Stoa :: Alexandre Hannud Abdo :: Blog :: Histórico

Dezembro 2008

Dezembro 08, 2008

default user icon

Ni!

 Resumo: M. S. El Naschie, editor chefe do periódico Chaos, Solitons and Fractals, publicado pela Elsevier, e pela qual nós brasileiros pagamos para ter acesso, é um charlatão que há anos usa a própria revista que edita para promover pseudociência, já publicados mais de 300 artigos nessa linha.

 Não precisarei alongar-me no assunto pois o Maurício Tuffani já fez um excelente trabalho[1], e para quem lê inglês sugiro olhar também a discussão original no blog n-Category Café[2]:

[1] http://laudascriticas.wordpress.com/2008/12/01/csf/

[2] http://golem.ph.utexas.edu/category/2008/11/the_case_of_m_s_el_nas

 Só acrescentando uma informação que dá idéia da gravidade do problema, meu orientador de iniciação científica - provavelmente o mais produtivo físico brasileiro - tem uns oito papers publicados nessa revista, sendo o último em 2005. E não é o único bom físico publicando ali, portanto o caso passou despercebido este tempo todo, mesmo a revista desfrutando de algum prestígio.

 Vale lembrar, também, que no nosso contexto acadêmico brasileiro a dependência cega em fatores de impacto (numerocracia), e subserviência a interesses partidários estão desfigurando o cenário científico de forma a empoderar picaretas como este.

 A primeira delas leva a aberrações como os casos de plágio passados impunemente e a fabricação de citações - fora problemas de outra natureza, como privilegiar pesquisas previsíveis e de curto prazo.

 A segunda leva ao crescimento desestruturado das universidades que vem derrubando critérios fundamentais de qualidade e dificultando o debate crítico que previniria esses desvios éticos.

 No caso El Naschie, o assunto chamou a atenção de líderes científicos internacionais e, por mais que o sistema das editoras seja insustentável, o problema do momento foi ao menos exposto e há visibilidade para o diálogo  sobre as mudanças necessárias.

 Já no Brasil, fica a cada dia mais difícil expôr esses maus elementos, e cada dia mais fácil para eles ganharem força política. E assim, mesmo quando expostos, no final nada é feito: vide o que se passa no IFUSP.


 Abs,

abdo

~~

PS: só pra não deixar de ser o chato de plantão: tá demorando pra ter trackback - ida e volta - aqui no stoa heim... rsrs

Palavras-chave: ciência, editoras, elsevier, numerologia, pseudociência

Esta mensagem está sob a licença CreativeCommons Atribuição.

Postado por Alexandre Hannud Abdo | 4 usuários votaram. 4 votos | 3 comentários