Stoa :: Escola de Comunicações e Artes (ECA-USP) :: Blog :: Convite exposição artes plásticas na Unicamp

fevereiro 15, 2012

default user icon

Caros, gostaria de convidá-los para a exposição de um amigo artista plástico doutorando da Unicamp no dia 05/03. Aí vai uma descrição do trabalho dele.

Abs

 

Artista plástico da Unicamp cria alfabeto visual inspirado em conceitos freudianos

Assim como os preceitos do fundador da psicanálise, trabalhos apresentam uma característica sexual latente.
 Obra é resultado da disputa poética entre o consciente e o inconsciente do artista

A exposição Desenhos Ocultos/ Desejos Velados, do artista plástico Ricardo Morelatto, fica aberta para visitação na galeria do Instituto de Artes da Unicamp entre os dias 5 e 15 de março, com entrada gratuita. Nos 20 trabalhos da mostra, o artista apresenta imagens que formam um verdadeiro alfabeto visual em diferentes suportes e dimensões e criadas a partir de técnicas de velar/revelar desenvolvidas pelo autor.  

Inspirado no pai da psicanálise, o trabalho transpira conceitos de Sigmund Freud como recalque, ato falho, pulsões de vida e morte, consciente e inconsciente, entre outros. A exposição mostra ainda o desejo do artista de aprisionar em imagens algo impalpável e subjetivo, que, no processo criativo, deu lugar às alternativas de esconder e velar.

Um exemplo é a escolha do papel arroz como material de trabalho. Sobreposto em pequenas caixas acrílicas (13 x 16,5 cm), o papel, transparente, é capaz de ocultar parcialmente as imagens desenhas sem escondê-las por completo. Segundo o autor, “as caixas podem ser vistas como metáforas corporais, e o papel arroz, como a pele que os envolve”.

As referências corporais como a pele e os pelos, inclusive, são recorrentes no conjunto da obra. O próprio vocabulário imagético criado pelo artista foi desenhado em nanquim nos diversos suportes. O intuito foi simular pelos que, amalgamados, ocultam os traços aleatórios do artista, em mais um processo de veladura.

Importante destacar ainda que, apesar das obras terem sido criadas no trânsito entre a psicanálise e a arte, a proposta do artista não foi a de traduzir visualmente conceitos do pai da psicanálise, mas sim oferecer uma proposta criativa sobre eles. “É o momento em que a arte se apropria de preceitos eruditos para regurgitar gestos espontâneos de criatividade”, define o próprio artista.

Assim, o alfabeto visual formado pelo conjunto de imagens-sínteses, presente em todos os trabalhos e formado pela ampulheta, o anzol, a santa, os cabelos, a navalha, a faca, a forca, o rosário, o peão e a vulva, não tem a pretensão de ser um conjunto de imagens definitivas e correlatas dos conceitos freudianos mencionados, mas apenas inspirações poéticas a serem desfrutadas pelo público. 

A exposição faz parte da banca de defesa de Ricardo Morelatto para obtenção do título de Doutor em artes pela Unicamp, na linha de pesquisa de poéticas visuais, sob a orientação da Profa. Dra. Ivanir Cozeniosque Silva, que acontece no dia 5 de março, às 14 horas, e também é aberta ao público. Participam da banca do autor os artistas Alcindo Moreira Filho, Mario Fiori, Márcio Périgo, Louise Weiss e Ivanir Cozeniosque Silva (orientadora).

 

Ricardo Bruscagin Morelatto, artista plástico premiado no Brasil e no exterior, é formado em artes pela Universidade Estadual Júlio de Mesquita Filho (Unesp) e  professor do curso de publicidade da Universidade Presbiteriana Mackenzie.  

Serviço:

“Desenhos Ocultos/ Desejos Velados”
Quando: 05/03, às 14h
Onde:
Rua Sérgio Buarque de Holanda, s/no. Prédio da Biblioteca Central – Térreo. Unicamp/ Campinas

Este post é Domínio Público.

Postado por Elaine Ferreira Lima em Escola de Comunicações e Artes (ECA-USP)

Você deve entrar no sistema para escrever um comentário.

Termo de Responsabilidade

Todo o conteúdo desta página é de inteira responsabilidade do usuário. O Stoa, assim como a Universidade de São Paulo, não necessariamente corroboram as opiniões aqui contidas.