Stoa :: Alexandre Hannud Abdo :: Blog :: Expressões da Revolução

maio 23, 2011

default user icon

Ni!

No sábado rolou um evento MUITO legal na Matilha Cultural, do qual fiquei sabendo só de última hora e acabei não divulgando[-1].

Prévio à exibição de filmes relacionados aos conflitos no oriente médio, tivemos duas horas de teleconferência com Aalam Wassef[0], um artista egípcio que teve papel importante no encaminhar da revolução em seu país.

Ele debutou, a partir de 2005, uma tática comunicativa que foi amplamente utilizada, ao romper com a tradição egípcia de sátira metafórica e passar à indiciação direta de Mubarak e seus comparsas, mas preservando o bom humor.

Mas então, próximo ao final do bate-papo, uniu-se também à teleconferência um outro artista, Pedro Soler[1], direto da praça onde estão os manifestantes em Barcelona e em meio à gritaria.

Esse por sua vez está bastante envolvido na organização da revolução espanhola e havia antes ido ao Cairo tomar registro das manifestações na praça Tahir.

Foi um diálogo intenso, ligando as duas revoluções com este ponto distante do bananal, enquanto na rua a discreta e pacífica marcha da maconha levava paulada e gás da PM.


Mas, sobre a perspectiva de algo semelhante suceder por aqui, ainda continua pesando o fato de que essas revoluções estão ocorrendo onde foi maior o impacto econômico da crise financeira: Islândia, Tunísia, Egito, Wisconsin, Londres e agora Espanha.

Se podemos ter algo dessa natureza por aqui, enquanto a economia vai bem e o estado de bem estar social se expande, é uma questão cuja resposta vai ter grande significado, justamente por ser incerto.

Aliás, numa análise sistêmica, talvez a ótica adequada aqui seja a de que a revolução já tenha acontecido. Chamou-se "Diretas Já" e até agora rendeu-nos um coronel democrata, um playboy matador de marajás, um sociólogo neo-liberal, um líder sindical corporativista e uma guerrilheira desenvolvimentista.

O brasil é, afinal, o país do surrealismo e das contradições ;D

E talvez por isso mesmo, pra continuarmos absurdos, façamos mais uma revolução... "só pela graça".

Abs :)


[-1] http://www.matilhacultural.com.br/programacao-matilha-cultural/cinema/ite

[0] http://ahmadsherif.wordpress.com/
 "Ahmad Sherif" era o pseudônimo com que se protegia antes da revolução

[1] http://root.ps/
 tb conhecido por qdo dirigiu o centro de artes http://www.hangar.org/


~*~

Palavras-chave: cultural, egito, espanha, matilha, revolução, teleconferência

Esta mensagem está sob a licença CreativeCommons Atribuição.

Postado por Alexandre Hannud Abdo

Você deve entrar no sistema para escrever um comentário.

Termo de Responsabilidade

Todo o conteúdo desta página é de inteira responsabilidade do usuário. O Stoa, assim como a Universidade de São Paulo, não necessariamente corroboram as opiniões aqui contidas.