politécnica 


Exibir mapa ampliado

Confirme sua presença

Mais Informações

Confirmaram presença Mr Kul Takanao (http://wikimediafoundation.org/wiki/User:Kul , "Head of Business Development at WMF") e  Jessie Wild (Gestora de Projetos Especiais)

 

Veja as biografias do Kul e Jessie

Kul Wadhwa

Wikimedia Foundation/Wikipedia

Diretor Administrativo

 Kul Wadhwa trabalha na Wikimedia Foundation desde Janeiro de 2008, com foco em projetos estratégicos para o crescimento da Fundação, como parcerias estratégicas com empresas, marketing  e desenvolvimento de novas plataformas como celulares e outras. Tais projetos visam a implementação dos goals da Fundação em relação a distribuição e desenvolvimento de conhecimento no mundo e são suportados por parcerias estratégicas como as desenvolvidas pelo Sr. Wadhwa com empresas como Orange, Bertelsmann, NTT, Apple, Facebook, Cisco e Google, entre outras. Adicionalmente ele suporta iniciativas como a Wikipedia’s Global Citizenship e projetos para o desenvolvimento de comunidades locais, como os Wikimedia Chapters.

 Antes de unir-se a Wikimedia Foundation, Sr. Wadhwa deteve inúmeras posicoes em empresas de tecnologia empreendoras. Ele trabalhou no time de desenvolvimento da start-ups Cybertrust Japan, sendo responsável por levantar substancial financiamento para tal firma. Sr. Wadhwa também trabalhou em posicoes seniors nas empresas  B.U.G., Inc. Japan, Pangea2, e como um consultante internacional de estratégia, desenvolvimento negócios na Asia, Europa e Américas. Sua experiência também inclui o desenvolvimento de negocios na Universidade de Stanford. Kul iniciou sua carreira como pesquisador na área de economia para a Rand Corporation em Los Angeles.

 Sr. Wadhwa realizou apresentacoes no mundo inteiro, tendo sido “keynote speaker” em conferencias como Global Business Dialogue, Stanford University Professional Courses, e da conferencias internacionais da industria de celulares. Ele serve como conselheiro em diversas iniciativas, como a Wiki Education Initiative e o projeto Escolinhas.pt – um projeto focado no uso da tecnologia wiki no ensino de crianças.

Kul graduou-se Universidade de Stanford, onde também realizou seu mestrado.

Jessie Wild

Wikimedia Foundation/Wikipedia

Gestora de Projetos Especiais

 

Jessie Wild trabalha na Wikimedia Foundation desde 2010, após servir como consultora externa para a fundação por muitos meses.  Ela trabalha como Gestora de Projetos Especiais no departamento de Desenvolvimento Global – formado por um time compromissado a encorajar o crescimento das comunidades Wikimedia ao redor do mundo e principalmente nos países do Sul. Jessie contribui com uma serie de iniciativas em lugares como Índia, Brazil, países do Norte da África, entre outros; suporta o desenvolvimento das estratégias para celulares e offline; orquestra o relacionamento com Universidades e com a comunidade de Recursos Educacionais Abertos; entre outros.

Antes de unir-se a Wikimedia Foundation, Jessie trabalhou no grupo de cunsultoria Bridgespan Group em São Francisco e, alem de trabalhar com projetos de educação e focados em jovens, fez parte do time que liderou o processo de planejamento estratégico na WMF.  Antes disso, Jessie trabalhou como consultora estratégica na Bain & Co. em Chicago, onde focou-se em diversas industrias, como a de produtos ao consumidor, servidos de saúde, financeiros e de investimento. Jessie graduou-se na Universidade de Indiana, onde estudou Politicas Publicas e Negócios Internacionais.

 

Palavras-chave: wikimedia, wikipedia

Postado por Ewout ter Haar em USP Eventos | 2 usuários votaram. 2 votos | 3 comentários

dezembro 08, 2010

user icon

Professores e alunos realizam protesto contra descaso da morte de estudante

Nesta quinta-feira, dia nove, estudantes, funcionários e professores irão realizar um ato de protesto na Praça do Relógio Solar na Universidade de São Paulo (USP), campus Butantã.

A manifestação será contra o descaso da guarda universitária e da direção da universidade em relação à morte do estudante Samuel de Souza que morreu no campus da USP na semana passada.

Samuel passou mal de saúde e ao pedir auxílio para a guarda universitária para que o levasse até o Hospital Universitário (HU) não recebeu ajuda. Foi até o HU de ônibus circular e lá também não recebeu atendimento. Ao voltar para o CRUSP (Conjunto Residencial da USP), onde morava, desmaiou na Praça do Relógio Solar, logo depois de descer do ônibus. Logo após o desmaio foi socorrido por estudantes e novamente não recebeu ajuda da guarda que se recusou a levá-lo de carro até o HU para receber atendimento. Samuel faleceu deitado no chão da praça. Samuel era negro, tinha 42 anos e estava no último ano do curso de Filosofia. Após sua morte o descaso ainda continuou, pois seu corpo só foi retirado do local seis horas depois.

O ato está sendo convocado pelo Prof. Mario M. González, da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humana (FFLCH) e outros professores da unidade.

Está sendo feito um chamado amplo para estudantes e funcionários protestarem contra este descaso. Segundo panfleto distribuído para convocar o ato, “o fato da morte do estudante ter acontecido em circunstâncias que remetem à omissão de socorro e expõem o descaso da administração central com a segurança daqueles que diariamente circulam pela Cidade Universitária. Queremos protestar contra isso.”.

O ato será realizado nesta quinta-feira, dia nove de dezembro, às 10h30 na Praça do Relógio da Cidade Universitária.  A presença de todos é importante para mostrar à direção da USP, em especial ao reitor-interventor João Grandino Rodas que a comunidade universitária repudia este fato reforçando a defesa de uma universidade pública, gratuita que esteja sob o comando dos estudantes, funcionários e professores e a serviço dos trabalhadores e da população pobre.

http://www.pco.org.br/conoticias/imprimir_materia.php?mat=249

 

"Nos sentimos indignados com o fato da morte do estudante ter acontecido em circunstâncias que remetem à omissão de socorro e expõem o descaso da administração central com a segurança daqueles que circulamos pela Cidade Universitária", diz González no texto. Ele pediu a docentes, funcionários técnico-administrativos e estudantes que levem uma flor ao protesto.

"A proposta é protestarmos apenas com nossa presença, essa flor e nosso silêncio, independentemente dos documentos ou providências que caibam por parte de nossas unidades, sindicatos, grêmios, etc", escreveu. "Vamos lá dizer que isso jamais poderia ter acontecido dentro de nossa universidade. E que não admitimos que possa se repetir."

http://noticias.uol.com.br/cotidiano/2010/12/07/professor-da-usp-m

Palavras-chave: guarda universitária, HU, Mario González, protesto, Samuel de Souza, USP

Postado por Antonio C. C. Guimarães em USP Eventos | 3 usuários votaram. 3 votos | 1 comentário

novembro 16, 2010

user icon

Nos próximos dias 24, 25 e 26 de novembro, a EDUSP promove a 12ª Festa do Livro, das 9h às 21h, no prédio dos Departamentos de Geografia e História, na Cidade Universitária, em São Paulo. A Festa do Livro é um evento tradicional na Universidade e é uma excelente oportunidade para a comunidade universitária adquirir livros de qualidade a preços especiais, com desconto mínimo de 50% sobre o preço de capa. Essa margem de desconto é possível porque a venda é realizada diretamente pelas editoras.

Estão confirmadas as presenças de 110 editoras nesta edição da Festa, número ainda não definitivo: estima-se que chegará a 120 participantes. O perfil das editoras é bastante diversificado e inclui livros acadêmicos, de ficção, infantis, de arte, oferecendo ao público cerca de 60 mil títulos. As editoras participantes têm ainda como compromisso doar cinco títulos de seu catálogo ao Sistema Integrado de Bibliotecas – SIBi, para incrementar o acervo das bibliotecas da Universidade.

A relação completa das Editoras participantes será colocada na página de eventos do site da Edusp a partir do dia 17 de novembro.

O endereço da 12ª edição da Festa do Livro é Av. Prof. Lineu Prestes, 338, Cidade Universitária, São Paulo. Informações podem ser obtidas pelo telefone (11) 3091-1617.

Palavras-chave: Cidade Universitária, desconto, descontos, editora, editoras, Edusp, feira, festa, FFLCH, livro, livros, USP

Postado por Priscila Frohmut Fonseca em USP Eventos | 1 usuário votou. 1 voto | 2 comentários

novembro 15, 2010

user icon

Fique tranquilo, Big Brother vai cuidar de você em todos os momentos...

 

Veículos de todo o país vão receber chip de identificação a partir de 2011

 

Grandes eventos serão vigiados por câmeras

Palavras-chave: Big Brother, controle, liberdades individuais, privacidade, vigilância

Postado por Antonio C. C. Guimarães | 0 comentário

outubro 29, 2010

user icon

Para fortalecer a cooperação franco-brasileira na área de ciências humanas e sociais, a Embaixada da França no Brasil, a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e o IEA lançam em novembro o Programa Saint-Hilaire. A iniciativa tem por objetivo o apoio à edição de obras científicas sobre as grandes questões ligadas ao Brasil contemporâneo, a fim de valorizar as pesquisas realizadas de forma conjunta e favorecer os intercâmbios científicos e institucionais entre os dois países.

Outra preocupação do programa é coordenar e articular as cátedras francesas em universidades brasileiras e as brasileiras na França. Para o planejamento e acompanhamento das pesquisas, o programa realizará um colóquio anual de apresentação de resultados de trabalhos em desenvolvimento e definição de temáticas para o ano seguinte. A intenção é que esse encontro anual torne-se um dos eventos de referência da cooperação franco-brasileira nas ciências humanas e sociais.

INAUGURAÇÃO — O colóquio inaugural do programa acontece nos dias 3 e 4 de novembro, na sede do IEA, com tradução simultânea e transmissão ao vivo pela web em www.iea.usp.br/aovivo.

O encontro terá duas conferências introdutórias, nas quais o papel das ciências humanas e sociais nos processos de cooperação e de desenvolvimento será analisado através do olhar institucional do Centro Nacional de Pesquisa Científica (CNRS) da França e pelo sociólogo Bernard Lahire, da Escola Normal Superior de Lyon. A segunda parte do primeiro dia apresentará, por meio de palestras, os resultados de programas binacionais em andamento. O segundo dia do colóquio será dedicado a um diálogo entre pesquisadores franceses e brasileiros em quatro mesas-redondas sobre temas relacionados com a governança urbana e as políticas territoriais.

O colóquio é uma realização da Embaixada da França no Brasil, Capes e IEA, com o patrocínio do Consulado Geral da França e do Centro de Pesquisas e Documentação das América (Creda). O encontro conta com o apoio de outras cinco instituições francesas: Instituto das Américas (IdA), Centro Franco-Brasileiro de Documentação Técnica e Científica (Cendotec), Comitê Francês de Avaliação da Cooperação Universitária com o Brasil (Cofecub), CNRS e Centro de Cooperação Internacional e Pesquisa Agronômica para o Desenvolvimento (Cirad).

CERIMÔNIA — No final da programação do primeiro dia do colóquio (dia 3, às 17h30), haverá uma cerimônia na Sala do Conselho Universitário na qual acontecerão: o lançamento do Programa Saint-Hilaire; a assinatura dos convênios de cátedras francesas na USP, Unesp, Unicamp, UFRJ e UnB; e a inauguração da representação brasileira do IdA.

COLÓQUIO SAINT-HILAIRE 2010 — PRIMEIRA JORNADA DE
COOPERAÇÃO CIENTÍFICA FRANCO-BRASILEIRA EM CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS
Data — 3 e 4 de novembro
Local — Auditório Alberto Carvalho da Silva, sede do IEA, Rua da Reitoria, 374, térreo, Cidade Universitária, São Paulo (mapa).
WEB — O evento terá transmissão ao vivo pela internet em www.iea.usp.br/aovivo.
Informações — Com Cláudia Regina Tavares (clauregi@usp.br), tel. (11) 3091-1686.

PROGRAMAÇÃO

3 de novembro

8h30 - ABERTURA

Sylvain Itte (cônsul-geral da França em São Paulo)

Pierre Colombier (conselheiro cultural da Embaixada da França no Brasil)

Sandoval Carneiro Júnior (diretor de Relações Internacionais da Capes)

César Ades (diretor do IEA)

9h - CONFERÊNCIA 1

Diane Brami e Carlos de Oliveira (Departamento de Europa e Internacional do Instituto de Ciências Humanas e Sociais — INSHS — do CNRS)

10h45 - Intervalo

11h - CONFERÊNCIA 2

Para que Servem as Ciências Sociais?
Bernard Lahire (Escola Normal Superior de Lyon)

12h15 - Intervalo

14h - RESULTADOS DE PROGRAMAS DE COOPERAÇÃO

Crime, Justiça e Territórios no Brasil. Experiências e Trajetórias
de Jovens "Favelados". Contribuição para uma Comparação
Brasil-França do Acompanhamento dos Jovens Infratores
Dominique Duprez (Programa Capes-Cofecub e CNRS)

Novas Configurações de Trabalho, Saberes Profissionais
e Gênero (Área Metropolitana de São Paulo
Márcia de Paula Leite (Unicamp)
Isabel Georges (Instituto de Pesquisa para o Desenvolvimento — IRD)

Semejanzas y Diferencias en las Percepciones Americanas
de las Implicancias Locales del Cambio Global
Jean-François Tourrand (Cirad)
Doris Sayago (Centro de Desenvolvimento Sustentável da UnB)

Uma Situação "Pós-Frente Pioneira": o Caso da
Região Rural de Ciriaco (Oeste do Maranhão)
Stéphanie Nasuti (Instituto de Altos Estudos da
América Latina — IHEAL — da Universidade de Paris 3)

Pierre Jaisson (presidente do Cofecub)

15h45 - Intervalo

16h - CÁTEDRAS FRANCESAS NO BRASIL

Os Estudos Brasileiros em Filosofia das Ciências
e a Cátedra Franco-Brasileira Bastide-Granger
Michel Paty (CNRS; primeiro titular da Cátedra Roger Bastide na USP)

Hervé Théry (CNRS; titular da Cátedra Pierre Monbeig na USP)

Johan Chapoutot (CNRS; titular da Cátedra Charles Morazé na UnB)

17h - APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA SAINT-HILAIRE

Yves Saint-Geours (embaixador da França no Brasil)

Jorge Guimarães (presidente da Capes)

17h30 - CERIMÔNIAS

Lançamento do Programa Saint-Hilaire

Assinatura dos programas de cátedras
francesas na USP, Unesp, Unicamp, UFRJ e UnB

Inauguração da representação brasileira do IdA

4 de novembro

GOVERNANÇA URBANA

9h - MESA 1 — OS ESPAÇOS PÚBLICOS

Ambiência e Espaço Público na Cidade de São Paulo: uma Abordagem Discursiva
Cintia Okamura (USP)
Carolina Rodríguez-Alcalá (Unicamp)

Políticas Públicas para a Proteção da Natureza: Desafios e Perspectivas
Marta de Azevedo Irving (UFRJ)

Quando o Poder Deixa a Cidade: as Últimas Horas do Rio de Janeiro Capital do Brasil
Laurent Vidal (Université La Rochelle)

Moderador: Sébastien Velut (IdA; diretor do Creda)

10h45 - Intervalo

11h - MESA 2 — CONFIGURAÇÕES DE TERRITÓRIOS URBANOS

Governança, Gestão Urbana e Novos Padrões de
Acumulação na Produção de Habitação Urbana
Suely Maria Ribeiro Leal (UFPE)

Sociologia Urbana e Movimentos Sociais
Irlys Alencar Firmo Barreira (UFCE)

Territórios Multilocalizados, Urbanização e Gestão dos Recursos Naturais
na Amazônia (Terras Indígenas do Alto Rio Negro, Fronteira Pioneira do Acre)
Ludivine Eloy (CNRS)

Moderadora: Cornelia Eckert (UFRGS)

12h15 - Intervalo

POLÍTICAS TERRITORIAIS

14h - MESA 3 — DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL RURAL

As Políticas Públicas Territoriais no Brasil: Experimentações, Hibridações e Limites
Gilles Massardier (Cirad)

Entre Promoção da Agricultura Familiar e Projetos de
Desenvolvimento: a Difícil Construção dos Territórios Rurais
Marc Piraux (Cirad)

A Rastreabilidade do Gado Bovino, uma Adaptação do Modelo Europeu no Brasil?
Valéria Homem (Ministério da Agricultura)

15h45 - Intervalo

16h - MESA 4 — AS ESCALAS DAS POLÍTICAS PÚBLICAS TERRITORIAIS

O Estado na França: do "Jacobinismo Domesticado" ao Governo "a Distância"
Patrice Duran (Escola Normal Superior de Cachan e Instituto de Estudos Avançados de Paris)

Políticas Territoriais Contemporâneas: Cenários da União Européia Vistos da América do Sul
Aldomar Ruckert (UFRGS)

Os Territórios do Político — Análise Cartográfica das Eleições Brasileiras
Omar Barros (Universidade Estadual de Londrina)

Moderador: Wanderley Messias da Costa (FFLCH)

 

 

 

 

 

Palavras-chave: Ciências Humanas, Ciências Sociais, Programa Saint-Hilaire

Este post é Domínio Público.

Postado por Mauro Bellesa em USP Eventos | 0 comentário

user icon

Martha Schteingart, uma das mais importantes urbanistas da América Latina, fará uma série de três conferências no IEA em novembro, organizadas pelo convênio entre o IEA e o Colégio do México, instituição onde é pesquisadora do Centro de Estudos Demográficos e Urbanos.

A programação é coordenada por Maria Ligia Coelho Prado, do Departamento de História da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) e coordenadora do convênio. As conferências serão feitas em espanhol, sem tradução, com início sempre às 15h, no Auditório Alberto Carvalho da Silva, sede do IEA (veja a localização). Quem não puder comparecer poderá acompanhá-las na web em www.iea.usp.br/aovivo.

Os temas das conferências da pesquisadora mexicana são:

dia 16 — A Pesquisa Urbana no México e na América Latina. Orientações Teóricas e Temas Relevantes;

dia 18 — A Divisão Social do Espaço e a Habitação Popular nas Cidades Latino-Americanas. Aspectos Teórico-Metodológicos e Resultados de uma Pesquisa para as Principais Metrópoles Mexicanas;

dia 23 — Cidade e Meio Ambiente. Expansão Urbana e Impacto Ambiental na Cidade do México.

Martha Schteingart é professora e pesquisadora no Centro de Estudos Demográficos e Urbanos do Colégio do México desde 1975. É também pesquisadora do Sistema Nacional de Investigadores do México e membro do Comitê Consultivo do Escritório do Ombusdman de Questões Ambientais e Urbanas do Distrito Federal do México. Ela pesquisou e lecionou em várias universidades na Europa, EUA e América Latina. Possui 22 livros publicados, mais de 140 capítulos de livros, artigos em jornal e comentários sobre terra urbana e habitação, divisão social, segregação, pobreza, políticas sociais, serviços, transporte e meio ambiente. Sua extensa atividade de pesquisa tem influenciado o trabalho de instituições acadêmicas, governos, empresas privadas, organizações da sociedade civil e outras pessoas envolvidas no campo dos assentamentos humanos dentro e fora da América Latina. Em 2007, recebeu o Prêmio Habitat das Nações Unidas.

Este post é Domínio Público.

Postado por Mauro Bellesa em USP Eventos | 0 comentário

user icon


O IEA foi um dos institutos de estudos avançados baseados em universidades participantes de encontro ocorrido de 25 a 27 de outubro no IEA da Universidade de Freiburg, Alemanha. A conferência internacional de IEAs teve a finalidade de discutir expectativas, desafios e novas fronteiras para esse tipo de instituição.

O IEA foi representado por seu diretor, César Ades, que foi um dos expositores da sessão dedicada à discussão sofre fontes de financiamentos dos IEAs. O outro instituto da América Latina presente no encontro também é brasileiro: o recém-criado Centro de Estudos Avançados da Unicamp, que foi representado por seu coordenador, Pedro Paulo Abreu Funari.

Mais informações sobre a organização da conferência de Freiburg podem ser lidas no folheto da programação (em inglês).

Este post é Domínio Público.

Postado por Mauro Bellesa em USP Eventos | 0 comentário

<< Anterior Próxima >>